Receba as notícias do montesclaros.com pelo WhatsApp
montesclaros.com - Ano 25 - domingo, 26 de maio de 2024

Homem que tocou fogo em estúdio no Japão, matando 36 pessoas, foi condenado à morte nesta quinta-feira. Ele se declarou arrependido da tentativa de vingança, por suposto plágio

Quinta 25/01/24 - 6h44

Nesta quinta-feira, homem foi sentenciado à pena de morte por incendiar o estúdio da Kyoto Animation e provocar a morte de 36 pessoas no Japão.

O crime ocorreu em 2019 e ganhou destaque global, resultando também em 32 feridos durante o incêndio.

Shinji Aoba, de 45 anos, admitiu ter causado o incêndio e expressou arrependimento pelo crime.

Seus advogados alegaram problemas psiquiátricos, mas a justiça, durante o julgamento, concluiu que Aoba não apresentava transtornos mentais na época do delito nem estava em estado debilitado.

O juiz, ao proferir a sentença, descreveu o crime como "verdadeiramente cruel e desumano".

No ano anterior, quando confessou a autoria, Aoba afirmou ter ido longe demais e não ter imaginado que causaria tantas mortes.

Ele próprio sofreu graves queimaduras, com 90% de sua pele afetada, e passou por diversas cirurgias, chegando a ficar em coma por semanas.

Aoba entrou no edifício da Kyoto Animation, onde cerca de 70 pessoas estavam presentes, e provocou o incêndio ao jogar inflamável, proferindo a frase "Morram".

O motivo do crime seria a crença de que seus trabalhos teriam sido plagiados pelos criadores do estúdio, o que a Kyoto Animation negou.

O estúdio tem entre as suas produções séries como "K-ON!", "A Melancolia de Haruhi Suzumiya" e "Lucky Star", e também séries conhecidas como "Pokémon" e "Ursinho Pooh".

***

✅ Clique para seguir o canal da 98FM/montesclaros.com no WhatsApp👇🏻
Acesse aqui

Compartilhe
Siga-nos nas redes sociais