Receba as notícias do montesclaros.com pelo WhatsApp
montesclaros.com - Ano 25 - domingo, 21 de abril de 2024

Aprenda a identificar a dengue comum da temida dengue hemorrágica: a distinção fica mais fácil entre o terceiro e o sétimo dia da doença

Sábado 17/02/24 - 6h43

A dengue hemorrágica, a forma mais grave da dengue, pode apresentar sintomas preocupantes, incluindo sangramentos, alterações neurológicas, falência de órgãos e até mesmo morte.

Enquanto a dengue clássica é geralmente autolimitada e tratável com medidas simples, a dengue hemorrágica exige intervenção médica imediata e cuidados intensivos para evitar complicações graves.

Os sinais de alerta incluem febre súbita acompanhada por dor de cabeça, fadiga, dores musculares ou articulares e dor nos olhos.

A distinção entre os dois tipos de dengue geralmente ocorre entre o terceiro e o sétimo dia da doença.

A dengue grave pode se manifestar com sinais como petéquias na pele, sangramentos espontâneos em diferentes partes do corpo, dor abdominal intensa, náuseas, vômitos persistentes, convulsões, irritabilidade, insuficiência cardíaca e problemas respiratórios.

O choque circulatório é a principal causa de morte associada à dengue hemorrágica.

A infecção secundária por um sorotipo diferente do vírus aumenta o risco de desenvolver a forma grave da doença.

O tratamento concentra-se no alívio dos sintomas e na reposição de líquidos, sendo a administração de soro intravenoso fundamental para evitar a perda excessiva de sangue e líquidos.

Medidas de controle do vetor, como eliminação de criadouros do mosquito Aedes aegypti, são essenciais para prevenir a propagação da doença.

Vacinas também estão disponíveis para proteção contra a dengue, tanto no sistema público quanto no privado, e o uso de repelentes é recomendado como medida preventiva.


***

✅ Clique para seguir o canal da 98FM/montesclaros.com no WhatsApp👇🏻
Acesse aqui

Compartilhe
Siga-nos nas redes sociais