Receba as notícias do montesclaros.com pelo WhatsApp
montesclaros.com - Ano 25 - domingo, 26 de maio de 2024

Redução no preço médio do diesel está marcada para esta quinta-feira. Petrobras garante queda, por litro, de R$ 4,02 para R$ 3,38

Quinta 23/03/23 - 6h52

A partir de hoje, entra em vigor a redução de R$ 0,18 por litro no preço médio da venda de diesel A para as distribuidoras, o que representa uma queda de 4,48%.

Com essa mudança, o preço do combustível passará de R$ 4,02 para R$ 3,38 por litro.

A Petrobras informou que o preço médio do diesel para o consumidor final será de R$ 3,45 por litro, considerando a mistura obrigatória de 90% de diesel A e 10% de biodiesel na composição do combustível vendido nos postos.

A última alteração no valor do diesel ocorreu em 1º de março, quando a Petrobras reduziu o preço do combustível para as distribuidoras em 1,9%, de R$ 4,10 para R$ 4,02 por litro.

***

Preço do diesel cai R$ 0,18 nas distribuidoras, nesta quinta-feira

Com redução, valor passa de R$ 4,02 para R$ 3,84 por litro

O preço médio de venda de diesel A da Petrobras para as distribuidoras está mais baixo a partir desta quinta-feira (23). Com a redução de R$ 0,18 por litro, o valor passa de R$ 4,02 para R$ 3,84 por litro.

Em nota, divulgada nessa quarta-feira (22) para anunciar o novo valor, a Petrobras informou que a sua parcela no preço ao consumidor será, em média, R$ 3,45 a cada litro vendido na bomba, após considerar a mistura obrigatória de 90% de diesel A e 10% de biodiesel para a composição do diesel comercializado nos postos.

De acordo com a companhia, os principais motivos para recuo são a manutenção da competitividade dos seus preços “frente às principais alternativas de suprimento dos nossos clientes e a participação de mercado necessária para a otimização dos ativos de refino”.

A petroleira destacou ainda que na definição de preços preserva a competitividade, mas evita o repasse das frequentes mudanças do mercado internacional. “Ciente da importância de seus produtos para a sociedade brasileira, a companhia destaca que na formação de seus preços busca evitar o repasse da volatilidade conjuntural do mercado internacional e da taxa de câmbio, ao passo que preserva um ambiente competitivo salutar nos termos da legislação vigente”. (Agência Brasil)

Compartilhe
Siga-nos nas redes sociais