Receba as notícias do montesclaros.com pelo WhatsApp
montesclaros.com - Ano 23 - sábado, 21 de maio de 2022
 

Este espaço é para você aprimorar a notícia, completando-a.

Clique aqui para exibir os comentários


 

Os dados aqui preenchidos serão exibidos.
Todos os campos são obrigatórios

Mensagem: Covid-19 em Minas Gerais - resultados muito preocupantes Cálculos das variações percentuais dos números de mortes devidas à Covid-19 entre 20 a 27/12/21 e 03 a 10/01/22 (2 períodos de 7 dias), relativas aos 30 municípios entre os de maiores populações de Minas Gerais, revelaram que 5 municípios (16,7%) reduziram seus respectivos percentuais, 13 (43,3%) aumentaram, 10 (33,3%) tiveram variação de 0% (com zero mortes nos 2 períodos), 1 (3,3%) teve variação de 0% (com 3 mortes em cada período) e 1 (3,3%) teve variação de 0% (com 1 morte em cada período). - Minas Gerais aumentou 59,6%, passando de 47 para 75 mortes, do 1º para o 2º período. - As 3 taxas de redução dos 5 municípios foram: 100,0% (Teófilo Otoni, Divinópolis e Caratinga; todos com zero mortes no 2º período); 66,7% (Governador Valadares, passou de 3 para 1 morte; 50,0% (Uberlândia, passou de 2 para 1 morte). - 13 municípios em que houve aumentos: Juiz de Fora (de 0 para 12 mortes). De 0 para 1 morte: Uberaba, Betim, Montes Claros, Curvelo, Santa Luzia, Sabará, Passos, Vespasiano e Coronel Fabriciano). De 0 para 2 mortes: Ipatinga. De 0 para 3 mortes: Ribeirão das Neves. Aumento de 69,2% (de 13 para 22 mortes): Belo Horizonte. - 10 municípios que tiveram variação percentual igual a zero, com zero mortes nos 2 períodos: Varginha, Poços de Caldas, Pouso Alegre, Ibirité, Sete Lagoas, Araguari, Itabira, Janaúba, Pirapora e Januária. - 1 município que teve variação percentual igual a zero, com 3 mortes em cada período: Contagem. Idem, com 1 morte em cada período: Patos de Minas. - Januária continua sendo destaque, entre os 30 municípios, por não registrar nenhuma morte desde a semana entre 15 e 22/10/21. - 4 números absolutos de mortes em 16 municípios, entre 03 e 10/01/22: 12 (Juiz de Fora), 1 morte cada (Governador Valadares, Uberlândia, Uberaba, Betim, Montes Claros, Curvelo, Patos de Minas, Santa Luzia, Sabará, Passos, Vespasiano e Coronel Fabriciano), 2 mortes (Ipatinga), 3 mortes em cada (Contagem e Ribeirão das Neves). - Quantidade de municípios com zero mortes no 1º período: 22 (73,3%). Idem, no 2º período: 13 (43,3%). - Total de mortes nos 30 municípios no 1º período: 27. Idem, no 2º período: 50. Aumento de 85,2%. - Dados de Minas Gerais, desde o início da pandemia: Casos confirmados 2.266.456; Casos recuperados 2.160.364; Óbitos confirmados 56.743. Fonte: Portal de Notícias, Boletim Epidemiológico, SES/MG, 13h01m, 10/01/22. Manchete: Agência Brasil, 08/01/22: ´Fiocruz alerta para alta na ocupação de leitos de covid-19 no Brasil. Pesquisadores ressaltam que a disseminação da ômicron se soma à epidemia de gripe e à grande circulação de pessoas.´ Os aumentos de mortes em Minas (59,6%) e nos 30 municípios (85,2%), se comparados, por exemplo, às reduções da mensagem 86010, de 27/12/21 (70,1% em Minas e 68,2% nos 30 municípios), alertam para termos muito cuidado com a variante ômicron, uso de máscara, evitar aglomerações, lavar sempre as mãos com água e sabão ou usar álcool em gel, higienizar objetos, alimentos e ambientes etc., além de estarmos em dia com a vacinação, como alertamos também na mensagem 86023, de 03/01/22. Afonso Cláudio de Souza Guimarães 10/01/22, 16h17m.

Preencha os campos abaixo
Seu nome:
E-mail:
Cidade/UF: /
Comentário:

Trocar letras
Digite as letras que aparecem na imagem acima