Receba as notícias do montesclaros.com pelo WhatsApp
montesclaros.com - Ano 25 - domingo, 26 de maio de 2024

Primeira morte por chikungunya em Minas, neste ano, é atribuída a M. Claros, onde a doença "está em alta" - destaca jornal de BH

Terça 21/03/23 - 12h29

Jornal O Tempo, de BH:

Com 605 casos de chikungunya, Montes Claros confirma primeira morte pela doença

Secretaria de Estado de Saúde de MG investigava quatro óbitos suspeitos
Lucas Gomes

A cidade de Montes Claros, no Norte de Minas, confirmou o que pode ser a primeira morte por chikungunya neste ano em Minas Gerais. A paciente, uma idosa de 71 anos, morreu há um mês, em 23 de fevereiro e o caso estava em investigação.

Segundo o boletim de arboviroses divulgado pela Prefeitura de Montes Claros nessa segunda-feira (20), esse é o primeiro óbito pela doença no município, que já tem 605 casos confirmados da doença e outros 5.403 classificados como prováveis.

A doença está em alta em Montes Claros, assim como no resto do Estado. Até 17 de março deste ano, os casos notificados/suspeitos na cidade somam 6.263. Valor bem maior que os 3.245 registrados em todo o ano de 2022 e longe dos 48 reportados em 2021 e dos 33 de 2020. Dos aproximadamente 6.260 casos notificados à prefeitura, 1.560 foram apenas na última semana.

Entre os principais sintomas dos pacientes estão febre, mialgia e dor de cabeça. A vítima da doença foi internada na Santa Casa de Montes Claros no dia 22 de fevereiro, onde fazia tratamento contra um câncer no pulmão e morreu no dia 23, oito dias após o início dos sintomas. Ela também tinha hipotireoidismo, diabetes, hipertensão e cardiopatia crônica.

O último boletim de arboviroses divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES) não trazia nenhuma confirmação de óbito pela doença, mas apontava que quatro mortes suspeitas pela doença estavam em observação em Minas Gerais. A pasta foi procurada pela reportagem, mas não respondeu até a publicação desta matéria.

Compartilhe
Siga-nos nas redes sociais