Receba as notícias do montesclaros.com pelo WhatsApp
montesclaros.com - Ano 23 - quinta-feira, 29 de setembro de 2022

Caso desembarca nos jornais de BH: funcionária de clínica em M. Claros acusa médico, de 39 anos, de importunação sexual durante sessão de massagem relaxante

Quinta 18/08/22 - 6h28

Jornal Estado de Minas, de BH:

Funcionária de clínica de estética acusa médico de importunação sexual

Vítima de 18 anos alega que crime ocorreu durante massagem relaxante em cliente, que é médico; suspeito fugiu
Luiz Ribeiro


Uma funcionária de uma clínica de estética, de 18 anos, do Centro de Montes Claros, no Norte de Minas, denunciou um cliente, que é médico por importunação sexual. O fato teria ocorrido durante uma sessão de massagem relaxante, na tarde de terça-feira (16/8).

O caso foi registrado em boletim de ocorrência da Polícia Militar (PM). Segundo a jovem, o médico, de 39 anos, começou a se masturbar na frente dela e, após ser denunciado, fugiu e não foi mais encontrado.


De acordo com o boletim da PM, a funcionária da clínica contou que o cliente compareceu ao local, do qual já era cliente, em horário marcado e foi iniciada a massagem relaxante. O procedimento, normalmente, é realizado com o cliente de costas. Mas, informou a vítima, o médico mudou de posição e pediu para a funcionária fazer uma massagem na perna, na região da virilha, o que foi negado.

Ela informou ao cliente que faria a massagem na região do joelho até os pés, o que foi feito. Porém, diz o relato policial, o médico solicitou à funcionária que fizesse uma massagem erótica (tântrica), que também não foi aceita.


Ainda de acordo com a versão da vítima, na sequência, o cliente começou a se masturbar olhando fixamente para a jovem, que saiu assustada e se trancou em uma sala. A vítima disse que ficou em estado de choque e ligou para o proprietário do estabelecimento, que acionou a PM.


Após ser denunciado, o homem deixou o pagamento da sessão de massagem e saiu correndo da clínica.

O Estado de Minas recebeu a informação de que o advogado do médico teria negado aos policiais a importunação sexual por parte do seu cliente. Nesta quarta-feira (18/08), a reportagem entrou em contato com o advogado, mas ele alegou a defesa não iria pronunciar a respeito do caso.



***


Jornal O Tempo:

Jovem denuncia cliente por importunação sexual durante massagem, em Minas

Vítima disse que homem passou a se masturbar após pedir para ela fazer uma massagem erótica
Vitor Fórneas

Uma funcionária de uma clínica de estética de 18 anos foi vítima de importunação sexual durante uma sessão de massagem em um cliente, de 39, em Montes Claros, no Norte de Minas, nessa terça-feira (16). Durante os trabalhos da jovem, o homem começou a se masturbar na frente dela. O suspeito fugiu e não foi localizado pela Polícia Militar (PM).

A jovem contou que o homem estava com horário marcado na clínica e que todo o procedimento para massagem relaxante foi realizado. Em determinado momento, enquanto o cliente estava deitado de costas, ele pediu para mudar de posição.

Conforme registrado na ocorrência, o cliente pediu para a funcionária da clínica fazer uma massagem na perna, especificamente na região da virilha. A jovem negou a solicitação e falou que realizaria um procedimento da região do joelho até os pés.

O homem pediu para a funcionária fazer uma massagem erótica e ela também não aceitou. O cliente então começou a se masturbar olhando fixamente para a jovem, que saiu assustada e se trancou em uma sala.

O suspeito fugiu da clínica deixando o dinheiro do pagamento da sessão. A vítima chamou o proprietário do estabelecimento e a PM foi acionada. Até o encerramento da ocorrência, o suspeito não havia sido localizado.

A Polícia Civil foi procurada pela reportagem e informou, por nota, que um procedimento investigatório foi instaurado pela Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher. "As diligências estão em andamento", completou a instituição.

Compartilhe
Siga-nos nas redes sociais