Receba as notícias do montesclaros.com pelo WhatsApp
montesclaros.com - Ano 25 - sábado, 2 de março de 2024

Polícia dos EUA, com mordida de cão farejador, helicóptero e avião, pega o brasileiro que escapuliu do cárcere. (Antes, sua mãe havia dito que o preferia morto a voltar à prisão perpétua). Governador da Pensilvânia participou do anúncio de recaptura

Quarta 13/09/23 - 9h43

O brasileiro Danilo Cavalcante, condenado por assassinar a ex-namorada, foi capturado pela polícia da Pensilvânia, nos Estados Unidos, nesta quarta-feira (13).

Ele estava foragido desde 31 de agosto e era considerado “extremamente perigoso”.

A polícia recebeu um chamado de um morador relatando que um homem que se encaixava na descrição de Cavalcante invadiu sua casa e roubou um rifle de calibre.22 de sua garagem.

O morador também disse que sacou uma pistola e começou a atirar no invasor, mas a polícia afirma não ter “nenhuma razão para acreditar” que ele tenha sido atingido ou ferido.

Cavalcante foi condenado à prisão perpétua e sem liberdade condicional em 16 de agosto, por homicídio em primeiro grau pelo assassinato da ex-namorada em 2021.

Ele também é procurado em um caso de homicídio de 2017 no Brasil, que o levou a fugir do país.

MAE

A mãe de Danilo, antes que ele houvesse sido recapturado, expressou que preferiria o filho morto a se entregar à polícia americana, de acordo com entrevista dada ao jornal The New York Times.

A mãe argumentou que, dada a perspectiva de prisão perpétua, a morte imediata seria opção mais misericordiosa, para evitar que o filho sofra durante uma longa pena.

Mencionou que estava perdendo a esperança, considerando seu filho como já falecido, mesmo com a grande busca policial em andamento.


CERCO

A recaptura envolveu alta tecnologia, incluindo câmeras térmicas, alarme disparado acidentalmente, tempestade com raios e mordida de cachorro farejador.

Tudo começou com o disparo de um alarme em uma propriedade próxima à área onde os policiais estavam realizando buscas.

Embora nada tenha sido encontrado na propriedade, isso levou a operação a se concentrar nessa área.

A operação usou aeronaves com câmeras térmicas para detectar o calor humano, o que levou à identificação de ponto suspeito em uma área de vegetação baixa.

Tempestade com raios obrigou o avião com câmeras térmicas a recuar e pousar, interrompendo temporariamente as buscas.

Equipes em terra permaneceram em locais seguros, enquanto outras aeronaves monitoraram a área.

As buscas foram retomadas após a tempestade passar, com foco no ponto de calor identificado pela câmera térmica.

A captura final ocorreu quando homens em terra e cães farejadores cercaram o local, onde Cavalcante foi encontrado sob uma pilha de madeira.

Ele tentou fugir ao ver os policiais, mas foi parado pelo cão farejador.

Nenhum tiro foi disparado durante toda a operação, apesar de Cavalcante estar armado.

O brasileiro costumava se mover durante a noite para evitar ser detectado, e sua mãe afirmou que ele estava determinado a fugir até o fim.

Após ser capturado, Cavalcante recebeu atendimento médico devido a mordida de cachorro, mas o ferimento foi leve.

Compartilhe
Siga-nos nas redes sociais