Receba as notícias do montesclaros.com pelo WhatsApp
montesclaros.com - Ano 23 - terça-feira, 27 de setembro de 2022

Com dois a menos, Palmeiras segura empate e se classifica nos pênaltis, por 6 a 5

Quinta 11/08/22 - 6h05


Com dois a menos, Palmeiras segura empate e se classifica nos pênaltis

Verdão supera o Atlético-MG e mostra força na Libertadores



Após um novo empate sem gols, o Palmeiras bateu o Atlético-MG por 6 a 5 na disputa de pênaltis e se classificou para as semifinais da Copa Libertadores na noite desta quarta-feira (10) no Allianz Parque, em São Paulo.


O próximo adversário do Verdão sairá do confronto entre Athletico-PR e Estudiantes (Argentina), que voltam a se enfrentar nesta quinta-feira (11) em La Plata, após empate sem gols no confronto de ida na Arena da Baixada, em Curitiba.

Apesar de o confronto começar com um certo equilíbrio, o Palmeiras não demorou a assumir o comando das ações, tendo como melhor oportunidade uma bola cruzada na área por Dudu aos 7 minutos. O passe tinha como alvo Gustavo Scarpa, mas Arana foi mais esperto e conseguiu o corte.

O panorama começou a mudar aos 27 minutos, quando o volante Danilo foi expulso pelo juiz, com auxílio do VAR (árbitro de vídeo), após cometer falta dura em Zaracho. Com isso, o Verdão passou a ter uma postura mais conservadora, saindo menos para o ataque. Já o Galo apresentava muitas dificuldades de criar, tendo como melhor oportunidade da etapa uma finalização de primeira de Hulk após cruzamento de Mariano.

Com desvantagem numérica, Abel Ferreira postou sua equipe de forma ainda mais fechada no segundo tempo. Sem espaços para jogar, o Galo encontrou muitas dificuldades de criar oportunidades. Já o Verdão compensou a ausência de um jogador com a maior capacidade técnica, para tentar fazer alguma coisa, como a finalização de Zé Rafael aos 10 minutos.


Cinco minutos depois o Atlético-MG teve sua oportunidade mais cristalina, quando Mariano levantou a bola na área, onde Jair chegou finalizando com muito perigo de peixinho. Aos 21 foi Allan quem chegou bem, em chute de fora da área que parou em defesa de Weverton.

A situação do Palmeiras se complicou ainda mais aos 36 minutos, quando Scarpa entrou de sola em Allan e acabou recebendo o cartão vermelho direto. A partir daí o Galo passou a colecionar boas oportunidades de marcar, como um chute de Hulk que passou raspando aos 46 minutos, um cruzamento do camisa 7 um minuto depois que terminou batendo na trave e um chute de muito longe de Junior Alonso que foi defendido por Weverton.

A questão é que do outro lado do gramado estava um Palmeiras muito valente, que segurou o 0 a 0 até o final dos 90 minutos, antes dos quais o chileno Vargas acabou expulso após receber o segundo cartão amarelo na partida.Esportes
Com dois a menos, Palmeiras segura empate e se classifica nos pênaltis
Verdão supera o Atlético-MG e mostra força na Libertadores
Share on WhatsApp Share on Facebook Share on Twitter Share on Linkedin
Publicado em 10/08/2022 - 23:57 Por Agência Brasil - Rio de Janeiro

Ouça a matéria:


Após um novo empate sem gols, o Palmeiras bateu o Atlético-MG por 6 a 5 na disputa de pênaltis e se classificou para as semifinais da Copa Libertadores na noite desta quarta-feira (10) no Allianz Parque, em São Paulo.


O próximo adversário do Verdão sairá do confronto entre Athletico-PR e Estudiantes (Argentina), que voltam a se enfrentar nesta quinta-feira (11) em La Plata, após empate sem gols no confronto de ida na Arena da Baixada, em Curitiba.

Apesar de o confronto começar com um certo equilíbrio, o Palmeiras não demorou a assumir o comando das ações, tendo como melhor oportunidade uma bola cruzada na área por Dudu aos 7 minutos. O passe tinha como alvo Gustavo Scarpa, mas Arana foi mais esperto e conseguiu o corte.

O panorama começou a mudar aos 27 minutos, quando o volante Danilo foi expulso pelo juiz, com auxílio do VAR (árbitro de vídeo), após cometer falta dura em Zaracho. Com isso, o Verdão passou a ter uma postura mais conservadora, saindo menos para o ataque. Já o Galo apresentava muitas dificuldades de criar, tendo como melhor oportunidade da etapa uma finalização de primeira de Hulk após cruzamento de Mariano.

Com desvantagem numérica, Abel Ferreira postou sua equipe de forma ainda mais fechada no segundo tempo. Sem espaços para jogar, o Galo encontrou muitas dificuldades de criar oportunidades. Já o Verdão compensou a ausência de um jogador com a maior capacidade técnica, para tentar fazer alguma coisa, como a finalização de Zé Rafael aos 10 minutos.


Cinco minutos depois o Atlético-MG teve sua oportunidade mais cristalina, quando Mariano levantou a bola na área, onde Jair chegou finalizando com muito perigo de peixinho. Aos 21 foi Allan quem chegou bem, em chute de fora da área que parou em defesa de Weverton.

A situação do Palmeiras se complicou ainda mais aos 36 minutos, quando Scarpa entrou de sola em Allan e acabou recebendo o cartão vermelho direto. A partir daí o Galo passou a colecionar boas oportunidades de marcar, como um chute de Hulk que passou raspando aos 46 minutos, um cruzamento do camisa 7 um minuto depois que terminou batendo na trave e um chute de muito longe de Junior Alonso que foi defendido por Weverton.

A questão é que do outro lado do gramado estava um Palmeiras muito valente, que segurou o 0 a 0 até o final dos 90 minutos, antes dos quais o chileno Vargas acabou expulso após receber o segundo cartão amarelo na partida. Agencia Brasil

Compartilhe
Siga-nos nas redes sociais