Receba as notícias do montesclaros.com pelo WhatsApp
montesclaros.com - Ano 25 - sábado, 15 de junho de 2024

(2 - Para ler na sequência): Em Bocaiúva, mulher de 41 anos morre, atacada a golpes de faca, apesar dos muitos esforços de ressuscitação

Terça 26/09/23 - 17h31

Divulgação do Samu:

O SAMU foi acionado por volta das 8 horas, no bairro Esplanada, em Bocaiuva, para prestar socorro a uma mulher de 41 anos, vítima de ferimento por arma branca.

A mulher apresentava perfurações nos braços, região do tórax e da clavícula.

A paciente foi intubada pela equipe médica do SAMU no local e, em seguida, encaminhada para o hospital de Bocaiuva.

Ao adentrar na unidade hospitalar a vítima entrou em parada cardiorrespiratória.

A equipe do SAMU, juntamente com os profissionais do hospital, realizaram as manobras de ressuscitação cardiopulmonar, porém a paciente não resistiu e foi a óbito.
Cidade: Montes Claros

***


Homem de 33 anos se entregou à PM após matar mulher a golpes de faca.

O homem foi convencido por familiares a se entregar por volta das 18h30, ainda próximo do local do crime.

A mulher tinha 42 anos.

O casal havia mantido relacionamento no passado e o homem não teria aceitado o fim do relacionamento.

O homem esperou a mulher perto do local de trabalho, e depois de uma conversa, a matou.

Em seguida, fugiu para um matagal.

Ela morreu após sofrer parada cardiorrespiratória no hospital de Bocaiuva.

***

Jornal O Tempo, de BH:

´Não me mata porque eu te amo´, disse mulher antes de ser morta por ex em MG

Homem se entregou 10 horas após o crime e disse que ´só queria dar um susto´ na vítima
Lucas Gomes

Uma mulher de 42 anos foi morta a facadas pelo ex-companheiro no meio da rua no bairro Esplanada, na cidade de Bocaiúva, no Norte de Minas, nessa terça-feira (26 de setembro). Testemunhas disseram que o ex-casal discutia na rua e a mulher gritou “não me mata porque eu te amo” ao suspeito, de 33 anos.

Após a mulher implorar pela vida, o homem pegou uma faca e desferiu vários golpes. A vítima saiu correndo, mas caiu alguns metros à frente, enquanto o autor fugiu do local.

A mulher foi atendida pelo Samu e encaminhada até o Hospital Doutor Gil Alves, onde já chegou morta. Ela levou facadas no peito, na região da axila e no antebraço A faca usada no crime foi encontrada na rua com vestígios de sangue.

Uma outra testemunha relatou aos policiais que mora perto do local do crime e tinha visto o homem momentos antes do feminicídio e que ele aparentava nervosismo e “ficava a todo tempo andando de um lado para outro”.

Familiares da mulher disseram que o autor seria o ex-companheiro da mulher. Eles tiveram um relacionamento, mas o homem não aceitava o término.

O crime foi por volta de 8h e equipes policiais fizeram rastreamento, mas não encontraram o suspeito. Por volta de 18h, uma viatura foi abordada por duas motos e, na garupa de uma delas, estava o suspeito.

Aos policiais, o homem disse não saber de fato o que aconteceu, já que teria usado crack e cocaína. Ele alegou que “no momento da emoção desferiu uma facada na vítima, e correu, não sabendo nem informar a quantidade de facadas que a golpeou”. Na versão do homem, ele ficou "cego" quando a mulher disse que estaria em um novo relacionamento e queria apenas "dar um susto nela", não medindo a proporção da sua ação.

Durante o crime, o homem causou um corte na mão esquerda e foi levado para o hospital. Depois, ele foi encaminhado para a delegacia.

***

Divulgação da PM:

A Polícia Militar de Minas Gerais, por meio de sua 11ª RPM, foi acionada, na manhã dessa terça-feira (26), a comparecer à Rua Edson Murta, Bairro Esplanada, em Bocaiuva, onde uma mulher, de 42 anos, foi vítima de feminicídio.

Segundo uma testemunha, ela encontrava-se em frente à sua residência, quando viu um casal passando na rua, e que aparentava estarem discutindo. Em determinado momento, a mulher proferiu os seguintes dizeres: "não me mata, porque eu te amo". Nesse momento, a testemunha viu o homem pegar uma faca e golpear a vítima, que saiu correndo e caiu desfalecida na calçada, alguns metros à frente. Ainda segundo a testemunha, o autor saiu correndo, evadindo do local.

Ao chegarem ao local, os militares depararam-se com a vítima sendo atendida pelo Samu, que a conduziu ao Hospital Dr. Gil Alves, onde faleceu.
A vítima apresentava três ferimentos provenientes de faca, sendo um no tórax, um na linha axilar média e um no antebraço esquerdo.

Conforme informações, o autor, de 40 anos, teve um relacionamento amoroso com a vítima, contudo não aceitava o término.

Durante o rastreamento, ele foi preso após ser convencido por familiares a se entregar.

***

Jornal Estado de Minas, de BH:

´Não me mata, porque te amo!´: Mulher implora, mas é assassinada pelo ex

Segundo a Polícia Militar, homem não aceitava fim do relacionamento. Ao ser preso, disse aos policiais que queria dar um susto´ na ex-namorada´
Matheus Brum

Uma mulher, de 42 anos, foi vítima de feminicídio em Bocaiúva, no Norte de Minas. Ela foi assassinada pelo ex-namorado, de 33 anos, que confessou o crime para os policiais militares.

Segundo a Polícia Militar, nessa terça-feira (26/9), os dois discutiam no meio da rua, quando o homem sacou uma faca e foi para cima da ex-namorada. Segundo testemunhas, a mulher chegou a implorar para não ser agredida. “Não me mata, porque te amo”, teria dito a vítima antes de ser esfaqueada.

De acordo com a PM, a mulher foi atingida no peito e no braço. Ela tentou correr, mas não conseguiu. Ela chegou a ser socorrida pelo SAMU, mas morreu enquanto era levada para o hospital.

Após o crime, os policiais começaram a fazer buscas pelo suspeito. Durante a noite, os PMs conseguiram encontrar o homem, que confessou o crime. Ele disse para os policiais que estava sob efeito de drogas e que “queria dar um susto” na ex, pois ela tinha iniciado um outro relacionamento recentemente.

O homem foi preso em flagrante e levado para a delegacia.

Compartilhe
Siga-nos nas redes sociais