Receba as notcias do montesclaros.com pelo WhatsApp
montesclaros.com - Ano 23 - sexta-feira, 9 de junho de 2023

Auxilio Brasil vai fazer circular 84 bilhões de reais no consumo imediato brasileiro, calcula comércio

Quinta 20/01/22 - 6h52

Auxlio Brasil deve injetar, no mnimo, R$ 84 bilhes na economia

Estudo da CNC aponta que 70% deste valor ser para consumo imediato


Estudo da Confederao Nacional do Comrcio de Bens, Servios e Turismo (CNC), divulgado ontem (19), analisa que o programa Auxlio Brasil dever injetar na economia, ao longo deste ano, pelo menos R$ 84 bilhes, dos quais 70,43%, ou o equivalente a R$ 59,16 bilhes, devero se transformar em consumo imediato, enquanto 25,74% (R$ 21,62 bilhes) se destinaro para quitao ou abatimento de dvidas e 3,83%, ou R$ 3,21 bilhes, sero poupados para consumo futuro.

O programa Auxlio Brasil substituiu o Bolsa Famlia, extinto no ano passado, e teve suas primeiras parcelas mensais pagas aos beneficirios em 2022 a partir de ontem (18).

Em entrevista Agncia Brasil, o economista da CNC, Fabio Bentes, explicou que o valor de R$ 84 bilhes foi apurado tomando por base o benefcio mnimo de R$ 400. Como a gente no sabe quanto cada brasileiro vai receber, porque depende de outras variveis, a gente fez a conta por baixo. Como o benefcio mnimo de R$ 400 pago a 17,5 milhes de famlias, durante 12 meses, isso perfaz R$ 84 bilhes. Esse ser o valor que o programa vai disponibilizar, no mnimo, em 2022. Entretanto, como o benefcio varivel, a estimativa pode ser ainda mais otimista: R$ 89,9 bilhes.

A estimativa da CNC que 70% desse montante se destinar ao consumo imediato, mas no ao consumismo, at porque os elegveis do antigo Bolsa Famlia esto na pobreza extrema ou na pobreza, afirmou Bentes. H necessidades de curtssimo prazo, por conta da pandemia e da letargia da economia, e as famlias vo ter que fazer frente a esses gastos com alimentao, com medicamentos, servios do dia a dia, transportes, indicou.

Do total de R$ 59 bilhes que devero ir para o consumo imediato, a CNC estimou que pela estrutura de gastos do brasileiro, cerca de 47% so consumo no comrcio e no setor de servios. A gente estima que R$ 28 bilhes devem chegar ao comrcio. Isso significa um impulso de 1% a 1,5% no faturamento anual do varejo nacional.

Bentes advertiu, entretanto, que isso no vai salvar as vendas do comrcio em 2022. Mas pode ajudar o comrcio a ter um ano menos amargo no momento em que a expectativa para a economia, este ano, tem sido corrigida para baixo. A expectativa que a economia cresa 0,3% este ano. Ento, ajuda no sentido de disponibilizar um pouco mais de recursos para consumo, o que acaba aliviando um pouco mais o ano difcil que o comrcio vai ter pela frente.

Endividamento
Diante do grau de endividamento da populao, o percentual de recursos destinado ao pagamento de dvidas tende a ser relativamente alto dessa vez. Segundo dados do Banco Central (BC), 30,3% da renda mdia dos brasileiros estavam comprometidos com dvidas no terceiro trimestre do ano passado, maior patamar da srie histrica iniciada em 2005. Mas a gente sabe que, por conta da inflao, dos juros mais altos, o comprometimento da renda seguramente deve aumentar um pouco, pelo menos nessa primeira metade de 2022.(Agncia Brasil)

Compartilhe
Siga-nos nas redes sociais