Receba as notcias do montesclaros.com pelo WhatsApp
montesclaros.com - Ano 23 - quarta-feira, 7 de junho de 2023

Pela primeira vez, empresa privada lança foguete a partir do Brasil. Foi ontem

Segunda 20/03/23 - 8h22

Depois de sucessivos adiamentos devido a questes meteorolgicas desde dezembro de 2022, ocorreu neste domingo (19) o lanamento suborbital do foguete HANBIT-TLV, a partir do Centro de Lanamento de Alcntara (CLA), no Maranho.

O foguete no era tripulado e sua tecnologia poder ser utilizada para experimentos.

O lanamento faz parte da Operao Astrolbio, resultado da parceria estabelecida entre a Fora Area Brasileira (FAB), atravs do Departamento de Cincia e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), e a empresa sul-coreana Innospace.

Apesar de ser o lanamento nmero 500 do CLA, essa a primeira vez que uma empresa privada realiza essa atividade no Brasil.

***

Foguete sul-coreano lanado a partir da Base de Alcntara

Lanamento representa passo importante para operaes comerciais

O Programa Espacial Brasileiro deu mais um importante passo, no ltimo final de semana, com o lanamento do foguete sul-coreano HANBIT-TLV, a partir do Centro de Lanamento de Alcntara (CLA).

Segundo a Fora Area Brasileira (FAB), este foi o 500 lanamento, a partir da base instalada no Maranho. O veculo levou a bordo carga til desenvolvida 100% no Brasil em um voo que durou 4 minutos e 33 segundos, informou, em nota, a FAB.

Denominada Astrolbio, a operao resultado de uma parceria entre o Departamento de Cincia e Tecnologia Aeroespacial (DCTA) e a empresa sul-coreana Innospace.

Este lanamento quebrou um paradigma, pois poderemos ter diversas operaes comerciais, a partir do Centro Espacial de Alcntara (CEA), nos colocando entre os centros espaciais reconhecidos mundialmente e inseridos nesse mercado to grande e que se desenvolve a cada dia mais, que o mercado espacial, explicou o diretor-geral do DCTA, Tenente-Brigadeiro do Ar Maurcio Augusto Silveira de Medeiros.

Segundo ele, o lanamento do foguete, bem como as parcerias resultaro em uma srie de benefcios, pois so receitas que vm para o municpio de Alcntara, para o estado do Maranho e para o Brasil.

Por meio da nota da FAB, o chefe do Subdepartamento Tcnico do Departamento de Cincia e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), Brigadeiro Engenheiro Luciano Valentim Rechiuti, disse que a Operao Astrolbio demonstra a capacidade nacional em desenvolver tecnologias espaciais e lanar foguetes.

O sucesso deste lanamento binacional ratifica que o centro est totalmente apto, tanto do ponto de vista tcnico-operacional, quanto do ponto de vista administrativo, para realizar lanamentos de foguetes nacionais e estrangeiros em praticamente quaisquer pocas do ano, com preciso e segurana, disse.

J o presidente da Agncia Espacial Brasileira (AEB), Carlos Augusto Teixeira de Moura, disse que o CLA j foi concebido com a ideia de abrigar no s o nosso Programa Espacial, mas tambm outros operadores.

Concretizamos o ideal l dos anos 80, pois temos agora um operador privado internacional trabalhando aqui, o que abre a oportunidade de o Brasil efetivamente se inserir no mercado internacional de transporte espacial, argumentou. (Por Pedro Peduzzi - Reprter da Agncia Brasil)

Compartilhe
Siga-nos nas redes sociais