Receba as notícias do montesclaros.com pelo WhatsApp
montesclaros.com - Ano 23 - terça-feira, 7 de fevereiro de 2023

Vice-governador antevê - nos estúdios da Rádio 98FM M. Claros - que a ponte em Pintopolis, ao lado da cidade de S. Francisco, já vai mudar o N. de Minas. E adverte para a dificuldade de o campo tratar a Mata Seca como Mata Atlântica

Segunda 23/01/23 - 8h20




(Notícia publicada originariamente, com imagens, no @montesclaroscom - Clique aqui para ir e seguir o @montesclaroscom no Instagram)

O vice-governador Mateus esteve neste sábado nos estúdios da Rádio 98FM Montes Claros por cerca de 40 minutos, concedendo entrevista exclusiva.

Ele permaneceu no Norte de Minas, de quarta a sábado, recolhendo informações e subsídios para o segundo período do governo Zema, do qual agora é o vice, tendo sido, no primeiro período, o vital articulador de retaguarda.

Do longo relato do que viu e ouviu, por 4 dias, nesta viagem, dois pontos principais ele citou:

1 - A ponte para Pintópolis, que já emerge das águas do Rio de S. Francisco, ao lado da cidade do mesmo nome, a ponte vai modificar a face do Norte de Minas, principalmente em relaçao ao Distrito Federal, Brasília.

É tão importante que deve alterar, para melhor, o perfil da região setentrional de Minas, dispensando a longa volta da estrada, por Pirapora, encurtando a distância, e modificando realidades.

2 - O Norte de Minas, em resumo, não suporta ter a sua Mata Seca equiparada à Mata Atlântica, pois isto inviabiliza economicamente a produção e a produtividade do campo, prejudicando brutalmente toda a região.

Espirituoso, percorreu o seu périplo, agora como vice, pelo Norte de Minas, também dizendo que a cidade de M. Claros não suporta a maciça transferência de atendimento médico dos municípios da região.

Como solução, defende que os demais municípios sejam capacitados e habilitados a dar atendimento local.

Compartilhe
Siga-nos nas redes sociais