Receba as notícias do montesclaros.com pelo WhatsApp
montesclaros.com - Ano 22 - quarta-feira, 5 de maio de 2021

Vacinas para o Norte de Minas só virão segunda-feira. Destinam-se a quem tem entre 60 e 64 anos. Outras regiões recebem hoje

Sábado 01/05/21 - 10h29

Divulgação do governo de Minas:

Estado dá continuidade à distribuição de imunizantes para os municípios

Quantitativos irão ampliar a cobertura em todo território mineiro na maior operação de vacinação da história de Minas Gerais

O Governo de Minas Gerais, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG), começa neste sábado (1/5) a distribuição de mais 589.800 doses de vacinas para as Unidades Regionais de Saúde (URSs) do estado. Os imunizantes compõem a 15ª remessa do Programa Nacional de Imunizações (PNI) para a imunização contra covid-19 e darão continuidade à maior operação de vacinação da história de Minas Gerais. São 578.000 doses da AstraZeneca e 11.800 da CoronaVac.

Neste sábado, serão entregues os quantitativos para as regionais de Barbacena, Belo Horizonte, Itabira, Juiz de Fora, Leopoldina, Manhuaçu, Ponte Nova, São João del-Rei e Ubá. Na segunda-feira (3/5), a operação tem continuidade com envio para as URSs de Alfenas, Coronel Fabriciano, Diamantina, Divinópolis, Governador Valadares, Ituiutaba, Januária, Montes Claros, Passos e Patos de Minas, Pirapora, Pouso Alegre, Sete Lagoas, Uberaba, Uberlândia, Unaí e Varginha. A operação será concluída na terça-feira, com entrega para Pedra Azul e Teófilo Otoni.

Mais uma vez, em todas as etapas a logística de transporte contará com apoio das Forças de Segurança e Salvamento, disponibilizando as aeronaves do Batalhão de Operações Aéreas (BOA), do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBMMG), e efetivo terrestre da Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG) e da Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) para escolta dos insumos.

Públicos prioritários

As 589.800 doses - 578.000 da AstraZeneca e 11.800 da Coronavac - serão destinadas às pessoas de 60 a 64 anos; e Forças de Segurança e Salvamento.

“É importante que os municípios observem a orientação feita pela Secretaria, a partir dos informes técnicos emitidos pelo Ministério da Saúde, de que todas as doses entregues devem dar continuidade às campanhas de vacinação observando a cobertura dos públicos prioritários”, explica a coordenadora de Imunização da SES-MG, Josianne Gusmão.

Compartilhe
Siga-nos nas redes sociais