Receba as notícias do montesclaros.com pelo WhatsApp
montesclaros.com - Ano 22 - sexta-feira, 24 de setembro de 2021

Estados Unidos executam, ao amanhecer, a única mulher que aguardava no corredor da morte. Ela matou jovem mãe para extrair filho. Caso é polêmico e envolve Trump, nos seus últimos dias, e a Suprema Corte

Quarta 13/01/21 - 7h11

Depois de longa batalha judicial, o governo dos Estados Unidos executou hoje Lisa Montgomery (foto), a única mulher no corredor federal da morte.
REVOGOU
A Suprema Corte superou o último obstáculo para a execução revogando suspensão, testemunhou repórter que serviu como testemunha da mídia.
PRIMEIRA
É a primeira vez que o governo dos EUA executou a sentença de morte, desde 1953.
52 ANOS
Tribunais federais contestaram a execução de Montgomery, de 52 anos, que estava programada para morrer com injeção, no estado da Indiana.
CONDENADA
Montgomery foi condenada em 2007 no Missouri por sequestro e estrangulamento de Bobbie Jo Stinnett, grávida de oito meses. Ela cortou a barriga da mãe e retirou a criança, que sobreviveu.
CLEMÊNCIA
Os advogados pediram a clemência de Trump na semana passada.
TRUMP
As execuções federais estiveram em pausa por 17 anos e três homens foram executados pelo governo federal desde 1963, até que a prática foi retomada no ano passado, no governo Trump.

Compartilhe
Siga-nos nas redes sociais