Receba as notícias do montesclaros.com pelo WhatsApp
montesclaros.com - Ano 25 - domingo, 21 de abril de 2024

Brasileiros ainda vão esperar 6 anos para escolher o fornecedor de energia elétrica de sua preferência, por preço mais baixo e de maior confiabilidade

Domingo 18/02/24 - 8h11

O ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, anunciou que até 2030 os consumidores residenciais poderão aderir ao mercado livre de energia, onde podem escolher seus fornecedores.

Atualmente, apenas grandes consumidores, como indústrias, têm essa escolha, enquanto os consumidores residenciais estão vinculados à distribuidora local.

O objetivo é garantir o acesso das classes média e baixa a esse mercado, visando reduzir o custo da energia, que atualmente é excessivamente caro e de má qualidade.

E isto porque o mercado é altamente regulado.

A abertura do mercado para os consumidores residenciais requer ajustes para evitar sobrecargas no mercado regulado, que poderiam ocorrer devido à migração de consumidores para o mercado livre.

A discussão sobre como realizar essa transição está em andamento no Congresso por meio do projeto de lei 414 de 2021.

O mercado livre existe no Brasil desde 1996, mas somente grandes consumidores podiam participar devido a padrões de consumo elevados.

Em setembro de 2022, uma portaria permitiu a migração de todos os consumidores em alta tensão a partir de 1º de janeiro de 2024, expandindo o acesso ao mercado livre para pequenas empresas e indústrias de médio e grande porte.

***

✅ Clique para seguir o canal da 98FM/montesclaros.com no WhatsApp👇🏻
Acesse aqui

Compartilhe
Siga-nos nas redes sociais