Receba as notícias do montesclaros.com pelo WhatsApp
montesclaros.com - Ano 22 - segunda-feira, 2 de agosto de 2021

Polícia Militar: ’"quero ver você falar que agora não sou homem’’, evadindo em uma motocicleta de cor preta. Logo em seguida, ...."

Segunda 08/03/21 - 9h16



Divulgação da Polícia Militar:



POLÍCIA MILITAR MAIS INFORMAÇÕES QUE POSSAM LEVAR A PRISÃO AUTOR DE HOMICÍDIO EM RIO PARDO DE MINAS

RIO PARDO DE MINAS – A Polícia Militar, nesse domingo (07), por volta das 14 horas, foi acionada no hospital municipal em Rio Pardo de Minas, onde teria uma vítima de golpes de faca. No local a testemunha, que é funcionário do estabelecimento comercial, denominado Avistão Nova Aurora de propriedade da vítima, informou a equipe policial que em data pretérita, aproximadamente há quinze dias, quando se encontrava no referido estabelecimento, compareceu o autor, de posse de um cheque no valor de R$2.000.00 (dois mil reais) para pagar uma dívida no valor de R$1.200.00 (um mil e duzentos reais) e queria que a vítima descontasse somente duzentos reais deste cheque, momento em que a vítima respondeu para o autor, que aguardasse a compensação do cheque primeiramente, sendo que desentenderam em relação a dívida, culminando desta forma em atrito verbal. Nesta data o autor, entrou no estabelecimento comercial da vítima e desferiu-lhe um golpe de faca no hemotórax esquerdo e saiu do estabelecimento e disse: ‘’quero ver você falar que agora não sou homem’’ evadindo em uma motocicleta de cor preta. Logo em seguida, a vítima saiu do seu estabelecimento comercial com a mão sobre o peito e gritando por socorro vindo a cair ao solo, sendo socorrido pela testemunha até o hospital municipal Tácito de Freitas Costa. O médico responsável pelo atendimento mencionou que a vítima chegara sem nenhum sinal vital. A vítima era um homem de 40 anos. A Polícia Militar realizou intenso rastreamento na tentativa de localizar o autor (homem de 32 anos), porém sem êxito até o momento. Informações que possam levar a prisão do autor poderão ser repassadas através do 190 ou disque denúncia 181 com sigilo absoluto.

Compartilhe
Siga-nos nas redes sociais