Receba as notícias do montesclaros.com pelo WhatsApp
montesclaros.com - Ano 25 - terça-feira, 16 de julho de 2024

Aliado de Putin sugere dar armas atômicas a países que se juntarem à Rússia e Belarus

Segunda 29/05/23 - 6h56

O presidente da Belarus, Alexander Lukashenko, afirmou em uma entrevista que as nações dispostas a se juntar ao Estado da União da Rússia e Belarus receberão armas nucleares.

Ele fez esses comentários após confirmar a transferência de algumas armas nucleares táticas de Moscou para Minsk, capital da Belarus.

Lukashenko é um aliado próximo do presidente russo, Vladimir Putin.

O Acordo sobre o Estabelecimento do Estado da União da Belarus e o Tratado da Rússia, assinados em 1999, estabelecem uma ampla aliança entre os dois países abrangendo economia, informação, tecnologia, agricultura, segurança nas fronteiras e outros aspectos.

Os comentários provavelmente aumentarão as preocupações em um momento de proliferação global crescente e quando a Rússia ameaça com seu próprio arsenal nuclear durante a guerra contra a Ucrânia.

A Belarus não tem armas nucleares em seu território desde a década de 1990, quando concordou em transferir todas as armas de destruição em massa da era soviética estacionadas lá para a Rússia, assim como fez a Ucrânia no fim da antiga União Soviética.

Compartilhe
Siga-nos nas redes sociais