Receba as notcias do montesclaros.com pelo WhatsApp
montesclaros.com - Ano 23 - sexta-feira, 9 de junho de 2023

Venezuelanos em fuga por 17 países da América Latina passarão de 6 para 8,9 milhões, em 2022, alerta a ONU

Sbado 11/12/21 - 6h18


Migrantes venezuelanos na Amrica Latina sero 8,9 milhes em 2022

Alerta do representante da ONU Eduardo Stein


A Organizao das Naes Unidas (ONU) alertou que at o fim de 2022 haver 8,9 milhes de migrantes e refugiados venezuelanos radicados em 17 pases da Amrica Latina, superando os atuais 6 milhes.

O alerta foi feito por Eduardo Stein, representante especial conjunto da agncia da ONU para refugiados (Acnur) e da Organizao Internacional das Migraes (OIM), no lanamento do Plano Regional de Resposta a Refugiados e Migrantes (RMRP). O plano prev que sero necessrios US$ 1,79 milho para apoiar os venezuelanos que escaparam da crise poltica, econmica e social em seu pas.

Segundo Stein, o nmero inclui "6 milhes de pessoas venezuelanas no destino, mais 1,9 milho em movimentos pendulares e quase 1 milho de retornados colombianos".

"Estima-se que 8,4 milhes de pessoas vo necessitar de assistncia, incluindo 2 milhes de integrantes das comunidades de acolhimento. Trata-se de um forte aumento de pessoas com necessidades, em comparao com anos anteriores. tambm um reflexo dos crescentes desafios que enfrentam tanto os refugiados e migrantes da Venezuela quanto as comunidades de acolhimento", acrescentou.

O representante da ONU disse ainda que 3,8 milhes de venezuelanos vo receber assistncia direta do RMRP 2022, programa que alcanou o nmero sem precedentes de 192 associados, entre eles 23 organizaes da dispora venezuelana, dirigidas por refugiados e migrantes, assim como 117 organizaes no governamentais (ONGs).

Segundo Eduardo Stein, o programa prev fortalecer os processos de reconhecimentos de ttulos acadmicos e certificaes profissionais, meios de subsistncia, gerao de recursos e a execuo de programas de coeso social para combater a xenofobia.

Necessidades bsicas
O setor da sade ter o maior nmero de beneficirios, com 2,72 milhes, o que demonstra, de acordo com a ONU, o nmero de pessoas com problemas de sade no contexto da pandemia de covid-19 e a importncia de reforar os sistemas nacionais para prestar servios sanitrios a refugiados, migrantes e comunidades de acolhimento.

Stein explicou que, em 2022, a maioria dos migrantes venezuelanos "ter passado vrios anos nas comunidades de acolhimento" e, por isso, suas necessidades vo alm "de intervenes imediatas para salvar vidas, incluem o acesso, a regularizao, documentao, proteo, autossuficincia e integrao".

"Por essa razo, o apoio a iniciativas de regularizao e documentao para refugiados e migrantes da Venezuela uma prioridade para o RMRP 2022. Vinculado a isso est a prioridade de facilitar a integrao local, promovendo a incluso nos sistemas nacionais de proteo social, planos de vacinao da covid-19 e planos a mais longo prazo, para garantir o direito sade, educao, habitao e outros servios essenciais", observou.

A crise poltica, econmica e social venezuelana agravou-se desde janeiro de 2019, quando o ento presidente do Parlamento, o opositor Juan Guaid, jurou assumir publicamente as funes de presidente interino do pas, at afastar Nicols Maduro do poder, convocar um governo de transio e eleies livres e democrticas.(Agncia Brasil)

Compartilhe
Siga-nos nas redes sociais