Receba as notícias do montesclaros.com pelo WhatsApp
montesclaros.com - Ano 22 - segunda-feira, 19 de abril de 2021

Transferido para batalhão da PM em Niterói, deputado federal preso pelo STF poderá ser solto, ou não, pela Câmara, hoje, em reunião marcada para as 17h. STF autoriza o deputado a fazer sua própria defesa, mas silencia suas redes. (Decisão saiu por volta das 20h; por 364 a 130, deputado seguirá preso)

Sexta 19/02/21 - 10h08

A Câmara Federal deve decidir na tarde de hoje a prisão do deputado federal Daniel Silveira, do PSL, preso pelo STF.
NECESSÁRIOS
A votação foi marcada para as 17h e são necessários 257 votos para confirmar a decisão do Supremo Tribunal, para manter a prisão.
MANTEVE
Ontem, em audiência de custódia, o juiz auxiliar do ministro Alexandre de Moraes, Aírton Vieira, manteve a prisão.
TRANSFERIDO
O deputado foi transferido da Superintendência da Polícia Federal para um batalhão da PM em Niterói.
DOIS
Na Superintendência, a PF achou dois celulares na sala em que o deputado esteve preso.
APURAR
O STF já mandou apurar como os aparelhos chegaram ao local.
DEFESA
À tarde, o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, autorizou que o deputado Daniel Silveira participe, por vídeo, da sessão da Câmara que deve decidir hoje se o mantém preso ou o liberta. O deputado deve fazer sua defesa.
INDISPONÍVEIS
Os perfis de Instagram e Facebook do deputado Daniel Silveira ficaram indisponíveis a partir desta sexta-feira, por ordem do ministro Alexandre de Moraes.

(MANTEVE
Por volta das 20h, saiu a decisão da Câmara: por 364 votos a 130, a Câmara manteve a prisão).
FOLHA
Segundo publicou a Folha de S. Paulo, "votação da prisão de deputado foi precedida por guerra de nervos; Câmara recebeu recados de que Daniel Silveira poderia fazer revelações explosivas contra magistrados do STF".

Compartilhe
Siga-nos nas redes sociais