Receba as notícias do montesclaros.com pelo WhatsApp
montesclaros.com - Ano 25 - sexta-feira, 1 de março de 2024

1) Atirador matou 22 pessoas (depois, 16) em cidade de 38 mil habitantes nos Estados Unidos. Feridos são mais de 60. Caçada monstro procura homem de 40 anos, já identificado em Maine,

Quinta 26/10/23 - 03h40

Na noite desta quarta-feira (25) em Lewiston, Maine, nos Estados Unidos, um ataque a tiros resultou na morte de 22 pessoas e deixou cerca de 60 feridos. Horas depois, o número de mortes foi reduzido para 16.

O atirador conseguiu escapar depois de abrir fogo em um boliche e em um bar, que ficam a uma distância de aproximadamente 6,5 km um do outro.

Até o momento, o atirador permanecia foragido, com uma busca massiva em andamento, inclusive com o auxílio de helicópteros.

O suspeito, um homem de 40 anos, já foi identificado.

Como medida de segurança, as autoridades policiais e o governo do Maine orientaram as pessoas a procurar locais seguros, resultando na suspensão das aulas nas escolas públicas de Lewiston.

A polícia divulgou a imagem de um carro que possivelmente teria sido usado no crime, instando a população a fazer denúncias para ajudar a localizar o criminoso.

O presidente Joe Biden foi informado do ataque e ofereceu apoio federal nas investigações, enquanto a Divisão de Boston do FBI anunciou sua colaboração com os departamentos de polícia locais.

O ataque pode ser classificado como o sexto mais mortal na história dos Estados Unidos, de acordo com o Instituto Gun Violence Archive, caso o número de 22 mortes seja confirmado.

O mais violento ocorreu em Las Vegas em 2017, quando 58 pessoas foram mortas e 441 ficaram feridas.

Lewiston, com cerca de 38 mil habitantes, está situada no condado de Androscoggin, a cerca de 56 km ao norte de Portland, a maior cidade do estado.

O Maine geralmente possui baixos índices de criminalidade, mas não exige licença para o porte de armas, e a posse de armas é parte de sua cultura, ligada às tradições de caça e tiro esportivo.

Em 2023, os EUA já registraram 565 tiroteios em massa, resultando na morte de 595 pessoas, representando um aumento em relação ao ano anterior, que teve 559 ocorrências e 545 mortes.

***

A partir de agora, as notícias enviadas através do WhatsApp serão atualizadas apenas pelo canal abaixo 👇🏻.

Inscreva-se tocando abaixo

Acesse aqui Acesse o link do

Compartilhe
Siga-nos nas redes sociais