Receba as notícias do montesclaros.com pelo WhatsApp
montesclaros.com - Ano 22 - quinta-feira, 22 de abril de 2021

M. Claros antecipa: 1) Doze pessoas morreram por Covid nas últimas 24 horas, entre elas criança de 1 ano. 2) Hospitais se aproximam do limite. 3) Polícia vai agir, com rigor, para fazer observar o toque de recolher, a partir desta noite. 4) Município tinha posição confortável há 4 dias e teme virar caso nacional

Quinta 25/02/21 - 16h24

Antes que saia o boletim desta tarde/noite, a Secretaria de Saúde de M. Claros já antecipou:

- M. Claros registrou número recorde de mortos em 24 horas - 12 pessoas morreram, e o maior número até aqui era de 6 mortes.
- No dia de hoje, foram registrados 12 óbitos por Covid
- Nunca Montes Claros teve esse número em seus dados estatísticos, três desses óbitos são de pacientes de outros municípios, mas que estavam internados aqui, e nove óbitos são de pacientes do município.
- Nem todos as mortes irão constar no boletim epidemiológico desta quinta.
- Entre os mortos, está uma criança de 1 ano, o segundo óbito nesta idade, no município.
- No boletim vai sair a divulgação de três óbitos porque só se pode divulgar óbitos com a declaração do óbito em mãos.
- Os hospitais já disponibilizaram três declarações de óbitos confirmados, mas os hospitais ainda não disponibilizaram essa declaração, e outros três são de óbitos que precisam da confirmação laboratorial.”
- Houve aumento da taxa de ocupação de leitos de UTI Covid de uma média de 50% para 80%
- Houve aumento de mortalidade e da letalidade de Covid no município.
- Ocorreu mudança no perfil do paciente que estava internado.
- É muito a alta taxa de internação por Covid, com os hospitais já no limite, os profissionais no limite da sua capacidade e aumentando a perda de vidas.
- O Norte de Minas tinha uma situação confortável na ocupação de leitos e, no intervalo de quatro dias, saiu de uma situação confortável para uma situação muito crítica.
- Há hospitais na cidade com 100% de ocupação dos leitos UTI Covid.
- Se a doença continuar se alastrando na velocidade que está atualmente é possível não termos assistência.
- Chegarmos ao ponto de não termos como atender, já que os hospitais têm um limite.
- A população precisa contribuir para evitar a disseminação da Covid.
- Caso contrário, Montes Claros pode passar pela mesma situação que vive a região do Triângulo Mineiro, que teve que mandar pacientes com coronavírus para municípios de outras regiões por falta de leitos.
- A Polícia Militar e a Guarda Municipal estarão mobilizadas para fiscalizar as medidas determinadas pelo novo decreto, que passa a valer nesta quinta.
- Quem for flagrado circulando no horário não permitido será abordado e poderá ter que pagar multa, conforme prevê o decreto.

Compartilhe
Siga-nos nas redes sociais