Receba as notícias do montesclaros.com pelo WhatsApp
montesclaros.com - Ano 22 - sábado, 27 de novembro de 2021

Intervalo entre doses da vacina Pfizer cai de 3 meses para 21 dias, em S. Paulo

Terça 19/10/21 - 6h17

SP anuncia redução de intervalo de doses da Pfizer para 21 dias

Anúncio foi feito pelo governador João Doria


O governador de São Paulo, João Doria, anunciou ontem (18), por meio de suas redes sociais, que o intervalo entre as duas doses da vacina contra a covid-19 da Pfizer/BioNTech será reduzido para 21 dias. Isso significa que, quem tomou a primeira dose desse imunizante no estado de São Paulo e ainda aguarda para tomar a segunda dose, poderá fazê-lo assim que completar 21 dias da primeira dose.

Quando começou a ser aplicada no Brasil, o intervalo entre as duas doses da Pfizer/BioNTech era de doze semanas, ou seja, em torno de três meses. Em setembro deste ano, o governador Doria já havia reduzido o intervalo entre as doses de doze para oito semanas. E agora ele voltou a reduzir o intervalo, para apenas 21 dias, mesmo período em que essa vacina tem sido aplicada em diversos outros países.

“Vamos reduzir de 8 semanas para 21 dias o intervalo entre a 1ª e a 2ª dose da Pfizer. A medida vai beneficiar cerca de 2 milhões de pessoas que poderão completar o esquema vacinal mais cedo em São Paulo. Vacina no braço”, escreveu Doria em suas redes sociais.

A intenção do governo paulista é aumentar rapidamente a quantidade de pessoas no estado com esquema vacinal completo. Quando uma pessoa completa o seu esquema vacinal, ela está mais protegida contra o novo coronavírus, especialmente contra a variante Delta, que já é predominante em São Paulo. Até este momento, 63,96% da população total do estado de São Paulo completou o esquema vacinal.(Agência Brasil)

Compartilhe
Siga-nos nas redes sociais