Receba as notícias do montesclaros.com pelo WhatsApp
montesclaros.com - Ano 22 - quarta-feira, 8 de dezembro de 2021

Ao lado do filho de 14 anos, homem de 43 anos sofre parada cardíaca (“minhas vistas escureceram!”) enquanto dirigia carro por avenida de M. Claros, e morre. Foi nesta noite

Quinta 18/11/21 - 6h46


Divulgação do Samu:


O SAMU atendeu uma ocorrência envolvendo um acidente com um automóvel, na noite dessa quarta-feira (17), na avenida Nossa Senhora de Fátima, no bairro São Judas, em Montes Claros, que acabou com a morte de um homem de 43 anos.

A vítima dirigia um veículo, acompanhada por seu filho de 14 anos, quando teve uma parada cardiorrespiratória e colidiu em uma placa de sinalização de trânsito.

Mesmo com a tentativa de reanimação por parte da equipe médica da Unidade de Suporte Avançado do SAMU, que durou por cerca de uma hora, o homem não resistiu e foi à óbito.

Aparentemente, a vítima não apresentava ferimentos que poderiam ter sido causados pela colisão.

O adolescente não se feriu e não precisou ser levado para o hospital.

***

Divulgação da PM:

Na noite dessa quarta-feira (17), a Polícia Militar foi acionada a comparecer ao cruzamento entre a Rua Gentil Gonzaga e a Avenida Nossa Senhora de Fátima, Bairro São Judas, em Montes Claros, onde um motorista, de 47 anos, perdeu o controle da direção do veículo, colidiu contra a guia e, depois, em um poste de placa de sinalização de trânsito.
Segundo a médica do Samu, assim que os socorristas chegaram, encontraram a vítima em parada cardiorrespiratória. Técnicas de ressuscitação foram feitas por eles, mas o homem não resistiu e faleceu no local. Ainda de acordo com o relato da médica, o óbito não foi em decorrência do acidente, não podendo informar, naquele momento, a real causa da morte.
A perícia da Polícia Civil foi acionada, realizou os trabalhos de praxe e liberou o corpo para ser retirado por uma funerária.
Em contato com o filho da vítima (menor, de 14 anos), este informou que seguia como passageiro no automóvel pela Avenida Nossa Senhora de Fátima, sentido Bairros Maracanã/São Judas, e, ao se aproximarem do entroncamento com a Rua Joaquim Nabuco, seu pai (condutor/vítima) relatou os seguintes dizeres: “Minhas vistas escureceram”. Neste momento, o adolescente percebeu que a mão de seu pai soltou do volante, perdendo, com isso, o controle direcional do veículo.

Compartilhe
Siga-nos nas redes sociais