Receba as notícias do montesclaros.com pelo WhatsApp
montesclaros.com - Ano 25 - segunda-feira, 20 de maio de 2024

"...jogava pedras para verificar se havia alguém em casa, pulava o muro e promovia arrombamento (...). Na sequência, já com os bens subtraídos (...), encontrava sua companheira, que lhe dava cobertura em um veículo, deixando com ela os produtos..." Acabou preso, mas atuava também em M. Claros

Quinta 04/04/24 - 11h28

Divulgado pela Polícia Civil:

Casal suspeito de furtos a residências em Unaí é preso no DF

Como desdobramento de uma investigação de furtos de altos valores em residências de Unaí, região Noroeste do estado, a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG), com a cooperação da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), cumpriu mandado de prisão preventiva contra um casal, de 44 e 58 anos, suspeitos do crime.

De acordo com as investigações, conduzidas pela equipe de repressão a roubos e furtos da Delegacia Regional em Unaí, os dois furtos investigados no inquérito policial foram cometidos no mesmo dia, em abril de 2022. O casal teria subtraído cerca de R$ 400 mil em joias, R$ 4 mil em dinheiro, notebooks, relógios e outros bens.

A partir de criterioso trabalho investigativo, foi possível esclarecer a dinâmica dos crimes: o homem andava de bicicleta pela rua da residência a fim de sondar o local, jogava pedras para verificar se havia alguém em casa, pulava o muro e promovia arrombamento para acessar o interior do imóvel.

Na sequência, já com os bens subtraídos dentro de bolsas, o suspeito encontrava sua companheira, que lhe dava cobertura em um veículo, deixando com ela os produtos dos furtos. O carro utilizado pelo casal foi identificado pelos policiais civis, e os investigados qualificados.

Prisão

Em decorrência do intercâmbio da PCMG com a PCDF, os suspeitos foram localizados no Distrito Federal, na última semana, onde moravam. Na residência do casal, uma das joias furtadas em Unaí foi encontrada pela equipe policial, corroborando o teor da investigação.

O inquérito foi concluído em 2023 com o indiciamento dos investigados pelo crime de furto qualificado, tendo a PCMG representado pela decretação da prisão preventiva do casal, deferida pelo Poder Judiciário após manifestação favorável do Ministério Público.

Segundo levantado, os suspeitos seriam recorrentes na prática do delito.

O homem investigado apresenta registros criminais por crimes de furto qualificado cometidos nas cidades mineiras de Unaí, Pitangui, Patos de Minas e Montes Claros, além de Camapuã (MS) e responde a dois inquéritos policiais em curso no Distrito Federal.

No total, ele é investigado em 38 inquéritos por furto, enquanto a mulher em quatro procedimentos policiais por furto/receptação e dois por uso de documento falso no DF.

***

✅ Clique para seguir o canal da 98FM/montesclaros.com no WhatsApp👇🏻
Acesse aqui

Compartilhe
Siga-nos nas redes sociais