Receba as notícias do montesclaros.com pelo WhatsApp
montesclaros.com - Ano 22 - quarta-feira, 28 de julho de 2021

Ir para data:


Efemérides - Nelson Vianna   
68332
Por Efemérides - Nelson Vianna - 28/7/2011 08:09:44
(Durante anos, o escritor e agrimensor Nelson Vianna, nascido em Curvelo e apaixonado por M. Claros, desde que aqui chegou, pesquisou a história da cidade. Foi a arquivos, jornais, revistas e livros, entrevistou pessoas, vasculhou correspondências – enfim, buscou em toda parte fontes que permitissem levantar a história do município de M. Claros. Conseguiu. Processou sua longa procura e publicou "Efemérides Montesclarenses", que cobrem o período de 1707 a 1962, revelando o que - neste período - aconteceu de mais importantes no cotidiano de nossas vidas. Nelson Vianna, apaixonado por M. Claros, reconhecido ao historiador Hermes de Paula, mais novo do que ele, mas seu auxiliar no trabalho, prestou - prestaram os dois, é preciso gritar isto - uma das mais notáveis contribuições à civilização dita montesclarina. Morreu sem ostentar riqueza material, mas o seu legado espiritual cresce a cada dia, embora ainda não seja suficientemente reverenciado. O tempo, sempre ele, também fará esta reparação. Republicar a resenha histórica pacientemente ajuntada pode ser um começo. Pelo calendário do dia, sairá publicado aqui, desde este 12 de janeiro de 2011, o que ele conseguiu desvendar no vasto tempo de 255 anos - entre 1707 e 1962, de uma Montes Claros nascente, criança e juvenil. Ajudará a cidade a se localizar. Talvez, a se achar. E haverá sempre um preito de gratidão a estes dois - Nelson Vianna e Hermes de Paula, e a muitos outros que, no silêncio, onde Deus fala aos Homens, recolhem o aplauso geral):

28 de julho

1865 – O dr. João Carlos de Araújo Moreira toma posse do cargo de juíz Municipal e de órfãos do termo de Montes Claros.
1908 - Em sessão extraordinária da Câmara Municipal de Montes Claros, presidida pelo dr. João José Alves, é apresentado o projeto que autoriza o Presidente da Câmara e Agente executivo a adquirir, nesta cidade, um prédio para nele funcionar um Grupo Escolar, podendo, para tal finalidade, despender até a quantia maxima de 30:000$000, pagável em duas prestações anuais, sendo a primeira a 1º de janeiro de 1909. O projeto foi aprovado, sendo o prédio adquirido a 6 de outubro de 1908, pelo preço maximo estabelecido. Pertencia ao cel. José Antônio Versiani que o construiu e o inaugurou, a 19 de janeiro de 1889. Está situado na atual rua Cel. Celestino, tem o número 75 e lá funcionam as aulas do Colégio e Escola Normal, de Montes Claros.
A compra do prédio toi realizada para que la se instalasse o Grupo Escolar Gonçalves Chaves, criado a 5 de janeiro de 1909, pelo decreto nP 2352. Ali, realmente se instalou o referido Grupo (o primeiro do Montes Claros), a 22 de julho de 1909, tendo como seu primeiro Diretor o prof. José Rodrigues Prates Júnior.
1909 — Nasce em Espinosa, Minas, Manuel Tolentino, filho de Genésio José Tolentino e dona Orlinda Caldeira Tolentino. Exerceu o cargo de Coletor Federal em varias cidades do Estado de Minas. E’ fazendeiro Coletor Federal em Montes Claros.
1950 — O dr. José Corrêa de Amorim Sobrinho assume a chefia da Comissão de Estudos e Obras Bahia-Minas (Obras contra a sêca), com sede em Montes Claros.
1956 - Instala-se, em Montes Claros, o 10.º Batalhão de Infantaria da Policia Militar do Estado de Minas, no sobrado situado na esquina da praça dr. Chaves com a rua Simeao Ribeiro, O evento foi comemorado com alvorada, missa, sessão solene na Câmara Municipal, retreta na praça Dr. Carlos pela banda de música do batalhão de Guardas da Polícia, banquete e, finalmente, baile.
1959 — A lei municipal nº 436 autoriza o Prefeito a pôr em concorrência pública o serviço de transporte coletivo, servindo as zonas urbanas e suburbanasl da cidade de Montes Claros.
1961 - O tte. Atires de Oliveira assume as funções de Comandante do 10.° Batalhão de Infantaria, na cidade de Montes Claros, em. substituição ao maior Orlando Marino.
1962 — Pela lei n.º 567, fica o Prefeito Municipal de Montes Claros autorizado a organizar uma emprêsa de economia mista para exploração do serviço de água e esgotos desta cidade, no lugar da Companhia de Águas e Esgotos do Nordeste (CAENE). A emprêsa fora criada pela referida lei contaria com a participação da Prefeitura local, de particulares e auxílio da SUDENE e teria por sigla CAMC (Companhia de Aguas e Esgotos de Montes Claros).
— Pela lei municipal n.° 568, fica denominada Avenida Cula Mangabeira a via pública da cidade de Montes Claros que partindo da praça dos Mangabeiras vai até o córrego da Vargem Grande, no bairro Santo Expedito.




Selecione o Cronista abaixo:
Avay Miranda
Iara Tribuzi
Iara Tribuzzi
Manoel Hygino
Afonso Cláudio
Alberto Sena
Augusto Vieira
Avay Miranda
Carmen Netto
Dário Cotrim
Dário Teixeira Cotrim
Davidson Caldeira
Edes Barbosa
Efemérides - Nelson Vianna
Enoque Alves
Flavio Pinto
Genival Tourinho
Gustavo Mameluque
Haroldo Lívio
Haroldo Santos
Haroldo Tourinho Filho
Hoje em Dia
Iara Tribuzzi
Isaías
Isaias Caldeira
Ivana Rebello
João Carlos Sobreira
Jorge Silveira
José Ponciano Neto
José Prates
Luiz Cunha Ortiga
Luiz de Paula
Manoel Hygino
Marcelo Eduardo Freitas
Marden Carvalho
Maria Luiza Silveira Teles
Maria Ribeiro Pires
Mário Genival Tourinho
Oswaldo Antunes
Paulo Braga
Paulo Narciso
Petronio Braz
Raphael Reys
Raquel Chaves
Roberto Elísio
Ruth Tupinambá
Saulo
Ucho Ribeiro
Virginia de Paula
Waldyr Senna
Walter Abreu
Wanderlino Arruda
Web - Chorografia
Web Outros
Yvonne Silveira