Receba as notcias do montesclaros.com pelo WhatsApp
montesclaros.com - Ano 23 - sexta-feira, 9 de junho de 2023

Balança comercial do Brasil registra o maior superávit em 2021; China segue como o maior parceiro

Sbado 15/01/22 - 6h03


Balana comercial registra maior supervit da srie histrica em 2021

As exportaes mais as importaes atingiram recorde de US$ 500 bi


O Indicador de Comrcio Exterior (Icomex), divulgado ontem (14) pela Fundao Getulio Vargas (FGV), aponta que a balana comercial brasileira registrou, no ano passado, o maior supervit da srie histrica, no valor de US$ 61,2 bilhes, US$ 10,8 bilhes a mais em relao ao saldo de 2020.

A corrente de comrcio, que soma exportaes mais importaes, atingiu recorde de US$ 500 bilhes, resultado do aumento de 34,2% nas exportaes e de 38,2% nas importaes em 2021, ante o ano anterior. Segundo a FGV, contribuiu para o aumento das exportaes a variao dos preos, que subiram 29,3%, enquanto o volume evoluiu apenas 3,2%. J nas importaes, o volume cresceu 21,9% e os preos aumentaram 13,1%.

As exportaes de commodities (produtos agrcolas e minerais comercializados no mercado exterior) tiveram participao de 67,7% nas exportaes totais, mostrando expanso de 37,3% em valor. Os preos tiveram incremento de 38,9%, contra recuo no volume de 1,8%. J as exportaes de no commodities cresceram 28,1%, resultado do aumento dos preos (12,4%) e do volume (13,5%).

Do mesmo modo, as importaes de commodities elevaram sua participao na pauta de 7% para 8,5%, na passagem de 2020 para 2021. Essa alta foi associada a uma variao de 69,5% em valor, com aumento nos preos de 36,4% e no volume de 23%. No caso das no commodities, que explicaram 91,5% das compras externas do Brasil, a variao em valor foi de 35,8%, com aumento no volume de 22% e nos preos de 11,1%.

De acordo com o Icomex da FGV, no esperada uma nova onda de aumento nos preos das commodities no mercado internacional, embora este ano mostre um cenrio de incertezas em funo dos efeitos da seca e da chuva em algumas safras, do menor ritmo de crescimento da China e de uma possvel intensificao do uso de subsdios em alguns pases, como Estados Unidos, em relao ao mercado de carne bovina. Preocupa tambm, no mbito interno, a variao cambial no ano eleitoral.

Indstria
Por tipo de indstria, o comrcio exterior brasileiro registrou aumento, em valor, de 62,7% nas exportaes da indstria extrativa, explicado pelo aumento de preos (59,7%) e de volume (1,3%). A participao da indstria nas exportaes totais subiu de 23% para 28%, de 2020 para 2021. Minrio de ferro e leo bruto de petrleo concentraram 94% do total das vendas externas do setor, no ano passado. Os dois produtos tiveram variaes, em valor, de 73% e 55,3%, respectivamente.

O Icomex indica que a segunda maior variao em valor foi da indstria de transformao (26%), com participao de 51% nas exportaes totais nacionais em 2021, revelando queda de 4 pontos percentuais em relao a 2020.

O ndice de preos aumentou 17,8% e o de volume 6,5%, entre 2020 e 2021. A FGV destacou que a pauta de exportaes da indstria mais diversificada que a da agropecuria e da indstria extrativa. Os dez principais produtos vendidos no mercado internacional explicaram 46% das vendas externas do setor, sendo, majoritariamente, produtos que podem ser classificados como commodities.

Por sua vez, a agropecuria marcou expanso de 23,6% em valor e 27,2% nos preos, com recuo de 1,8% no volume. Sua participao foi de 20% no total das exportaes brasileiras. A soja liderou, respondendo por 70% das vendas do setor e mostrando incremento de 35,3%, em valor, seguida do caf, com 10,5% de participao e aumento de 16,7%.

Do lado das importaes, os dez principais produtos compem 36% das compras externas e os trs - adubos, leos combustveis e medicamentos - ficaram com 16,7%. A indstria de transformao participou com 91,5% das importaes e registrou aumento de 34,6%, em valor, 11,7% nos preos e 20,3% no volume, entre 2020 e 2021. A indstria extrativa participou com 6% no total das importaes, com aumentos de 89,8% em valor, 43,2% em volume e 31,6% nos preos. Os principais produtos importados foram gs natural liquefeito (GNL) e leo bruto de petrleo. Destaque para o incremento em valor de 298% das importaes de gs, resultado de uma variao de 108% no preo e de 91% no volume. A agropecuria teve peso de 2,5% nas importaes totais, com variaes positivas de 30,7% (valor), 22% (preos) e 7,2% (volume). O principal produto importado foi o trigo, com participao de 31% e crescimento de 24,3%.

Composio
O Icomex da FGV mostra que no ocorreram mudanas na composio da pauta brasileira. Os setores de agropecuria e extrativa registraram saldos positivos de U$ 46,6 bilhes e 62,8 bilhes, respectivamente, enquanto a indstria de transformao teve saldo negativo de US$ 45,3 bilhes. A dependncia de commodities primrias na gerao de supervits torna o comrcio exterior mais sujeito s flutuaes de preos, analisa o documento.

Destinos
A China continua liderando as exportaes e importaes brasileiras. Embora sua participao nas exportaes tenha recuado de 32,4% para 31,3%, em 2021 em comparao a 2020, as exportaes para o mercado chins aumentaram 29,4%. As importaes tambm cresceram em valor (45,2%), com aumento de preos de 9,9% e de 22,5% no volume. O supervit subiu de US$ 33 bilhes para US$ 40,1 bilhes.

Em contrapartida, o dficit comercial com os Estados Unidos, segundo maior parceiro do Brasil, evoluiu de US$ 6,4 bilhes para US$ 8,3 bilhes. Para a Argentina, o supervit de US$ 591 milhes registrado em 2020 deu lugar a um dficit, em 2021, de US$ 69,9 milhes.

O Icomex aponta ainda que, puxada pela China, a sia confirmou sua liderana no comrcio exterior brasileiro. A participao da regio nas exportaes do pas, sem a China, atingiu 15,1%, superando a da Unio Europeia (13%). Nas importaes, a participao foi de 12,2%, inferior aos 17,4% de participao da Unio Europeia.(Agncia Brasil)

Compartilhe
Siga-nos nas redes sociais