Um olhar sobre o que é notícia em toda parte
Uma janela para Montes Claros
(38) 3229-9800
 
Conheça-nos
Principal
Mural
Eu te procuro
Clamor & Broncas
Músicas de M. Claros
Hoje na história
 de M. Claros
Montes Claros
 era assim...
História
Chuvas em M. Claros,
  mês a mês,
 de 1905 a 2012
Memorial de
 João Chaves
Memorial de
 Fialho Pacheco
Reportagens
Concursos
Colunistas Convidados
Notícias por e-mail
Notícias no seu site
Fale conosco
 
Anuncie na 98 FM
Ouça e veja a 98 FM
Conheça a 98 FM
Peça sua música
Fale com a Rádio
Seja repórter da 98
Previsão do tempo
 
Anuncie na 93 FM
Ouça a 93 FM
Peça sua música
Fale com a Rádio
Seja repórter da 93
Publicidade
 
Alberto Sena
Augusto Vieira
Avay Miranda
Carmen Netto
Dário Cotrim
Dário Teixeira Cotrim
Davidson Caldeira
Edes Barbosa
Efemérides - Nelson Vianna
Enoque Alves
Flavio Pinto
Genival Tourinho
Gustavo Mameluque
Haroldo Lívio
Haroldo Santos
Haroldo Tourinho Filho
Hoje em Dia
Iara Tribuzzi
Isaías
Isaias Caldeira
Ivana Rebello
João Carlos Sobreira
Jorge Silveira
José Ponciano Neto
José Prates
Luiz Cunha Ortiga
Luiz de Paula
Manoel Hygino
Manoel Hygino
Marcelo Eduardo Freitas
Marden Carvalho
Maria Luiza Silveira Teles
Maria Ribeiro Pires
Mário Genival Tourinho
Oswaldo Antunes
Paulo Braga
Paulo Narciso
Petronio Braz
Raphael Reys
Raquel Chaves
Roberto Elísio
Ruth Tupinambá
Saulo
Ucho Ribeiro
Virginia de Paula
Waldyr Senna
Walter Abreu
Wanderlino Arruda
Web - Chorografia
Web Outros
Yvonne Silveira
 
Atuais
Panorâmicas
Antigas
Pinturas
Catopês
Obtidas por satélite
No Tempo de Lazinho
Estrada Real Sertão
Mapa de M. Claros
 

10/9/2014 -"...teve até o desfile de um mendigo novo, supostamente drogado, que andou pelo centro, o quarteirão fechado da rua Simeão Ribeiro, completamente nu, exibindo-se". A crescente degradação da Praça da Matriz e vizinhança pede:

»1 - Policiamento mais rigoroso
»2 - Redefinição do uso da praça que é o marco zero da cidade
»3 - Outra reforma física
»4 - Maior empenho das autoridades no cumprimento das leis
»5 - Uma recuperação em todos os sentidos

» Ver resultados «




Buscar no Site


Previsão do tempo

Digite uma cidade:

Busca no



 
 



Jornalismo exercido pela própria população



Deixe sua notícia neste Mural, clique aqui para enviar.
(Seja objetivo e escreva no menor espaço possível. Se preferir, coloque seu e-mail; se desejar, coloque também endereço e telefone. As mensagens - preferencialmente de inspiração noticiosa - serão publicadas a critério da redação. Textos que ferem as leis serão sumariamente descartados, assim como mensagens agressivas ou que pretendam apenas criar polêmica e discussão estéril.Pede-se, com empenho, que as mensagens não sejam redigidas em letra de caixa-alta (letras maiúsculas), que em linguagem de internet equivalem a falar gritando. As mensagens aqui postadas não representam a opinião do montesclaros.com; a responsabilidade pertence ao autor da mensagem).



Ir para mensagem N°:
Por data:

Mensagem N° 82485
De: Afonso Data: Sex 23/6/2017 11:24:57
Cidade: M. Claros
Mudança na rotina dos motoristas que vão e voltam a Belo Horizonte e nas cidades ao longo da BR 135, em direção à capital. A Polícia Rodoviária Federal - que tem posto no alto da serra de Bocaiúva, antes do Pentáurea - vai ter sua atuação limitada ao policiamento da BR 251, que faz a ligação com a Rio/Bahia, e da BR 365, em direção a Pirapora. O trecho da BR 135 entre M. Claros e a BR 040, trevão de Brasília, passa a ser de responsabilidade da Polícia Militar. Isto em função da estadualização de rodovias federais, como a BR 135. Medida provisória permitiu a transferência mediante repasse de percentual em dinheiro do governo federal para o estadual, por quilômetro transferido.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82484
De: Polícia Militar Data: Sex 23/6/2017 10:46:42
Cidade: M. Claros
A Polícia Militar ontem, 22, por volta das 13h46min, compareceu na Av. Afonso Pena, bairro Centro, nesta cidade, onde, segundo a vítima, um homem de 42 anos, presta serviços para o banco SICOOB transportando malotes desta cidade para Bocaiuva; após receber 01 (um) malote fechado, contendo documentos bancários, e sair da agência foi abordada por 01 (um) indivíduo que, armado com u01 (uma) arma de fogo, tipo pistola, anunciou o “assalto” e subtraiu-lhe o malote e, em seguida, evadiu. Por meio das imagens das câmeras de monitoramento existentes nas imediações do local o indivíduo foi identificado. De posse das informações os policiais militares deslocaram ao endereço do indivíduo contudo, este ainda não foi localizado. Rastreamento continua.

***

A Polícia Militar ontem, 22, por volta das 13h35min, compareceu na Rodovia BR 365, bairro São Geraldo II, nesta cidade, onde, segundo a vítima, uma mulher de 33 anos, foi surpreendida por 02 (dois) indivíduos com armas, semelhantes a pistolas, em punho, que anunciaram o “assalto” vasculharam a residência, e subtraíram várias joias, em ouro; 01 (um) relógio; 01 (uma) parafusadeira; 01 (uma) serra circular; 01 (um) aparelho celular e 01 (um) Notebook. Após o roubo evadiram e ainda não foram localizados.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82483
De: Manoel Hygino Data: Sex 23/6/2017 08:28:03
Cidade: Belo Horizonte
Trump e os latinos

Manoel Hygino

As controvertidas ou polêmicas posições assumidas – e prometidas em campanha eleitoral – pelo presidente Trump suscitam naturais discussões em todo o mundo, especialmente nas Américas, porque, afinal, os Estados Unidos nelas se localizam. Ademais, o chamado Colosso do Norte tem passado por transformações expressivas com relação aos países do Sul – não é o mesmo de décadas atrás.

Sônia Torres, estudiosa do tema, autora de “America Ibrida”, publicada na Itália, dentre outros trabalhos de interesse no gênero, foi aqui comentada, há poucos anos. “Qual o significado e as implicações da crescente “hispanização” de um país tradicionalmente associado à cultura branca, anglo- saxônica e protestante, e à língua inglesa? Pergunta Liana Strozenberg?

Evidentemente, a “hispanização” não se cingirá aos aspectos culturais e a realidade já o prova, de maneira inequívoca. No entanto, o presidente republicano não se intimidou ou se intimida, mantendo posições inabaláveis, a despeito da oposição que já enfrenta internamente.

Torres lembra que, pela primeira vez na história dos EUA, um ocupante da Casa Branca deveu, em grande medida, sua vitória, no século XX, ao voto hispânico, quando 3,5 milhões de latinos ou hispânicos, votaram na chapa Bill Clinton/Al Gore, em novembro de 1996. Essa presença deverá ser maior no século XXI, quer queria ou não Trump, com toda sua jactância ou arrogância.

Verdadeiramente muito se esquece. Raciocino com Sônia Torres em uma dissertação, quando registra que vasta parte do território hoje norte-americano foi povoada por hispânicos, muito antes de ocupada pelos colonizadores franceses e ingleses.

O que hoje se denomina Sudoeste dos EUA foi, originalmente, território colonizado pelos espanhóis, tornando-se México depois da independência, em 1821. Em 1846, os EUA, com sua ideologia expansionista, “inventaram” uma guerra com o México, que se encontrava bastante enfraquecido depois de sua independência, ainda em fase de reconstrução nacional. Em 1848, com o controverso Tratado de Guadalupe-Hidalgo, esse grande quinhão passou a ser “americano”, correspondente presentemente ao Novo México, Arizona, Califórnia, Nevada, Utah, metade do Colorado e parte do Texas.

O hispanismo é forte no Sudeste dos Estados Unidos. Prova é que um “anglo” dificilmente sobreviverá ali, se não souber falar ao menos o espanhol básico, nem que seja para comunicar-se com as classes “subalternas”.

Contrariamente à ideia de fronteira, como limite entre dois países. Admite-se, uma possível parcela de americanos e mexicanos, que ela é um local de intersecção de realidades múltiplas, um espaço de solo comum compartilhado pela América do Norte e América Latina.

Não só. Em inúmeras cidades não fronteiriças, como Los Angeles, Phoenix, Albuquerque, Santa Fé, Pueblo, Santo Antonio, Austin e Houston, a presença mexicana é notória. Em San Antonio, décima cidade mais populosa dos Estados Unidos, há mais tejanos do que anglos, como se autodenominam. Mexer nisso é como mexer em caixa de marimbondos.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82482
De: Âmbito Jurídico Data: Qui 22/6/2017 16:09:21
Cidade: Rio Grande do Sul
Âmbito Jurídico - 21/06/2017 - 13:49 | Fonte: TJMG - Homem deve indenizar ex-namorada por feri-la com faca - Um homem foi condenado a indenizar em R$ 35 mil, por danos morais e estéticos, uma médica, sua ex-namorada, por tê-la ferido com facadas após o término do namoro. Ele já foi condenado na área criminal por tentativa de homicídio. A decisão da 10ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) reformou a sentença da Comarca de Montes Claros, que havia determinado uma indenização de R$15 mil.
A médica, que na época do incidente era uma estudante de 19 anos, teve lesões no estômago e no pâncreas e ficou com profundas cicatrizes na omoplata, na clavícula e no abdômen. A vítima contou nos autos que o ex-namorado a agrediu porque ela se recusou a conversar com ele, depois de alguns meses do término do namoro. Inconformado, ele retornou com uma faca ao bar onde ela estava, em Montes Claros, e a feriu.
Depois de receber alta do hospital onde recebeu tratamento, o homem continuou ameaçando a ex-namorada por telefone. Ele passava de carro lentamente pela porta da casa dela diversas vezes ao dia, até que os pais da vítima precisaram contratar um segurança. A médica afirmou que, além dos danos morais e estéticos e da necessidade de se submeter a cirurgias plásticas para tentar corrigir as cicatrizes, ela teve depressão e fobia, que aumentava quando voltava a Montes Claros para visitar seus familiares.
O homem alegou que é moto-táxi e não tem condições de pagar a indenização. Afirmou ainda que não é verdade que ameaçou a ex-namorada e que foi ele quem sofreu ameaças dos parentes dela.
A autora e o réu recorreram da sentença. O relator Álvares Cabral da Silva entendeu que o valor fixado em primeira instância foi baixo frente aos danos sofridos pela vítima, que acabou se mudando de Montes Claros em decorrência da agressão. “Além dos danos de natureza estética e da necessidade de se submeter a cirurgia corretiva das cicatrizes, é inquestionável o temor e a insegurança causados à autora pela conduta do réu, após sofrer tamanha violência, de natureza passional”, afirmou.
Os desembargadores Mariângela Meyer e Vicente de Oliveira Silva votaram de acordo com o relator.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82481
De: Manoel Hygino Data: Qua 21/6/2017 14:33:53
Cidade: Belo Horizonte
Festas de junho, inverno

Manoel Hygino

Jornalista, amigo, tem notória e notável preocupação com o tempo, suas previsões e suas transformações. Assim, inteiro-me de que, no dia 21 de junho de 2017, exatamente às 0h24 (sem o horário de verão), chega oficialmente ao Brasil o inverno. Então, as noites começam a diminuir e, consequentemente, os dias voltam a crescer. No interior brasileiro, ainda há a festejar São João e São Pedro, tão queridos e saudados com fogueiras – onde ainda existe lenha – foguetório, biscoitos, broas e quentão. Sem contar a parte musical com animados bailes. Santo Antônio já é passado.

Segundo Leonardo Dantas Silva, a festa do Senhor São João é a festa mais antiga do Brasil, já registrada por Frei Vicente do Salvador em sua “História do Brasil 1500-1627”. Havia alegria entre as gentes da terra, que “acudiam com muito boa vontade, porque são muito amigos de novidades, como no dia de São João Batista por causa das fogueiras e capelas”. Estes eram os grupos de músicos que tocavam ou cantavam junto aos templos.

Pois estamos terminando o ciclo das festas do sexto mês do ano, trazidas pelos colonizadores portugueses, que eles cultivavam milenarmente, como na festa de Santo Antônio, em Lisboa e em Lagos; São João, no Porto e em Braga, e São Pedro, em Évora e Cascais.

No que se refere às fogueiras, por aqui se crê se deverem à conveniência e necessidade de amenizar o frio das noites juninas. No entanto, a tradição cristã divulgada pelos jesuítas a explicam como um compromisso de Santa Isabel, prima da Virgem Maria, de mandar erguer uma grande figueira para anunciar o nascimento de seu filho João Batista: “Houve um homem enviado por Deus cujo nome era João. Veio ele como testemunha, para dar testemunho da luz, a fim de que todos cressem por seu intermédio. Ele não era a luz, mas devia dar testemunho da luz” (João 1:7-8).

As festas de junho variam entre nós de acordo com as regiões, mas não deixam de entusiasmar a gente sempre simples das áreas rurais, dos povoados, assinalados por alegria, que entram nas lembranças de cada pessoa e de todos.

Por aqui, as festividades acontecem, assim, no início do inverno, época de colheita de milho e de feijão no Nordeste. É um período especial em que se reza por boas invernadas de modo a afugentar o espectro das estiagens. Em nossos dias, seria muito próprio também que se espantasse o estigma da bandidagem por todos os lados e da corrupção nos negócios públicos.

Aliás, o papa Francisco, há poucos dias, advertiu: “A corrupção, na sua raiz etimológica, define uma dilaceração, uma ruptura, decomposição e desintegração. Revela uma conduta antissocial tão forte que dissolve as relações e os pilares sobre os que se fundam uma sociedade: a coexistência entre as pessoas e a vocação a desenvolvê-la”.

“A corrupção quebra tudo isso, substituindo o bem comum com o interesse pessoal que contamina toda perspectiva geral. Nasce de um coração corrupto. É a pior praga social, pois cria problemas graves e crimes que envolvem todas as pessoas”.

As festas de junho não combinam com corrupção.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82480
De: Polícia Militar Data: Qua 21/6/2017 11:18:26
Cidade: M. Claros
A Polícia Militar ontem, 20, por volta das 22h20min, compareceu na Fazenda Santa Maria, na zona rural de São João do Paraíso, onde, segundo a vítima, uma mulher de 63 anos, se encontrava em sua residência, com seus irmãos momento em que ouviu o latido do cachorro e que alguém havia batido na porta; ao verificar a porta foi abordada por 02 (dois) indivíduos encapuzados e armados de revólveres, os quais diziam serem policiais e perguntavam onde estavam as armas; um deles, ficou com a sua irma, 81 anos, na sala, enquanto o outro, armado de revólver, a levou para os fundos perguntando, insistentemente, sobre as armas; em determinado momento tentou adentrar em um quarto onde estava outra vítima, uma mulher de 79 anos, acamada, tendo ela implorado que não adentrasse uma vez que sua irmã é doente e podia passar mal; neste momento uma outra vítima, J. A., um homem de 70 anos, também pediu para o indivíduo que não entrasse no quarto, momento em que foi atingido por 01 (um) disparo de arma de fogo, no rosto. Após o ocorrido os indivíduos evadiram e ainda não foram localizados. A vítima, J. A., foi socorrida ao HPS, onde ficou sob cuidados do médico de plantão.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82479
De: Polícia Militar Data: Qua 21/6/2017 10:24:40
Cidade: Montes Claros
Polícia Militar registra explosões em caixas eletrônicos - A Polícia Militar nesta data, 21, por volta das 02h21min, recebeu informações que indivíduos, utilizando armas longas, tentaram arrombar a agência do Banco do Nordeste, em Salinas; porém não obtiveram êxito, devido a porta ser blindada; posteriormente explodiram os caixas eletrônicos da agência da Caixa Econômica Federal. No local ocorreu troca de tiros entre os indivíduos e policiais militares, contudo, ninguém foi alvejado. Após o fato os indivíduos evadiram, em princípio, em 03 (três) veículos, 01 (um) Corolla, 01 (um) Cruze, ambos cor branca; e 01 (um) Golf prata, sentido a BR 116. Rastreamento continua. Ocorrência em andamento, mais informações seguirão oportunamente.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:





Mensagem N° 82478
De: Manoel Hygino Data: Ter 20/6/2017 08:20:29
Cidade: Belo Horizonte
Juscelino fala aos estudantes

Manoel Hygino

Dando continuidade a um projeto de 118 anos, a Santa Casa de Belo Horizonte irá implantar a sua faculdade de medicina, depois de inspirar a criação das duas outras da capital, a começar pela hoje integrada à UFMG, antes à Universidade de Minas Gerais, ao tempo do presidente Antônio Carlos, em 1927. É iniciativa digna de atenção e respeito pela fidelidade às origens e à evolução da primeira instituição de assistência à saúde em nossa metrópole.
A propósito, recordo Juscelino Kubitschek, universitário e médico na Santa Casa, a que dedicou alguns dos melhores anos de sua profícua existência. O registro aqui me parece importante num momento de desventura para a história política do país, mas quando os bons e antigos exemplos merecem reverência.
O escritor Edmilson Caminha, tão apreciado pelo Brasil que lê, lembrou um fato envolvendo JK, da década de 1970. Em 13 de setembro de 1974, ele respondeu ao convite do jovem Amadeu Guimarães, que o convidava a paraninfar a turma que se formaria em medicina na Federal de Juiz de fora. JK explicou, em carta, que – em virtude de compromisso fora do Brasil – não poderia comparecer. Não se deu, contudo, por satisfeito. No dia 30, redige nova mensagem aos formandos:
“Uma festa de estudantes sempre me cala ao coração, e em se tratando de doutorandos de medicina, o meu interesse se redobra, porque equivaleria a debruçar-me numa janela e rever o passado: viver com meus amigos os momentos imorredouros de emoção que também eu, há tanto tempo, experimentei”.
Repito trecho do artigo de Edmilson, referindo-se à perspectiva de que a carta seria lida pelos que colariam grau: “Gostaria, mais, de manifestar de público e de viva voz, na calorosa atmosfera juiz-de-forana, a minha gratidão àqueles que vieram buscar (-me) no refúgio de minhas atividades para participar dessa gala coletiva, que é o momento culminante em que sonhos e visões de tantos anos se concretizam, numa cerimônia permanente e inolvidável. Nesse momento, porém, defiram-me um conselho: sejam bons, e que suas atitudes se inspirem na grandeza dos corações e na pureza dos gestos”.
O filho de D. Júlia, professora de Diamantina, não considerou ainda suficiente a justificativa aos futuros colegas e evoca sua própria formatura, transcorrida 47 anos antes: “Imagino a majestade do espetáculo – além da pompa e alegria, jorrando de semblantes que se extasiam na significação desse ato: a colação do grau de médico”.
“Tão logo, no entanto, regresse do exterior, vou visitar a Escola de Medicina de Juiz de Fora, rever a cidade – e estou certo de que, na faculdade que ora deixam, encontrarei a marca dos que a cursaram com amor e proveito, tão alto a souberam elevar”. “Deus os cubra a todos de bênção”.
De Juscelino se poderia dizer o que Oscar Versiani Caldeira dissera em louvor de Alfredo Balena. Era 1950: “Como médico, nunca lhe assomou aos lábios um palavra que não fosse de conforto, que não inspirasse confiança. Sob a cúpula agasalhadora de sua excelsa bondade, deslizava uma legião de clientes”.
E mais: “Servido por um caráter adamantino e inspirado por uma bondade sem limites soube caminhar, através da senda enobrecedora do trabalho “até o sereno domínio da floria, subindo como estrelas para a altura e elas destinada” e encaminhado por este triunfo, há de permanecer como nome tutelar desta Casa, (a Faculdade), certo estamos de que “os mortos ainda e cada vez mais governam os vivos”.
São palavras válidas agora e sempre.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82477
De: José Ponciano Neto Data: Seg 19/6/2017 21:40:27
Cidade: Montes Claros - MG
Acidentes continuam assombrando nas BRs de nossa Minas Gerais. Batida frontal entre dois carros deixa quatro pessoas carbonizadas na BR 365 próxima a Pirapora MG. Segundo testemunhas, por volta das 17:30 de hoje (19/06), um automóvel “Gran Siena” depois de perder o controle da direção chocou se violentamente de frente com um caminhão que trafegava sentido Pirapora/Montes Claros (Km 153 em frente ao antigo Posto da Policia Rodoviária Federal ) – os dois veículos pegaram fogo, contudo, o motorista do caminhão conseguiu sair a tempo apenas com ferimentos. O Corpo de Bombeiros e a Policia Rodoviária Federal - PRF até neste momento, não conseguiram identificar os corpos do automóvel.

***

Estado de Minas - Quatro pessoas morreram em batida entre carro e caminhão no Norte de Minas - 19/06/2017 22h15 - Quatro pessoas morreram em um acidente na noite desta segunda-feira no Km 155 da BR-365, em Pirapora, Norte de Minas. Os mortos estavam num Fiat Siena que bateu contra um caminhão carregado com caixas d`água. Os ocupantes do carro ficaram presos às ferragens e não tiveram tempo de serem resgatados, pois teve início um incêndio que atingiu os dois veículos. O motorista do caminhão escapou ileso, já que conseguiu sair antes que o fogo atingisse seu veículo. Militares do Corpo de Bombeiros estiveram no local e conseguiram conter as chamas. Mas a rodovia teve que ser fechada, o que casou um congestionamento. Peritos da Polícia Civil fizeram os levantamentos no local, que é um trecho de reta, para apontar as causas do acidente.

***

Hoje em Dia - Acidente mata quatro pessoas na BR-365, em Pirapora - 19/06/2017 – 21h56 – Paula Bicalho - Um Fiat Siena colidiu de frente com um caminhão na BR-365, em Pirapora, região Norte de Minas Gerais, no início da noite desta segunda-feira (19). A batida foi próxima ao km 162, em frente a um antigo posto da Polícia Rodoviária Federal. Com a colisão, o carro pegou fogo e os quatro passageiros que estavam nele morreram carbonizados. O trânsito já foi liberado e as vítimas encaminhadas ao necrotério da cidade.

***

O Tempo - Quatro pessoas morrem carbonizadas em acidente no Norte de Minas - 19/06/17 - 20h37 – Mariana Nogueira/Aílton do Vale - Quatro pessoas morreram carbonizadas depois de uma colisão frontal entre um Fiat Siena e um caminhão na noite desta segunda-feira (19). Os dois veículos pegaram fogo. O acidente aconteceu na BR-365, na altura do km 155, no sentido Pirapora, na região Norte de Minas. Segundo a PRF, ainda não foi possível identificar as vítimas. As quatro pessoas que morreram estavam no Siena. O motorista do caminhão não ficou ferido, porque conseguiu sair do veículo antes de ser atingido pelas chamas. A perícia está no local para averiguar as causas do acidente.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82475
De: Arautos do Evangelho Data: Seg 19/6/2017 17:10:27
Cidade: São Paulo
Esclarecimento dos Arautos do Evangelho sobre publicação no jornal “Folha de São Paulo” - 19/06/2017 - No dia de hoje, segunda-feira 19 de junho, o jornal Folha de São Paulo publicou uma matéria intitulada Vaticano investiga organização católica brasileira por ‘pacto com Satã’, do articulista Nelson de Sá, responsável de fazer a cobertura do jornal sobre temas relacionados à cultura e à mídia.
A notícia, apesar de curta e de redação questionável e confusa, mistura de modo impreciso informações contidas em outros artigos, conforme suas próprias referências. Daily Beast, uma delas, é um site americano conhecidamente sensacionalista, cujas publicações, conforme atestava seu editor chefe em entrevista data de 2015, “Busca coleções, escândalos e histórias sobre mundos secretos…”.
Já o artigo que ele menciona do “vaticanista” Andrea Tornielli, foi refutado com outra publicação: Qual o intuito do Sr. Andrea Tornielli ao atacar os Arautos do Evangelho? Criar um cisma na Igreja? de 16 de junho de 2017. O texto demonstra, entre outras verdades, que o prestigioso “vaticanista” também se utilizou de fontes duvidosas para a elaboração de seu trabalho.
Surpreende que um jornalista de publicação séria como a Folha de São Paulo, tido como o cotidiano de interesse geral de maior tiragem do Brasil, com média semanal de 320.741 exemplares, tenha fundamentado sua nota nas fontes acima citadas. Com qual intuito? São Paulo, 19 de junho de 2017
Departamento de imprensa dos Arautos do Evangelho
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82474
De: O Tempo Data: Seg 19/6/2017 14:16:28
Cidade: BH
Em Montes Claros - Ciclista morre depois de bater em monte de terra e cair em buraco - O buraco foi feito pela Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa), havia uma placa sinalizando o local, mas a iluminação próxima ao local era ruim, já que havia dois postes com lâmpadas estragadas - NATÁLIA OLIVEIRA - Um ciclista de 28 anos morreu depois de bater em um monte de terra e cair em um buraco em Montes Claros, no Norte de Minas Gerais, na noite deste domingo (18). De acordo com a Polícia Militar o buraco foi feito pela Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa), havia uma placa sinalizando o local, mas a iluminação próxima ao local era ruim, já que havia dois postes com lâmpadas estragadas.
Ainda segundo a polícia, o ciclista Denison Pereira dos Santos, seguia pela rua Coronel Coelho no bairro Esplanada, quando, próximo ao número 204 sofreu o acidente. Inicialmente ele se chocou com o monte de terra e depois caiu no buraco, que faz parte de um conserto da rede pluviométrica local.
Moradores da rua tiraram o ciclista do burado e acionaram o serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) que constatou que o ciclista teve um afundamento da face. Ele chegou a ser socorrido com vida, mas acabou morrendo posteriormente. A bicicleta acabou ficando completamente destruída, segundo a polícia, por causa da força do impacto.
A Copasa informou que vai avaliar as condições da obra no local, mas que havia uma placa sinalizando o buraco. A prefeitura da cidade confirmou que a rua enfrenta problemas de iluminação e disse que está trocando as lâmpadas dos postes. Disse ainda que das 62 lâmpadas que precisam ser trocadas, 52 já foram.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82473
De: Corpo de Bombeiros Data: Seg 19/6/2017 09:37:03
Cidade: Montes Claros
Salinas – Grave acidente envolvendo ônibus na BR 251 mobiliza Militares do 7ºBBM. – 19/06/17 – 11h51 - Nessa segunda (19/06) por volta das 04h40min, o Sétimo Batalhão de Bombeiros Militar foi acionado para atendimento de ocorrência de capotamento na BR 251, 03 km antes de Salinas, envolvendo um ônibus de viagem que iria de São Paulo com destino a Euclides da Cunha -BA. No local, foram identificadas pela perícia técnica da Polícia Civil 09 vítimas fatais, não sendo possível especificar sexo e idade pelo estado dos corpos. As vítimas feridas no total de 20 pessoas foram socorridas pelas equipes do SAMU (Segundo listagem da UPA de Salinas para onde as vítimas foram levadas). As vítimas feridas são 10 do sexo masculino, (dentre eles duas crianças de 07 e 08 anos) e 10 de sexo feminino. Desses 20 socorridos, 01 vítima masculina faleceu no hospital de Salinas. As ações dos Bombeiros foram o isolamento do local, estudo de situação, e buscas dentro e fora do veículo tombado. Foi necessário destombar o ônibus com a ajuda de um Guincho para realizar buscas por mais vítimas no interior do veículo. Estiveram no local 03 guarnições de Bombeiros, 04 equipes do SAMU (02 Taiobeiras, 01 Berizal e 01 Salinas), equipes da PRF e da PM. A pista foi interditada nos dois sentidos durante a realização dos trabalhos de resgate.

***

Estado de Minas - Acidente com ônibus clandestino mata 10 pessoas em Salinas, no Norte de Minas - 19/06/2017 - 09h30 Guilherme Paranaiba/Luiz Ribeiro - Um ônibus saiu da pista e tombou na madrugada desta segunda-feira na BR-251 em Salinas, no Norte de Minas Gerais, deixando pelo menos 10 pessoas mortas e 18 feridas. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o coletivo fazia transporte clandestino de passageiros. O acidente ocorreu a dois quilômetros da área urbana de Salinas, no Km 317 da rodovia do Norte de Minas, que é rota desse tipo de transporte entre São Paulo e o Nordeste do Brasil. O coletivo seguia de São Paulo com destino a Euclides da Cunha, na Bahia. A saída da pista ocorreu em uma curva e o local do acidente fica a 220 quilômetros do posto mais próximo da PRF. Segundo a corporação, o motorista não se apresentou à polícia e pode ter fugido do local do acidente. Ele também não tinha sequer uma lista de passageiros, exigência da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). Testemunhas informaram que o condutor teria cochilado no momento do fato. Os sobreviventes foram encaminhados à Polícia Civil de Salinas, onde prestam depoimento. Os corpos dos mortos estão embaixo do veículo e os militares do Corpo de Bombeiros de Montes Claros são aguardados para fazerem a remoção. Imagens divulgadas do ponto onde ocorreu a saída de pista mostram a presença de policiais militares, perícia da Polícia Civil, agentes da PRF, militares do Corpo de Bombeiros e socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

***

O Tempo - Ônibus tomba na BR-251, mata nove pessoas e fere pelo menos 21 - 19/06/17 – 09h37 – José Vítor Camilo/João Renato Faria - Um grave acidente deixou pelo menos nove pessoas mortas e outras 21 feridas na madrugada desta segunda-feira (19), na BR-251, em Salinas, no Norte de Minas. Um ônibus de turismo saiu da pista e tombou às margens da rodovia. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o acidente aconteceu por volta das 4h na altura do km 317 da rodovia, a cerca de 200 km de Montes Claros. O veículo saiu de São Paulo com destino à Euclides da Cunha, na Bahia. As informações iniciais da corporação dão conta que cerca de 27 pessoas estavam no veículo, sendo que entre as vítimas fatais estão ao menos duas crianças. A PRF afirmou ainda que o número de vítimas poderá aumentar. O trânsito está interditado no início desta manhã no sentido Salinas, o que deixa o trânsito lento. Ainda não há informações sobre a dinâmica do acidente e nem se o veículo de transporte de passageiros estava regular.
Motorista não se apresentou
Ainda de acordo com a PRF, o ônibus não era de linha regular e o motorista não se apresentou à corporação. Os policiais acreditam que ele tenha fugido do local, o que leva a crer que se tratava de transporte clandestino. Segundo informações conseguidas por O Tempo com a Prefeitura de Euclides da Cunha, as vítimas são todas moradoras da capital paulista, mas que iam para o município baiano para passar o feriado de São João com seus familiares.

***

Hoje em Dia - Acidente com ônibus deixa nove mortos e 18 feridos na BR-251, em Salinas – 19/06/17 - 9h02 – Gabriela Sales - Pelo menos nove pessoas morreram e 18 ficaram feridas em um acidente de ônibus na BR-251, no KM 317, em Salinas, no Norte de Minas. O veículo, que saiu de São Paulo (SP) com destino a cidade de Euclides da Cunha (BA), teria perdido o controle da direção e tombado na pista. Entre as vítimas está um bebê de apenas dois meses. Alguns feridos foram encaminhados para unidades de saúde de Salinas por equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). A Polícia Rodoviária Federal (PRF) ainda não soube informar a dinâmica do acidente.

***

Revista Veja - Acidente de ônibus mata dez pessoas no norte de Minas Gerais - 19/06/17 - 13h -Pelo menos dez pessoas morreram em acidente de ônibus ocorrido nesta madrugada, em Salinas, norte de Minas Gerais. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), há em torno de 20 feridos. O número exato ainda está sendo apurado, pois outros passageiros podem ter sido socorridos por motoristas que presenciaram o acidente. O ônibus saiu da cidade de São Paulo com destino a Euclides da Cunha (BA) e capotou por volta de 4 horas da madrugada, após deixar a pista na altura do quilômetro 319 da BR-251, que liga o Mato Grosso a Bahia. De acordo com a PRF, o veículo não prestava o serviço de transporte rodoviário interestadual regular. Policiais rodoviários verificam as condições em que o acidente ocorreu e a regularidade do veículo. Só após a conclusão da perícia será possível afirmar as reais causas do ônibus ter tombado. Os feridos foram levados para unidades de atendimento médico em Salinas.

Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82472
De: Corpo de Bombeiros Data: Seg 19/6/2017 07:27:46
Cidade: Montes Claros
Corpo de Bombeiros - 19/06/17 - 6h41 - Corpo de Bombeiros de Montes Claros foi acionado na tarde deste sábado às 17h10mim, para atender um incêndio em um depósito de materiais recicláveis. No local as equipes depararam com um incêndio de grande proporções, as chamas já tinham tomado conta de um dos galpões, propagando para outros dois. As chamas consumiram totalmente três galpões. O fogo foi isolado pelas equipes do Corpo de Bombeiros. No combate um galpão foi salvo. Foram utilizadas 06 viaturas do Corpo de Bombeiros e 15 militares. Houve o apoio da Copasa, do 55º BI do Exército e da Polícia Militar. Foram gastos aproximadamente 67 mil litros de água. Nos galpões havia materiais como: madeira, papelão.

***

Hoje em Dia - Incêndio em fábrica de óleo em Montes Claros deixa local destruído - 18/06/2017 - 08h55 - Um incêndio em uma antiga fábrica de óleo, no bairro Lourdes, em Montes Claros, na região norte de Minas Gerais, deixou quatro galpões do estabelecimento completamente destruídos na tarde do último sábado (17). Segundo o Corpo de Bombeiros, quando os agentes foram acionados, o fogo já tinha tomado completamente um galpão e estava se alastrando para os demais. O óleo, por ser material combustível, facilitou a propagação das chamas por todo o local. No entanto, não houve feridos. Para conter o incêndio, os 16 bombeiros que participaram da ação utilizaram dois caminhões pipa, um do Exército e outro da Copasa. Foram gastos 65 mil litros de água. Só um galpão foi recuperado.

Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82471
De: Engenheiro Data: Sáb 17/6/2017 16:09:11
Cidade: Moc/MG
"Sáb 17/06/17 - 10h - Número de mortos no incêndio em Londres pode passar de 100 e chegar a 150; policia não encontra sinais de fogo deliberado" - Em Paris, até 2008, era proibido construir prédios com mais de 12 andares, devido a lei de 1977 assim exigir. Depois isto se tornou polêmico e tem sido motivo de muitas discussões. No caso de Londres, o prédio é de 24 andares e foi revestido com material de combustão rápida e muito tóxico, o que acelerou a propagação das chamas e contribuiu para tantos feridos graves e vítimas fatais. Nos anos 70, os grandes incêndios em edifícios muito altos (exs: Andraus e Joelma, de São Paulo), com centenas de feridos e mortos, alertaram o Brasil quanto à necessidade de maior e mais eficaz prevenção. Talvez os londrinos também passem a ser mais rigorosos neste sentido, depois do incêndio de 14/6/17, como é característico do povo inglês. Tanto lá, quanto cá, a prevenção contra incêndios deve ser e tem que continuar sendo rigorosamente observada, em todas as atividades humanas.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82470
De: Arthur Data: Sáb 17/6/2017 11:30:04
Cidade: Montes Claros
A prolongada guerra de guerrilha das Farc na Colômbia e a quase guerra civil na Venezuela estão expatriando os nacionais dos dois países, embora o cessar fogo na Colômbia venha sendo respeitado. Ontem, nas ruas desertas da noite montes-clarense conversei com jovem colombiano. Educado, cerca de 30 anos, é formado em psicologia mas - entre nós - ganha a vida nos sinais atirando argolas e praticando outros números próprios do circo. O que disse: é mesmo gravíssima, dramática, a situação na vizinha Venezuela, em grau acentuadamente menor do que na sua pátria. E deu a sua explicação - o "socialismo" . Lacônico, diz que a experiência tem sido desastrosa,dilacerante, tendendo a se agravar. Sobre o Brasil, disse que a situação é infinitamente diferente do caos que ocorre lá, apesar das dificuldades do momento patrocinadas pelos políticos.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:





Mensagem N° 82469
De: Alves Data: Sex 16/6/2017 14:48:49
Cidade: M. Claros

Soube agora, e a notícia doeu. Está morta a jabuticabeira que assistiu a infância do menino Juscelino Kubitscheck. Sempre que pude, em Diamantina, peregrinava à jabuticabeira, localizada na casa singela no alto da rua íngrime, ladeira que partia da formosa Igreja de S. Francisco de Assis e ia cessar na casa da professora Júlia, mãe de JK. Igreja de S. Francisco, templo que por sua vez guarda no anonimato os despojos e a lenda de Chica da Silva.
Quem me trouxe a notícia a trouxe com cautela, pois bem sabe quanto diálogo houve entre o menino que morava lá e jabuticabeira, e quanto reminiscência ali resiste . Amigos desde sempre, sem segredos aos visitantes dispostos a ver, e ouvir, além das aparências, muito além dos sentidos. Quando o menino tornou-se adulto, e virou presidente da República, a jabuticabeira o esperou, serena. E o consolou nos dias dolorosos do exílio, que apropriadamente chamamos de desterro. O homem morreu, e ela resistiu. Serena, sempre.
Dela, muito ouvi do menino que se dependurou nos seus galhos.
Se morre, depois de tanto tempo, tem seus motivos.
Lá, naquela casinha branca de portas azuis, certa vez, pude ler e reverenciar: foi Lúcio Benquerer, o nosso bom Lúcio de Grão Mogol, do Presépio Mãos de Deus, que se cotizou para preservar a casa e a jabuticabeira.
Ainda que desapareça a Jabuticabeira, sua sombra amiga velará pelo Brasil, em hora tão amarga.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82468
De: Manoel Hygino Data: Sex 16/6/2017 12:57:25
Cidade: BH

A grandeza de pequenas coisas

Manoel Hygino

Vivemos em meio a tantas trapalhadas, que perdemos a noção da virtude e do mérito. Compram-se e vendem-se títulos no mercado sujo da ilegalidade e das conquistas n ao preço de dinheiro de facilidades. Perdemos o verdadeiro senso da grandeza dos homens e de sua atuação na sociedade.
Lembro disso, em mês tão rato aos brasílios do interior, quando sinto a obrigação de render homenagem, sem suas localidades para fazê-la maior e mais igual, somando a fatos com os quais construíram sua identidade e sua própria biografia. Felizmente este ser humano não é raro e, no anonimato ou quase, ajudam a manter confiança no futuro da pátria e de mais afortunados dias para o homem deste país.
Ao completar cem anos em 27 de junho, Luiz de Paula Ferreira pode ser festejado com a alegria pela família e pelos conterrâneos, que lhe acompanharam a longa jornada. É um cidadão que ama seu povo e escreveu: “Conheci pessoas e situações. Vivenciei costumes. Escutei e contei histórias. Nada, porém, de grande monta, que o lugar não ostentava coisas de assombrar. Mas havia algo que me seduzia e me impôs, mais tarde, este registro. Eram as pessoas em seu cotidiano. Gente simples, no pelejar da vida, com as singularidades do viver de cada um. Sem eu trabalho, no seu lazer, em suas alegrias e decepções. Tudo acontecendo em parceria com a natureza, pois ali se vivia rente à terra. Era a grandeza das pequenas coisas. Presente todo dia, em todas as horas”.
Sobre o centenário, escrevi recentemente: Tudo o que se construiu por aquela região contou com sua presença, atuação e colaboração. Autêntico sertanejo, antes de tudo um forte, como b classificou essa gente Euclides da Cunha, fez tudo, modestamente para vencer na vida. Empresário, líder empresarial, escritor, apreciado contador de causos, amante da música e trovador, foi apaixonado pela região. Começou a descrevê-la muito antes de Guimarães Rosa, que produziu uma epopeia sobre o Grande Sertão e Veredas.
Autor de “Na venda de meu pai”, rega-se com uma série excelente de narrações do melhor agrado, em que às vezes é o próprio personagem. Wanderlino Arruda, da Academia Montes-clarense de Letras, acha que a leitura do livro é como “sugar o sumo doce de uma jabuticaba bem madurinha”, enquanto o jornalista César Vanucci, da Academia do Triângulo Mineiro, aconselha como Santo Agostinho: Tolle, lege, “Pega e lê”.
É conhecido seu interesse pela literatura de um modo geral especialmente por seus excelentes poemas. No seu caderno de escritos, encontram-se páginas em versos, às quais, ultimamente, com extrema relutância, acedeu em dar publicação.
É notório seu amor às letras, mas evitava mostrar os originais aos interessados, principalmente quando a noite da idade começou a crescer: “Com o cair do crepúsculo, vãos e calando, pouco a pouco, todos os rumores; um quase silêncio envolve a natureza quando sobre o horizonte longínquo o papa-ceia anuncia que vai nascer a noite estival”.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82467
De: Hernani Data: Sex 16/6/2017 10:56:25
Cidade: Montes Claros
Ao contrário do que acredita muita gente, a Prefeitura de M. Claros está funcionando hoje, nesta sexta-feira imprensada pelo feriado de Corpus Christi. Diiferente do que acontecia dos últimos tempos, em que um feriado na semana engolia toda a semana.
Com o país atravessando o pior momento de sua história - em grave crime política, econômica e moral, acentuadamente esta - o propósito de manter as portas abertas é facilitar o acesso da população para resolver problemas pendentes.
(Mesmo porque, dentro de 17 dias virá um novo feriadão - pegando o sábado, o domingo e a segunda-feira. Desta vez, pelo Dia da Cidade, 3 de Julho. Um equívoco, que vai se perpetuando, pois a rigor M. Claros - como município autônomo, senhor do seu nariz, nasceu em 16 de outubro de 1832. Portanto, quem viver verá: comemoraremos 200 anos dentro de 15 anos. Não no dia 3 de Julho, mas a 16 de Outubro)
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82466
De: Manoel Hygino Data: Sex 16/6/2017 07:48:11
Cidade: Belo Horizonte
Perguntas sem respostas

Manoel Hygino

O que pretendem determinadas personagens que têm os destinos de um país em suas mãos? Afinal, o poder é essencial à tranquilidade de um povo, para assegurar a cada cidadão seus direitos mínimos. Medito sobre o que iria pela cabeça do presidente da Coreia do Norte, ao lançar todo o planeta em ansiosa expectativa.
A Coreia do Norte, parte da antiga nação dividida após a II Guerra Mundial, é um dos regimes mais fechados do planeta, todo mundo sabe. Permanece tecnicamente em guerra com a vizinha do Sul desde 1950. O desenvolvimento de seu programa nuclear provoca tensão incessante, não apenas para as duas nações, mas para toda a região.
Localizada em área montanhosa, grande parte de seu território não é habitável. Seguidas safras, pequenas e de má qualidade, tornam crônica a escassez de alimentos. Originalmente, apoiada pela União Soviética, com o fim do apoio do grande império, a sua economia, alicerçada na indústria pesada e na mecanização da agricultura, parou de crescer. Não há algo que parece com a atual Venezuela?
No entanto, a Coreia não cessa de preparar-se para um grande conflito. Mísseis cortam ares e mares. Lançamento de mísseis antinavio, na primeira semana de junho, mostrou que o presidente Kim Jon-un não está disposto a dar atenção à advertência do Conselho de Segurança da ONU, que aprovou novas sanções contra a atitude extremada de Pyongyang. O ditador fez mais do que ouvido de mercador: respondeu que continuaria o programa nuclear e de armas.
O lançamento de mísseis no princípio do mês, a partir da cidade coreana de Wonsan, foi o décimo do tipo realizado pelo regime em 2017. Trata-se de testes visando um míssil balístico intercontinental capaz de atingir os Estados Unidos.
O que ganha o mundo com a postura norte-coreana? No torvelinho em que já se debatem as nações deste princípio de século, nada de bom se aguardará. O que pode esperar a comunidade internacional com essa insistente ideia de submissão – ou de destruição – da maior e mais poderosa nação do Ocidente pelos coreanos do Norte?
Pelos desfiles assistidos pela televisão, tem-se ideia de quanto a Coreia do Norte investe com seu belicismo. E o povo? E a alimentação? Como vive o povo norte-coreano? Quais as suas perspectivas? É isso exatamente o que quer?
Estamos em momento dificílimo, naquele remoto pedaço da Ásia, mas as vítimas poderemos ser todos nós. Não basta o Estado Islâmico, que segue agitando cruelmente o Oriente Médio e, por atentados, qualquer país de outro continente.
Muito perigoso tomar decisões no emaranhado de perversos interesses do EI, agora interferindo em países antes inatacados no contexto árabe. O que tem o mundo ocidental a ver com a histórica disputa entre sunitas e xiitas e de outros grupos religiosos da região? Pela primeira vez, o Estado Islâmico, de inspiração sunita, reivindica um ataque no Irã, que é de maioria xiita.
Estamos caminhando para onde e para o quê?
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82465
De: Usuário da BR-135 Data: Qui 15/6/2017 17:18:54
Cidade: Moc/MG
Acabo de saber que um policial rodoviário federal morreu em uma batida de frente com uma carreta na BR-135, entre Augusto de Lima e Buenópolis. Voltei ontem de BH e, mais uma vez, vi quanto perigosa está essa BR, exatamente devido ao grande número de enormes carretas e caminhões transitando pela mesma, colocando em risco e ceifando prematuramente a vida de muitas pessoas. Será que não tem ninguém que pode fazer algo para evitar tantas tragédias? (...)

***

Estado de Minas - Batida entre viatura da PRF e carreta mata policial na BR-135 - Veículos bateram de frente no trecho ente Buenópolis e Augusto de Lima. Trânsito foi parcialmente interditado - Cristiane Silva - Um policial rodoviário federal morreu e outro ficou ferido em um grave acidente na tarde desta quinta-feira na BR-135, entre Buenópolis e Augusto de Lima, na Região Central de Minas Gerais. Uma viatura da PRF e uma carreta bateram de frente no trecho. A colisão ocorreu por volta das 14h20 e ainda não há informação sobre a dinâmica. De acordo com o Corpo de Bombeiros de Curvelo, responsável pelo atendimento, um policial foi socorrido consciente, com suspeita de fratura, por uma ambulância da prefeitura de Buenópolis. A outra vítima ficou presa às ferragens e morreu no local. O condutor da carreta não se feriu.
O trânsito está parcialmente interditado no trecho. Além dos bombeiros, policiais militares estão não região dando apoio no local.

***

Hoje em Dia - Agente da PRF morre em colisão frontal no Norte de Minas - Cinthya Oliveira - 15/06/2017 - 18h13 - Um agente da Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Sete Lagoas, na Região Central de Minas, morreu em um acidente ocorrido na tarde desta quinta-feira (15), na BR-135, entre as cidades de Buenópolis e Augusto de Lima, no Norte de Minas. De acordo com a PRF, a viatura da instituição sofreu uma colisão frontal com uma carreta enquanto seguia pela rodovia no sentido Belo Horizonte. Outro agente da PRF teve ferimentos leves. O trânsito na rodovia está impedido e não há previsão para liberação.

***

O Tempo - Colisão frontal entre viatura e carreta deixa policial morto na BR-135 - 15/06/17 - 17h34 – Ailton do Vale/Gabriel Moraes - Uma colisão frontal entre uma viatura da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e uma carreta deixou um policial morto e outro ferido na tarde desta quinta-feira (15), na BR-135, no km 520, no sentido Curvelo, próximo a Buenópolis, na região Central de Minas. Segundo informações preliminares da PRF, o policial W.I.O. morreu no acidente e S.B.O. ficou ferido. O policial ferido foi encaminhado para Buenópolis onde recebeu os primeiros atendimentos. Depois ele seguiu para um hospital de Curvelo. A perícia já está no local do acidente. As causas da batida ainda são desconhecidas. Ainda conforme a PRF, a viatura estaria voltando de uma outra ocorrência na BR-135, quando o motorista sofreu um mal súbito e invadiu a contramão causando o acidente. Leitores de O Tempo que passam pelo local disseram, pelo WhatsApp, que o trecho já está congestionado nos dois sentidos. Um colega de trabalho das vítimas, que pediu para não ser identificado, disse que o policial que morreu deixou uma mulher e um filho. "Ele era um pessoa muita tranquila. Era casado há dois ou três anos no máximo. Ele também deixou um filho de aproximadamente um ano e meio", afirmou.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82464
De: Ronaldo Data: Qui 15/6/2017 15:04:00
Cidade: M. Claros
O quanto estamos atrasados, acentuadamente a partir da Copa do Mundo de 2014, quando os investimentos da área de telefonia celular foram carreados para as cidades-sedes dos jogos, em prejuízo de milhões de brasileiros das demais cidades.
Hoje, conforme anuncia o jornal El Paiz, da Espanha, falar de qualquer país da comunidade europeia custará o mesmo que falar do país de origem.
Aqui, e falo de M. Claros, é uma dificuldade falar e ter internet móvel de qualidade no entorno do movimentado aeroporto da cidade, mesmo pagando as mais altas tarifas do mundo, enormemente mais altas do que, por exemplo, no território comum da vasta Europa.

Veja a notícia de hoje do El Paiz. Choremos por nós, e por nossos filhos, num paiís devastado por políticos que nos colocam a léguas de distância dos países civilizados:


"Esta quinta-feira marca um grande dia para os quase 500 milhões de usuários de telefonia celular da União Europeia (UE). Após mais de uma década de batalhas nas instituições comunitárias, os cidadãos poderão utilizar seus celulares em toda a Europa como se estivessem em seu próprio país. Desaparece oficialmente o roaming, a sobretaxa cobrada pelas empresas para chamadas e uso de dados com o celular a partir de outro país da União Europeia.
Apesar dos limites impostos pela UE para acabar com a sobretaxa, a medida representará uma economia inegável para o usuário. Basta dizer que há dez anos, uma chamada de três minutos a partir de qualquer país da UE fora do local de registro do número, custava quase 2 euros extras apenas pelo roaming, acrescentados à tarifa da chamada nacional.
Desde então, a UE impôs um calendário de reduções de preços das chamadas a partir do exterior, com a ferrenha oposição das operadoras. Como resultado dessa imposição, o preço de uma chamada caiu 92% nos últimos cinco anos, enquanto navegar pela Internet com o celular é 96% mais barato do que em 2012"
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82463
De: Petrônio Braz Data: Qua 14/6/2017 23:50:11
Cidade: Montes Claros
E-mail: petroniobraz25@gmail.com
Primeira Exposição Pecuária de Montes Claros

Já está anunciado que a Expomontes/2017 será realizada de 30 de junho até 09 de julho no Parque de Exposições, aqui em Montes Claros.
Por oportuno, em minhas mãos um exemplar da Revista Zebu, de Uberaba/MG, edição de setembro de 1951, que traz em destaque a realização da Primeira Exposição Pecuária realizada em Montes Claros, de 15 a 19 de agosto naquele ano de 1951, com apresentação de excelentes exemplares de bovinos, equinos, suínos, asininos, muares, caprinos e ovinos, da Fazenda Humaitá, realizada por iniciativa pessoal de um único pecuarista e expositor: Ademar Dias de Figueiredo, o conhecido Nozinho Figueiredo. Um criador, só, realizou o histórico certame.
Documento de alta valia e de natureza histórica, que não devo reter em meu poder e, por esta razão, o entregarei ao Instituto Histórico e Geográfico de Montes Claros, para o seu acervo e preservação.
O redator da Revista esclarece que: “A organização da 1ª Exposição se deveu ao espírito de iniciativa e ao gosto pelos assuntos do criatório nacional de gado, do sr. Nozinho Figueiredo, um dos mais destacados criadores de gado de nosso Estado”.
A reportagem, que ocupa várias páginas da Revista, reproduz fotos dos animais em destaque na Exposição e das importantes autoridades e pecuaristas presentes.
A Exposição foi destaque nos jornais de Belo Horizonte, tendo o expositor recebido, entre outros, cumprimentos via telégrafo de Juscelino Kubistchek, José Maria Alkmim, José Esteves Rodrigues, Américo Renée Gianatti, pessoas de destaque, no cenário politico e administrativo do Estado.
O jornalista André Weiss, enviado especial da Revista Zebú, escreveu: “O gosto pelos certames pecuários, no País, se vai desenvolvendo geralmente, por todas as regiões em que o criatório representa ponderável parcela da sua economia, isto se devendo à emulação de outras zonas e ao resultado que essas realizações têm trazido ao adiantamento e aperfeiçoamento dos métodos empregados nas atividades pecuárias”.
Cabe ser destacado que a 1ª Exposição Pecuária de Montes Claros foi também um importante evento social.
Em verdade, o primeiro certame pecuário de Montes Claros, de repercussão nacional, foi uma realização da Fazenda Humaitá, de propriedade de Nozinho Figueiredo, pelos seus efeitos definidos pelo prestígio, se constituiu em uma importante semente, que se multiplicou no correr dos anos para chegar à Expomontes/2017 que acontecerá de 30 de junho até 09 de julho no Parque de Exposições da cidade de Montes Claros (MG).
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82462
De: Gildásio Data: Qua 14/6/2017 15:16:51
Cidade: M. Claros
A internet acaba de voltar. O apagão durou cerca de 30 minutos.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:





Mensagem N° 82461
De: Gildásio Data: Qua 14/6/2017 15:05:43
Cidade: M. Claros
Montes Claros está passando agora por um apagão de internet. Mais de uma empresa deixou de fornecer o serviço de internet a cabo. Esperamos que seja por breves momentos. Faço esta nota usando o serviço de internet móvel. Aguardamos uma explicação para o que pode ser um apagão geral.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82460
De: Manoel Hygino Data: Qua 14/6/2017 07:20:06
Cidade: BH

Grão Mogol enfrenta a violência

Manoel Hygino

Impressiona e traumatiza, às vezes. Os bandoleiros estão soltos e agindo em todo o território. Não há exatamente maior risco aqui e ali, porque a violência se disseminou por todos os estados e regiões. A criminalidade atua, poderosa, nas grandes cidades e nas pequenas, nas áreas rurais.

Em tempo passado, um pequeno grupo de marginais agia em algum lugar para eventuais furtos e assaltos. Tudo ganhou dimensão atemorizadora. O poder público não tem condições de manter uma força armada pronta em todos os recantos, todos os dias e horas, para enfrentar a marginalidade. Esta evoluiu, aprimorou-se, adquiriu novos conhecimentos, dispõe de armas modernas e eficientes e meios de comunicação adequados a suas ações.

A polícia fica em delegacias, desprovidas de maiores e mais eficazes recursos, esperando que os criminosos apareçam. Os resultados são os já sabidos. Em Grão Mogol, como pude ler, logo que os ponteiros dos relógios passaram das 12 da noite, no dia 6, indivíduos encapuzados e com armas longas atacaram um comércio. A PM, ao aproximar-se do local, ouviu explosões e disparos. O telefone 190, muito útil, sem dúvida, recebeu notícia de que explosivos eram utilizados para abrir cofres de uma agência bancária. Os delinquentes destruíram parte das instalações e fizeram reféns.

Cerca de dez malotes foram levados por dez autores, enquanto alguns intimidavam moradores das vizinhanças. Em seguida, percorreram as ruas fazendo disparos, usando munição calibre 556, ou seja, de fuzil. A polícia agiu, ouviu populares e recorreu a câmeras de segurança.

O jornalista Alberto Sena, que deixou a capital para residir na aprazível cidade, bela e histórica, acha que a população precisaria ser mais enfática em sua autodefesa. Diz ele: “Grão Mogol já não pode ser mais considerada um lugar onde a tranquilidade era marcante”. As portas e as janelas das casas antigamente ficavam abertas, as chaves dos carros na ignição.

“Adeus, criminalidade zero na sede do município, porque, na zona rural, fazendeiros e sitiantes estão vindo para os centros urbanos acalentados pela ilusão de ‘mais segurança’. Ali, também a violência campeia”.

Curioso, mas convém destacar: a agência dos Correios em Grão Mogol só tem um funcionário e atende também à demanda do Banco do Brasil, cujas instalações foram pelo espaço. A cidade, pela qual tantos se apaixonam, entre os quais o empresário Lúcio Bemquerer e o escritor Haroldo Lívio, não merece o deus dará.

Foi a primeira cidadela da civilização mineira em ampla zona geopolítica, quando do apogeu da mineração diamantífera, como ponderou o próprio Haroldo. Lá, se encontra o maior presépio do mundo, magnífica atração turística ainda não suficientemente explorada. Todo esse patrimônio requer, precisa de proteção.

O sertão está sendo invadido como nunca. O fato mencionado se deu exatamente dois dias depois de um assalto a banco em Buritizeiro, do outro lado de Pirapora, às margens do São Francisco. Ninguém está mais imune. Em Santa Maria do Suaçuí, no Leste mineiro, a única agência dos Correios foi assaltada cinco vezes nos últimos tempos. Na semana passada, aconteceu mais um assalto e a população ficou sem os serviços temporariamente.

É um quadro sucinto do Brasil, hoje.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82459
De: Alberto Sena Data: Ter 13/6/2017 17:17:04
Cidade: Grão Mogol
E-mail: albertobatista@superig.com.br

João de Deus quase foi pelos ares

Alberto Sena

Este homem sorridente é o senhor João de Deus Soares Nogueira. Ele é um tipo “factótum”, dito em Latim. Em português significa ser fazedor de tudo. Ou faz de tudo um pouco. Gente prestativa. O sorriso é a marca dele. Ele é viúvo. Tem quatro filhos.
Hoje o senhor João de Deus trabalha na Prefeitura de Grão Mogol, mas, em 1983, quando tinha mais de 30 anos de idade, ele trabalhava como “carvoeiro do Sinhô”. Nessa época, acreditem, esse homem sorridente, de bem com a vida, viu a morte de pertinho. Ficou cara a cara com ela numa proximidade absurda de apenas dois dedos de distância um do outro.

Vou contar a experiência maluca vivida pelo senhor João de Deus como ele me contou, ainda há poucas horas. Aliás, recontou porque eu o provoquei. Encontrei-o no Horto Municipal, de chapéu na cabeça e o provoquei para Geraldo Fróis – o Gê Fróis – ouvir porque ainda desconhecia a estória dele. Foi assim, João de Deus contou:

- Eu trabalhava, na ocasião, na carvoaria. Me chamaram para ajudar a abrir uma cisterna. Já estava funda, mas deu em pedra. Tinha de ser dinamitada.
Ele fez uma pausa. E eu o estimulei:
- E aí, aconteceu o quê?
- Desci pela (...) com um cigarro aceso e duas bananas de dinamite. Acendi o estopim e dei sinal para me puxarem. Mas aconteceu um problema lá com a (...) e eles começaram a brincar comigo.
- Por que você não disse já ter acendido o estopim?
- Eu disse. Mas eles não acreditaram e ficaram brincando comigo.
- E enquanto isso o estopim estava chiando...
- Sim – disse. E continuou narrando: - Eu pedia para ser puxado e nada. O estopim estava chegando. Implorei a Deus para apagar a chama. Implorei...
- Não dava para você mesmo apagar?
- Na hora fiquei tomado de pavor, nem pensei nisso.
- E então, o que aconteceu?
- Faltava, se muito, uns dois dedos para as dinamites explodirem. O fogo se apagou sozinho.
- Foi um milagre?!
- Foi – o senhor João de Deus confirmou.

Tudo porque ele é “João de Deus”. Deus ouviu a prece dele e deu o sopro para apagar a chama. Não fosse isso, João não estaria aqui, com o sorriso escancarado para nos contar a sua estória.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82458
De: Polícia Militar Data: Ter 13/6/2017 11:00:12
Cidade: M. Claros
Polícia Militar prende idosa por suspeita de prática de injúria racial em Montes Claros - A Polícia Militar prendeu, às 16h39 de ontem, 12Jun, à rua Rui Barbosa, no centro da cidade, uma mulher de 66 anos de idade por suspeita da prática de injúria racial.
Policiais militares, durante patrulhamento, foram acionados a comparecer em uma loja, do referido endereço, para atender uma ocorrência que teve início quando, segundo a vítima, um homem de 25 anos, encontrava-se na fila do comércio para pagar uma conta, momento em que se aproximou dele a infratora, (...)., de 66 anos, dirigindo-se a ele dizendo não gostar de preto e que ele se afastasse dela. Segundo relatos da esposa da vítima, uma mulher de 25 anos, após presenciar o ocorrido com o marido, ficou bastante abalada e buscou auxílio policial na rua, porém, não localizou, momento em que retornou ao interior do estabelecimento e começou a discutir com a infratora. Ainda segundo relatos da esposa da vítima, a infratora teria dado um tapa no rosto de seu filho, uma criança de 11 meses, momento em que se iniciou uma sucessão de agressões entre elas. Segundo a versão apresentada pela infratora, encontrava-se no interior do comércio quando se deparou com a vítima, o homem de 25 anos, que falava ao celular, instante em que ela pediu licença uma vez para passar, não tendo este escutado, então, novamente, a infratora pediu licença, desta vez com os seguintes dizeres: “sai da frente seu preto, que eu quero sair para fumar”, momento em que a vítima seguiu a infratora até a porta do estabelecimento, tendo esta encontrado com a esposa da vítima, iniciando, então, o atrito entre elas. A situação só foi apaziguada com a chegada da equipe policial ao local.
Os envolvidos na ocorrência foram encaminhados à delegacia para prestar esclarecimentos sobre o fato e para que fossem adotadas as providências de polícia judiciária pertinentes ao caso. No estabelecimento havia câmeras de segurança que, segundo as partes, filmaram o ocorrido, porém as imagens não foram disponibilizadas.

***

O Tempo - Idosa é detida por injúria racial ao dizer que `não gosta de preto` - CAROLINA CAETANO - Uma mulher de 66 anos foi conduzida à delegacia após injúria racial, nessa segunda-feira (12), em uma loja de eletrodomésticos de Montes Claros, no Norte de Minas. A mulher teria dito que "não gostava de preto".
Um jovem de 25 anos contou a Polícia Militar que aguardava na fila para pagar um boleto quando a suspeita passou e disse "eu não gosto de preto. Sai de perto de mim".
Além disso, ainda na versão do homem, a idosa teria dado um tapa no rosto do filho dele, um bebê de 11 meses. A criança estava no colo da mãe, que ficou revoltada com a situação e puxou os cabelos da idosa.
Com a chegada dos militares, a idosa deu a seguinte versão para o caso: ela também estava na fila para pagar um boleto quando decidiu sair para fumar e pediu licença para a vítima, que não saiu de onde estava
Com isso a mulher, ainda nas palavras dela teria dito: "sai preto". Ela também alegou que tem o costume de chamar os parentes de preto como forma de brincadeira e negou a agressão à criança.
Todos os envolvidos foram levados para a delegacia da cidade. Segundo a assessoria de imprensa da Polícia Civil, a idosa foi ouvida, assinou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e foi liberada.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82457
De: Manoel Hygino Data: Ter 13/6/2017 07:16:01
Cidade: BH
O julgamento da decisão do TSE

Manoel Hygino

Milhões de brasileiros terão permanecido diante das câmeras por muitas horas para acompanhar, em vivo e em cores, como dizem os irmãos lusos, o extenso, acalorado e, às vezes, até cansativo julgamento no Tribunal Superior Eleitoral sobre a anulação da chapa Dilma-Temer.

Enfim, tratava-se de problema de dimensões nacionais e os motoristas de táxis e carros particulares mantiveram-se ligados no que chegava de Brasília pelo rádio.

O brasileiro, de todas as condições sociais, que sabe ler, ouvir e julgar, sentiu-se no dever de conhecer os detalhes. Investiu-se realmente no papel de cidadão, aquele que assume grave responsabilidade na fiscalização do exercício da função pública.

O ventilador poderoso atirou detritos por todos os lados no país, anos, teve trabalho, mas cumpriu o que dele se esperava. O cidadão perfeitamente percebeu que havia muito mais de podre no Brasil do que no reino da Dinamarca, como se referiu Shakespeare, no “Hamlet”.

O brasileiro queria, e quer, desvendar o que havia, e há, no âmbito dos males causados à nação por organizações criminosas, até mesmo partidos (se o caso), que resultaram na calamidade que chegou às contas e bens públicos e a todos os lares. Se muito já se esclarecera, se muitos fatos se revelaram, – mesmo que não sobrevindo a indispensável sanção – é imprescindível que dúvidas não pairem.

Ao cidadão, que mantém a nação, pouco ou nada interessa distinguir se o problema fora de natureza econômica, jurídica ou política; o importante é punir a gatunagem, condenando seus autores com provas materiais ou testemunhais.

O julgamento do TSE foi válido, não se discute, mas não correspondeu integralmente ao esperado. As lições de ciência jurídica, fartas e profundas, serviram para argumentar. O voto de desempate do ministro Gilmar Mendes encontrou claras motivações, alegada a necessidade de estabilidade política em hora ainda lúgubre da vida nacional.

Melhor seria deixar como estava? O ministro-presidente do TSE admitiu como o Américo Pisca- Pisca “: deixemo-nos de reforma. Fique tudo como está, que está muito bem”, da fábula de Monteiro Lobato, autor que possivelmente não referendasse o voto.

O presidente do Tribunal foi peremptório, em sua declaração final: “Não me venham dar lição de moral. Combate à corrupção eu também quero”.

A decisão do Tribunal pode não ser a que prevalecerá, em última análise. Há dentre outros fatos, contundentes suspeitas sobre a conduta de auxiliares do presidente da República. Esta é uma semana de ansiedade.

Cabe, todavia, continuar a luta, sabedor o país da posição de Gilmar: a corte eleitoral não é espaço para solucionar crise política. Tanto que as quase 30 horas de reunião do TSE apenas cumpriram o rito. Era como dizia o professor Afonso Lamounier, que trabalhou a CEMIG: “tudo combinado, nada resolvido”.

No entanto, as águas, com toda sua sujeira, continuarão rolando. O mau cheiro se sente até pelo rádio, jornais e televisão. O Brasil seguirá acompanhando a sujeira, maior que a do rompimento da barragem do Fundão, em Mariana, tão dolorosamente marcando ainda a vida do país.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82456
De: Hoje em Dia Data: Seg 12/6/2017 11:08:31
Cidade: Belo Horizonte
Polícia Federal fecha o cerco contra fraude no INSS no Norte de Minas - Gabriela Sales - 12/06/2017 - 10h55 - A Polícia Federal realiza, nesta segunda-feira (12), a operação Constrição contra fraude na previdência social no Norte de Minas. Dois mandados de prisão preventiva, um temporário e 12 de busca e apreensão estão sendo cumpridos pelos policiais. Ainda de acordo com a corporação, um dos pedidos de prisão é contra uma servidora do INSS. A ação da PF, realizada em Montes Claros, é em parceria com a Secretaria de Previdência do Ministério da Fazenda. Além das prisões, sete pessoas devem ser conduzidas coercitivamente para a Superintendência da Polícia Federal em Montes Claros. De acordo com as investigações, a organização atuava na cooptação e concessão de benefícios previdenciários fraudulentos com a participação de servidores do INSS, em troca de vantagem indevida. O valor estimado do prejuízo causado pelos suspeitos é de R$ 486 mil referentes à concessão dos benefícios fraudados e R$ 416 mil de empréstimos consignados que recaíram sobre os benefícios previdenciários. Os investigados estão sendo indiciados por estelionato, falsidade ideológica, organização criminosa e inserção de dados falsos em sistemas de informações.

***

O Tempo - Operação mira quadrilha que fraudava Previdência no Norte de Minas - Segundo estimativa, o prejuízo que foi evitado com a descoberta do esquema ultrapassaria os R$ 13 milhões - Uma operação em conjunta da Polícia Federal (PF) com a Secretaria de Previdência do Ministério da Fazenda desarticulou, na manhã desta segunda-feira (12), uma quadrilha que praticava frandes na Previdência Social no Norte de Minas Gerais. Nomeada de "Constrição", a operação contou com o cumprimento de dois mandados de prisão preventiva, um mandado de prisão temporária, sete de condução coercitiva e 12 de busca e apreensão.
Tendo como base a expectativa de vida dos brasileiros e a idade que cada um dos beneficiários possuía, a estimativa das corporações é que será evitado um prejuízo que chegaria a R$ 13 milhões. Uma coletiva para esclarecer mais detalhes sobre a operação acontece nesta manhã em Montes Claros. Ao todo, 61 policiais federais e seis servidores da inteligência previdenciária participaram das ações.
De acordo com a PF, as investigações demonstraram que a organização criminosa cooptava e concedia benefícios previdenciários fraudulentos, especialmente aposentadorias por idade, área rural, com participação de servidores do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), em troca de obtenção de vantagem indevida, consubstanciada em pagamento de determinado valor, que era fruto de empréstimos consignados – sempre no teto – contratados em nome dos beneficiários das fraudes.
Entre os alvos dos mandados estão duas servidora do INSS, uma conduzida coercitivamente e outra que foi presa preventivamente. O valor do prejuízo acumulado até março/2017 foi de R$ 486 mil referentes à concessão dos benefícios fraudados, e R$ 416 mil alusivos aos empréstimos consignados que recaíram sobre os benefícios previdenciários; totalizando R$ 902 mil considerando-se somente 49 casos já analisados, de quase uma centena.
Por fim, a PF explica que os investigados serão indiciados por estelionato, falsidade ideológica, organização criminosa e inserção de dados falsos em sistemas de informações. Somadas, as penas máximas aplicadas aos crimes ultrapassam 30 anos.
Nome
A operação foi batizada de "Constrição" como referência à necessidade de que se aperte cada vez mais o cerco aos desvios de recursos previdenciários, estancando a sangria promovida pela corrupção, principalmente no contexto atual de reformas e escassez de recursos tão essenciais à melhoria de vida população.

***

Estado de Minas - Polícia Federal derruba esquema de fraudes na Previdência Social no Norte de Minas - Luiz Ribeiro - 12/06/2017 – 16h04 - A Polícia Federal, juntamente com a Secretaria de Previdência do Ministério da Fazenda, deflagrou na manhã desta segunda-feira, uma operação para desmontar um esquema de fraudes na Previdência Social no Norte de Minas. Estão sendo cumpridos dois mandados de prisão preventiva, sendo um deles contra uma servidora do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS), um mandado de prisão temporária, sete mandados de condução coercitiva e 12 mandados de busca e apreensão na ação batizada de "Operação Constrição". Conforme a PF, o crime consistia na concessão de benefícios previdenciários fraudulentos, especialmente aposentadorias, com participação de servidores do INSS em troca de obtenção de vantagem indevida. Segundo a Policia Federal, o valor do prejuízo acumulado até março de 2017 foi de mais de R$ 486 mil referentes aos benefícios fraudados e R$ 416 mil por conta de empréstimos consignados totalizando mais de R$ 902 mil. Esse número diz respeito às análises de apenas 49 entre cerca de 100 casos suspeitos. A PF estima um prejuízo de mais de R$ 13 milhões com o esquema. Os investigados estão sendo indiciados por estelionato, falsidade ideológica, organização criminosa e inserção de dados falsos em sistemas de informações. Somadas, as penas máximas ultrapassam os 30 anos. A operação conta com a participação de 61 policiais federais e seis servidores da inteligência previdenciária da Secretaria de Previdência.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82455
De: Polícia Militar Data: Seg 12/6/2017 11:34:16
Cidade: Montes Claros
Na manhã de ontem (11/06), por volta das 06h30min, a Polícia Militar foi acionada para atendimento a uma ocorrência no Haras Triângulo, localizado na zona rural de Janaúba, na qual um policial militar foi alvejado na perna por disparo, ao tentar solucionar uma ocorrência no local. Segundo as testemunhas, ocorria uma festa no local, quando o cidadão (...), 38 anos, teria acionado o jato do extintor de incêndio no meio do público presente no local. Nesse momento os seguranças do evento correram na direção do autor para detê-lo e ao se aproximarem dele, um agente penitenciário, de 27 anos, impediu que eles o detivessem. Ainda conforme os seguranças do evento, o agente penitenciário sacou uma arma de fogo e a apontou em direção deles, momento em que solicitaram auxílio à policiais militares conhecidos que estavam no evento. Enquanto os policiais dialogavam com o agente penitenciário, um outro autor, (...)., 40 anos, tomou a arma da mão dele e efetuou um disparo contra um Cb da Polícia Militar. Os seguranças informaram, também, que viram o autor acionar o gatilho várias vezes, porém a arma travou e que, tanto ele, quanto o agente penitenciário, apresentavam sinais de embriaguez. Ainda segundo testemunhas, os policiais militares foram ameaçados pelo agente penitenciário. Diante dos fatos narrados, após ambos serem imobilizados e o responsável pelo disparo ter sido desarmado, os dois foram presos em flagrante, sendo conduzidos à Delegacia de Polícia Civil. O agente penitenciário foi conduzido em veículo oficial da Secretaria de Administração Prisional e teve sua arma apreendida. O policial militar foi imediatamente socorrido ao HPS Regional, em Janaúba, onde obteve atendimento inicial e posteriormente transferido para HPS, em Montes Claros. Seu quadro de saúde é estável.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82454
De: Polícia Militar Data: Seg 12/6/2017 11:23:35
Cidade: Montes Claros
A Polícia Militar ontem 11, por volta das 12h34min, compareceu na Av. Das Paineiras, Chácaras Paineiras, nesta cidade, onde, em continuidade ao rastreamento em decorrência do homicídio ocorrido na madrugada da mesma data, na chácara das Paineiras; durante rastreamento abordou um indivíduo identificado como(...), 29 anos, e 02 (dois) adolescentes em conflito com a lei, de 16 e 17 anos; na residência do adolescente de 17 anos, foi localizado 01 (um) revólver, calibre .38, municiado com 04 (quatro) cartuchos, utilizado na prática do crime; no quarto do adolescente foram localizadas 02 (duas) porções de pasta base de substância, semelhante a cocaína, acondicionadas em saquinhos plásticos. Diante do exposto o indivíduo foi preso, os adolescentes foram apreendidos e conduzido a DP com os materiais apreendidos.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82453
De: Manoel Hygino Data: Sáb 10/6/2017 08:16:26
Cidade: Belo Horizonte
Um dia para não esquecer

Manoel Hygino

Esta segunda-feira é muito especial no Brasil, porque é Dia dos Namorados, véspera de festejos religiosos de Santo Antônio e de muitos fatos mais que interessam a cada um em especial e a todos em geral. Neste ano, temos, em Belo Horizonte, um registro a fazer: a Academia Mineira de Letras, por sua Universidade Livre, coordenada por Rogério Faria Tavares, recebe o escritor Fábio de Sousa Coutinho, para lançamento, às 19h30, do seu livro ”Lúcia – uma biografia de Lúcia Miguel Pereira”.
Escrevi especial e explico: Fábio, presidente da Associação Nacional dos Escritores, é sobrinho da biografada, nascida em Barbacena, em 12 de dezembro, em 1901, quatro anos depois da inauguração oficial da capital. Crítica literária renomada, ensaísta e tradutora brasileira da primeira metade do século 20, era casada com o também escritor Octávio Tarquinio de Sousa.
Biógrafa de Machado de Assis, referência no ensaísmo feminino de 1920/1930, teve um fim trágico: recomendava à família que, em caso de morte, todos os seus escritos inéditos só poderiam ser publicados com autorização do marido, e, na falta deste, deveriam ser incinerados. Como morreram juntos em desastre aéreo, em 1959, a família seguiu à risca as instruções e queimou todos os textos ainda não publicados e cartas pessoais encontradas. Que material precioso perdemos!
Seus textos de crítica literária – reveladores de sua erudição e aguda capacidade de percepção da arte e da vida, que circularam em jornais e publicações avulsas, foram reunidos na década de 1990, em dois volumes: “A Leitora e seus Personagens” e “Escritos da Maturidade”, que resgatam suas colaborações, entre 1931 e 1959, para o Boletim de Ariel, Revista do Brasil, Gazeta de Notícias, Correio da Manhã e O Estado de São Paulo, entre outros periódicos.
Muitos motivos, portanto, para marcar este dia e quem desejar conhecer mais sobre Lúcia Miguel Pereira poderá ir ao Auditório Vivaldi Moreira, da Academia Mineira de Letras na Rua da Bahia, para a conferência do autor. Fábio, aliás, não estará sozinho, pois virá com os aplaudidos colegas de atividades literárias, Napoleão Valadares, José Anchieta Oliveira e Danilo Gomes, este nosso companheiro da Academia Mineira.
Fábio distribuirá seu livro aos presentes. Danilo Gomes, a seu turno, regalará os demais acadêmicos e pessoas com o seu novo trabalho “Augusto Frederico Schmidt, Juscelino Kubitschek e Odilon Behrens”, que saiu da impressora exatamente na última sexta-feira.
Pelo que se depreende, há de despertar curiosidade e interesse o conteúdo da nova obra de Fábio, sempre tão bem recebido pela crítica. Não só por sua exposição sobre a vida dedicada às letras pela querida tia e apreciada autora, numa época em que as mulheres não tinham muito acesso à publicação de sua produção, mas fundamentalmente por representar a opção um novo caminho ao futuro.
Vê-se, ademais, que se trata de uma família com liames no campo das artes. Estes vínculos evidentemente serão identificados e poderão ser avaliados na leitura que se aguarda com pessoal desejo.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82452
De: Polícia Militar Data: Sex 9/6/2017 10:39:08
Cidade: M. Claros
A Polícia Militar ontem, 8, por volta das 14 horas, compareceu no bairro Augusta Mota, nesta cidade, onde, segundo a vítima, um homem de 39 anos, se encontrava na porta da sua residência, quando foi abordada por 01 (um) indivíduo, armado com 01 (uma) arma, tipo pistola, que anunciou o assalto; em seguida chegou ao local outro indivíduo, em uma motocicleta, cor preta, com colete escrito “Moto Táxi”, obrigaram-na a adentrar à residência, diziam que sabiam que sua esposa comercializa ouro, indicando o local onde se achava a mercadoria; segundo a vítima os indivíduos subtraíram entre R$100.000,00 a 120.000,00 (cem mil a cento e vinte mil reais), em joias. Perícia compareceu ao local realizou os trabalhos de praxe. Após o roubo evadiram. Rastreamento continua.


***

A Polícia Militar ontem, 8, por volta das 16h14min, compareceu na rua Hermenegildo Soares Malaquias, bairro Esplanada, nesta cidade, onde, segundo a vítima, uma mulher de 20 anos, se encontrava no local quando foi abordada por 01 (um) indivíduo em uma bicicleta, cor vermelha, que, armado com 01 (uma) faca, anunciou o assalto e subtraiu seu aparelho celular; após o roubo, ao tentar evadir, foi surpreendido pela vítima, que reagiu e tentou desarmá-lo tendo este deixado cair ao solo a faca utilizada no crime, contudo, conseguiu evadir. A faca foi apreendida e entregue na DP. Durante a reação sofreu um corte na mão esquerda e foi socorrido ao HPS.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82451
De: Manoel Hygino Data: Sex 9/6/2017 08:40:44
Cidade: Belo Horizonte
O sexo dos anjos

Manoel Hygino

As expressões “quem pensa não casa” ou “quem casa não pensa”, encontradiças por todo o território deste país, não seriam antagônicas, nem sinônimas, como inicialmente se julgaria. Mas a análise das duas curtas frases pode ser considerada sob um espectro mais amplo.
É o que se concluirá possivelmente de fatos, coisas e personagens que existem entre nós. Se o leitor se der ao trabalho de ler o ensaio “Yeshua, o Hasid”, de Daniel Matt, ficará encabulado com situações históricas enfrentadas pelo cristianismo e o judaísmo.
Matt começa por perguntar: “Por que desejariam os judeus ter alguma coisa a ver com Jesus? Em seu nome, os judeus foram perseguidos e assassinados. O cristianismo afirmou ter suplantado o judaísmo”. Daí, a pergunta resultante: Séculos de antissemitismo cristão assentaram as bases para o extermínio que Hitler perpetrou contra um terço do povo judeu, logo, por que deveria algum judeu se interessar pela vida de Jesus e por aquilo que ele ensinou?
Verdade que a história do relacionamento judaico-cristão maculou e tornou impura a imagem de Jesus. Mas ambos têm de reavaliar a tradição uns dos outros, não bastando a absolvição dos judeus pelo Vaticano diante da culpa coletiva pela morte do filho de Maria. E os judeus deveriam reivindicar Jesus: por ter ele adquirido por sua visão do judaísmo, por ter-se tornado apaixonado por Deus, pelo divino, anticonvencional e extremo em sua devoção a Deus e seu semelhante”.
Interessante a posição de Jesus com relação aos judeus, sua própria gente. Ele reafirmava que fora enviado para os judeus, estando os doze apóstolos proibidos de proclamar o Evangelho a gentios e samaritanos. Mais tarde, os seguidores de Paulo (que sequer conheceu Jesus em carne e osso), desconfiaram do próprio líder. Este sustentava que o nazareno tinha como fulcro Israel, enquanto o seu discípulo teria ensinado o comprometimento com a Torá.
De acordo com Mateus, Jesus declarou: “Não penseis que vim abolir a Torá e os profetas, não vim para aboli-los, mas para dar-lhes cumprimento. Pois em verdade, em verdade vos digo que, antes que o céu e a terra deixem de existir, nenhuma letra nem uma vírgula haverão de ser tiradas deles até que tudo se cumpra”.
Ora, o assunto é inesgotável. Em Mateus, 7.12, Jesus ensina o essencial: “Ama o teu próximo”. “Tudo o que desejais que os outros façam a ti, fazei também a eles. Pois nisso consistem a Lei e os Profetas”.
No entanto, na geração anterior à de Jesus, Hillel disse algo semelhante, mas não igual, pois usou a negativa: “O que é odioso para ti, não o façais ao próximo”.
Para Matt, Hillel era um típico rabino de seu tempo: mais terra a terra; mais prático. Jesus era mais exigente, mais extremo, mais hassídico.
Estas dúvidas e interpretações parecem repetir-se nas intermináveis e já cansativas discussões sobre detalhes políticos e jurídicos em discussão na capital federal.
Tribunais e comissões do Parlamento debatem em minudências problemas tipo sexo dos anjos, para justificarem interesses e argumentos os mais diversos, inclusive o cargo de presidente da República, enquanto o povo, pobre povo! Somente pensa em arranjar algum dinheirinho para alimentação e outras despesas. O que se quer é simplesmente sobreviver, e isso não está nada fácil.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82450
De: Alberto Sena Data: Qui 8/6/2017 12:05:17
Cidade: Grao Mogol
Hora de sair do comodismo

Alberto Sena

Ainda sob o calor provocado pelas dinamites explodidas dentro da única agência do Banco do Brasil (BB), no Centro Histórico, trato nesta oportunidade sobre a participação do Pelotão da Polícia Militar de Grão Mogol no episódio da explosão do cofre por uma quadrilha de bandidos; e outros pormenores.
Não se trata de “defender” ou “criticar” os policiais comandados pelo tenente Ricardo Batista de Souza. Todos eles são bravos, mas vários fatores contribuíram para acabar com a virgindade de Grão Mogol no tocante a ataques de quadrilhas especializadas em explodir caixas eletrônicos.
Não vou entrar no mérito da carência material da nossa polícia sob todos os aspectos para não passar informações aos bandidos. A realidade é nua e crua. Levando em consideração o fator surpresa, pois o ataque foi planejado minuciosamente, o que os policiais do pelotão poderiam fazer se todos estavam sendo vigiados?
Os bandidos tiveram tempo suficiente para identificar a casa de cada um. Perceberam a fragilidade e esquematizaram um plano de ação. E, porque são profissionais do ramo, executaram um ataque sem ferir ninguém, mas fazendo barulho para intimidar. Foi mais fácil do que tomar biscoito da mão de uma criança.
Evidentemente, é necessário daqui para frente tomar sérias medidas de segurança, e uma das principais é dotar Grão Mogol de uma companhia da Polícia Militar. Com desculpa da expressão, acho ridículo haver na cidade só um pelotão PM, sem nenhum demérito aos policiais, pois todos dão muito de si para oferecer segurança pública. Mas há muito tempo (até por uma questão preventiva) já devia ter uma companhia no município.
Mas não basta ter uma companhia sem dar a ela as garantias, as condições necessárias para exercer o trabalho de segurança pública, tais como viaturas suficientes, armamentos superiores aos dos bandidos e tudo mais.
E quem é o responsável por dotar Grão Mogol de uma companhia da PM? Em primeiro lugar, cabe à Câmara Municipal encarar a sua missão de representante do povo e reivindicar imediato reforço da segurança pública.
Para isso, a Câmara precisa dar os passos necessários nesse sentido acionando a Regional da Segurança Pública em Montes Claros e o Comando do Batalhão de Polícia. E, se for o caso – e é o caso – ir a capital conversar com o governador Pimentel, que tem um grãomogolense – José Afonso Bicalho Beltrão da Silva, secretário da Fazenda – a fim de reivindicar mais atenção para Grão Mogol.
Aqui, não tem delegado de Polícia Civil. Tinha. Só agora foi nomeado um juiz de Direito para a Comarca e até então a promotora de justiça permanece, mas há sempre o risco de um e outro irem embora, porque aqui é Comarca de 1ª Instância.
Em verdade, Grão Mogol nunca foi devidamente respeitada como Comarca das mais antigas. E, aqui, cabe refletir sobre o porquê de o município nunca ter sido respeitado como convém. A responsabilidade sobre isso recai primeiramente sobre a população de modo geral.
Vivo aqui há três anos e tive tempo suficiente para refletir sobre o comportamento das pessoas. Com algumas exceções, o grãomogolense de modo geral é apático. Não costuma tomar atitudes coletivas. Se tomasse, grande progresso político já teria alcançado.
Há no ar, além das emanações da Serra do Espinhaço, um sentimento conformista da população. As pessoas não participam das reuniões da Câmara Municipal. Em um momento deste, caberia ao povo reivindicar os seus direitos pressionando os vereadores e principalmente o prefeito municipal para tomarem uma atitude em relação à segurança de Grão Mogol.
A reação deve ser de dentro para fora. Está em jogo o sossego e não podemos deixar instalar nas cabeças a fobia da insegurança pública. Só faltava essa ocorrência para se perceber que, enfim, Grão Mogol já não pode ser mais considerado um lugar onde a tranquilidade era marcante. As portas e as janelas das casas podiam ficar abertas. As chaves dos carros deixadas na ignição.
Adeus criminalidade zero na sede do município, porque na zona rural, muitos fazendeiros e sitiantes estão vindo para os centros urbanos acalentados pela ilusão de “mais segurança”.
Para não alongar, eis uma síntese: se não houver, agora, uma reação popular por mais segurança pública, a ponto de sair do comodismo e tirar dele as autoridades locais, as famílias de Grão Mogol podem esperar, infelizmente, por ocorrências desse tipo e de outros também.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82449
De: Polícia Militar Data: Qui 8/6/2017 11:24:33
Cidade: Montes Claros
Ontem (07), por volta de 01h, a Polícia Militar foi acionada, por meio de denúncia anônima, a comparecer a um uma mercearia, localizada à Rua Doutor Cristiano Rello, Centro, em Grão Mogol, que, segundo a solicitação, estava sendo arrombada por indivíduos encapuzados e com armas longas. A Polícia, ao se aproximar do local, ouviu algumas explosões e disparos de armas de fogo. Neste momento, recebeu novas ligações, via 190, com informações de que os infratores estariam utilizando explosivos para abrir os cofres de uma agência bancária (próxima do local indicado no primeiro acionamento), ficando parte do local destruído, e que haveria 03 (três) reféns. Os indivíduos conseguiram roubar os malotes que se encontravam no interior do cofre. Segundo relato de populares, havia, aproximadamente, 10 (dez) autores, sendo que 03 (três) deles estavam do lado de fora da agência realizando disparos de armas de fogo e, a todo momento, intimidavam as pessoas que residem próximo. Segundo o gerente do banco, ele recebeu informações da central de monitoramento bancário que cerca de 05 (cinco) indivíduos estavam dentro da agência cometendo o roubo. Após subtrair o dinheiro, os indivíduos entraram no veículo utilizado no delito e saíram em direção a saída de Grão Mogol sentido a MG-307, indo em direção a BR-251, e, no trajeto, passaram em frente ao Quartel PM do 2º pelotão de Grão Mogol e efetuaram disparos. Próximo do quartel, foram localizados cerca de 9 (nove) cápsulas deflagradas de munição do calibre 556 (fuzil). Um militar que estava armado com um fuzil, calibre 556, na área externa do quartel efetuou 03 (três) disparos na direção do veículo em fuga alvejando-o do lado do motorista. Conforme imagens das câmeras de segurança e informações de populares, os infratores utilizaram um veículo Honda, modelo CRV, de cor branca; e motocicletas. Foi realizado o cerco e bloqueio nas possíveis rotas de fuga dos infratores. Em continuidade ao rastreamento, ontem, por volta de 15h, a Polícia Militar recebeu
informações de que um morador da cidade de Padre Carvalho, conhecido como (...) teria participado do crime e estaria na residência dele, localizada à(...), Centro. A Polícia foi ao local indicado e teve a entrada franqueada por ele (...). Ao ser interpelado sobre o seu possível envolvimento no crime, alegou que não teria participação e, demonstrando bastante nervosismo, jogou seu telefone celular no chão, quebrando o aparelho por completo. Procedida a busca pessoal, foi localizado no bolso do autor a quantia de R$ 1.778,00 (um mil setecentos e setenta e oito reais) em moeda corrente. O homem informou que não está trabalhando e não possui renda, e também não soube informar a origem do dinheiro. Uma balança de precisão e um “trinca-ferro”, pássaro da fauna silvestre, foram localizados na residência. O pássaro, que estava sem anilhas ou qualquer documento que autorizasse a criá-lo, ficou sob responsabilidade da Polícia de Meio Ambiente em Taiobeiras. Conforme consulta, o homem possui passagens por tráfico de drogas nos estados de Minas Gerais e São Paulo. Ele foi preso e conduzido com os materiais apreendidos à DP em Salinas. A Polícia continua o rastreamento na busca pela prisão dos envolvidos no crime.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82448
De: Alberto Sena Data: Qua 7/6/2017 15:49:55
Cidade: Grão Mogol

Quadrilha explode cofre do Banco do Brasil - A direção dos Correios precisa agir rapidamente para auxiliar Lúcio Panta. Ele está sozinho na agência de Grão Mogol e por esses próximos dias terá de atender toda a demanda do Banco do Brasil atacado nesta madrugada por sete ou até 14 bandidos não se sabe ao certo. Eles explodiram o cofre da agência com quatro dinamites e fizeram uma série de disparos para o ar a fim de inibir qualquer reação. “O cofre ficou desbeiçado”, diziam algumas pessoas hoje de manhã à porta da agência bancária localizada no Centro Histórico, na esquina das ruas Rua Cristiano Relo e Antonio Bemquerer.
O Pelotão da Polícia Militar, infelizmente, foi apanhado de surpresa. Os cabos Armon Costa Rosendo e Edmílson dos Santos Dimas sentiram-se “impotentes” porque eles estavam sendo vigiados e impedidos de agir. O tenente Ricardo Batista de Souza, comandante do pelotão se encontrava em Montes Claros acompanhando a cirurgia de um filho e se inteirando dos fatos hoje de manhã ao retornar a Grão Mogol.
O cabo Armon se encontrava em casa, havia acabado de chegar da Unimontes, em Montes Claros, e foi informado de que havia duas pessoas vigiando a casa dele e três reféns. Quem estava no quartel, segundo o cabo, recebeu uma ligação pelo telefone 190. Do outro lado um dos bandidos avisava ter o quartel sob mira.
O tenente Ricardo também teve informações de que a casa dele estava sendo monitorada. Isso e tudo mais sinalizam ter sido a ação planejada com antecedência. O cabo Armon desconfia da participação de policiais. Por quê? Porque em certo momento alguém ouviu um deles perguntar para o outro, com sotaque baiano: “E aí, trouxe a macaca?” Expressão típica do linguajar policial. Há suspeitas de que sejam baianos.
O gerente da agência do BB de Grão Mogol, Lindiomar Castluber, capixaba de origem, estava em casa. Havia tomado um remédio para problema de coluna e foi dormir às 23h. Desligou o celular e só ficou sabendo do ocorrido mais tarde. Todas as imagens foram colhidas por câmaras da regional do banco. O gerente não revelou a quantia levada pelos bandidos. Mas supõe-se ter sido alta porque ontem o carro-forte abasteceu a agência.
Circula a informação sobre a presença de um estranho nas proximidades da agência bancária. Ele teria sido visto por lá durante uma semana, possivelmente estudando a área e acompanhando a movimentação do lugar.
Infelizmente, depois dessa investida, Grão Mogol passa a figurar na lista das cidades onde os bandidos estouraram cofres de bancos. Antes, os grãomogolenses achavam ser a cidade protegida e mesmo abraçada pela Serra do Espinhaço. “Quem vai a Grão Mogol, de lá não vai a lugar nenhum” – esta frase era dita e repetida. Teoricamente, quem vinha a Grão Mogol precisava voltar para pegar a BR-251, se quisesse ir a outro lugar.
Com essa ação dos bandidos, que estariam em mais de três carros e pelo menos um teria passado pela Avenida Domingos Arrudas com os ocupantes atirando na altura do quartel, desceu pelo balneário e teria alcançado a BR-251. Outros dois carros – os que deveriam estar transportando o dinheiro – foram rumo ao Vale das Cancelas, onde também alcançaram a rodovia federal.
Daqui para frente, as autoridades de Grão Mogol devem tomar uma atitude no sentido de dotar a cidade de uma companhia da Polícia Militar, com mais viaturas a fim de garantir a segurança da população. A partir da ocorrência, pouco depois de 1h da madrugada e durante a manhã/tarde o assunto em todas as bocas era um só: o assalto à agência do BB.
Em virtude das explosões de dinamite, as estrutura do prédio podem ter sido abaladas. E se estiverem mesmo comprometidas, a única agência do BB ficará fechada e o atendimento passa a ser via agência do correio, onde hoje uma só pessoa atendia a multidão que para lá acorreu. Daí a necessidade de pelo menos mais um funcionário para o atendimento externo. De qualquer forma, o transtorno será grande porque a agência do correio não oferece todos os serviços ao ponto de substituir o BB.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82447
De: Manoel Hygino Data: Qua 7/6/2017 08:36:58
Cidade: Belo Horizonte
A voz do São Francisco

Manoel Hygino

As obras foram orçadas em R$ 4,5 bilhões, o que se admitia em termos de custo de um empreendimento do vulto da transposição do São Francisco. O valor fora previsto em 2007, quando iniciada a obra, para terminar em 2012. Passados anos, contudo, não foi integralmente concluída.
O presidente Temer esteve em cidades de Pernambuco e da Paraíba, há dois meses, para inaugurar a primeira transmissão das águas beneficiando uma pequena população, quando se estipulara o atendimento a 390 municípios. Realmente um plano ousado, mas de elevado sentido social e humano. Só que no Brasil os planos não se cumprem, mesmo quando cuidadosamente elaborados.
É preciso confiança e esperança e, lamentavelmente, estas o povo perde à medida que falham ou atrasam os empreendimentos. Nem com a bênção do milagroso São Francisco efetivamente aconteceu a duplicação do orçamento. A estimativa era de R$ 4,5 bilhões. Já foram empregados mais de R$ 9 bilhões e muito mais terá de sair das burras do Tesouro.
Enquanto flui o tempo, ele mesmo nos decepciona. Falta água no Brasil, na bacia do Velho Chico, as populações se inquietam com a possibilidade de longas estiagens e, o pior, com a firme certeza de que não se fez o dever de casa com mister.
A água não alcançou inteiramente o Nordeste esperado, mas já inquieta a falta de chuvas na medida necessária. E, consequentemente, com o provável racionamento de energia. Num país que se pretende maior produção, eletricidade é essencial, não é só para as torneiras.
A Cemig pensou em fazer testes para suprir o Jaíba, mas por enquanto resta aguardar. Atender o Jaíba e região exige águas, e estas viriam do São Francisco, sempre ele.
Em obra pública, de engenharia, não bastam fé e esperança. Daí a preocupação. No tempo de Israel Pinheiro governador, elaborou-se o Planoroeste, um corajoso projeto para irrigar o vale do rio Jaíba. Com financiamento do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento) fez-se a obra, que produz bastante e hoje representa 27 mil hectares de área plantada em região de seca. A Imprensa diz: é uma potência nacional na produção de frutas, inclusive para exportação. Mas irrigar exige água. E esta já falta no volume imprescindível para a barragem do rio Juramento, que atende a região de Montes Claros.
O frei Luiz Flávio Cappio, que tem no São Francisco sua área de atuação e foi até perseguido, faz – neste 2017- seu diagnóstico:
“A cada ano o rio se apresenta mais fraco, raso, com coroas imensas de areia em seu leito. Além disso, os peixes estão desaparecendo. Esse quadro só poderá se reverter quando um projeto sério de revitalização for levado a contento. “Anêmico não doa sangue”. Se quisermos que o rio gere vida, é preciso que ele possua vida”.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82446
De: Manoel Hygino Data: Ter 6/6/2017 07:31:29
Cidade: Belo Horizonte
O calor asfixiante de Brasília

Manoel Hygino

Houve antes crime da mala, inclusive levado ao cinema brasileiro. O excelente repórter Edmar Morel, que trabalhou na imprensa carioca por muitos anos, quando morava em Fortaleza, ainda criança viu dois filmes sobre o tema que o impressionaram. Um deles, ‘O crime da mala’, mostrando como Maria Fea foi esquartejada pelo marido José Pistone, em São Paulo. No caso, o assassino andou carregando a mala, de que gotejava sangue, ao andar de coletivo.
Outro homicídio envolveu Maria da Conceição, em São Luís (MA), 16 anos, filha de Luzia, mulher de pobres condições. Pela jovem se apaixonou o desembargador Pontes Visgueiro, que – sabedor de que a moça mantinha amante – matou-a, colocou-a num baú, enterrou no fundo da casa, mas finalmente foi encontrado o corpo. O réu foi transferido do Maranhão ao Rio de Janeiro para evitar reações populares. Em 16 de maio de 1874, a sentença: prisão perpétua com trabalho. Durou pouco a prisão, pois o magistrado faleceu em meados do ano seguinte.
Mas eis que surge, em pleno século XXI, uma outra mala e um outro crime que ora incomoda o país, evidentemente, pela natureza e origem do conteúdo, altos escalões políticos do Brasil. Não precisaria dizer, mas se trata de mala, que continha (ou deveria conter) R$ 500 mil, carregada por um suplente de deputado federal pelo Paraná, Rodrigo Rocha Loures. O simples transporte da mala virou acontecimento de repercussão nacional.
Explica-se: a fortuna em questão teria origem espúria, pois resultaria de propina doada por um poderoso conglomerado agropecuário brasileiro, o maior do mundo no gênero. A situação se tornou dramática, quando se soube que o presidente da República tivera uma reunião na calada da noite, no Palácio do Jaburu, residência oficial do vice-presidente, ora chefe do governo, com o responsável maior pelo grandioso empreendimento industrial.
Simultaneamente, todos os brasileiros interessados tomaram conhecimento das relações de amizade entre o presidente e o deputado, que intermediara, a bom preço, a reunião noturna no Jaburu, cujo teor foi inteiramente gravado pelo esperto empresário Joesley Batista.
O dinheiro foi entregue a menos, mas a diferença faltante foi coberta pelo parlamentar paranaense, tudo já necessariamente acertado com Temer, e filmado pela Polícia Federal, que não está dando folga. Sabido, Joesley precisou de uma segunda entrevista com Temer, recorrendo mais uma vez aos bons préstimos do parlamentar, “político com influência no cenário nacional, até pouco tempo assessor do presidente Michel Temer, pessoa de sua mais estrita confiança”, segundo palavras do ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal e relator ali da Operação Lava Jato.
Diante dos fatos, Fachin, afiado facão em suas medidas, determinou a prisão do deputado Loures, atendendo a pedido do procurador-geral da República, Rodrigo Janot. Aliás, a dupla Fachin-Janot está bem sintonizada. O ministro considera que Loures usa de “métodos nefastos” para seus propósitos e que, em liberdade, constitui “um risco para a investigação”.
Para Janot, o deputado é “homem de total confiança, verdadeiro longa manus do presidente, expressão explorada pelos jornais, significando “executor de crime premeditado por outro”.
Loures está preso desde o último sábado e a capital trepida.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82445
De: Haroldo Data: Seg 5/6/2017 16:46:07
Cidade: S. Paulo
Para se saber quão doente está este nosso país: Suzane Louise Von Richthofen, condenada pela morte dos próprios pais em S. Paulo, cuja morte planejou, quando sai da prisão, o que vem ocorrendo cada vez mais nos últimos tempos, é assediada. Assediada para tirar selfies. As pessoas a tratam como celebridade. Mais um pouco, se isto fosse possível, poderia se candidatar ao cargo de deputada federal, com enormes chances de se eleger. A profunda crise do estado brasileiro está arrastando consigo a nação. Alguma parte da nação, e isto é muito triste. Deplorável. É preciso rezar.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82444
De: Francisco Data: Seg 5/6/2017 09:27:29
Cidade: BH
Revelado que é de M. Claros o travesti morto a tiro em BH, na região da Pampulha. Sábado, o corpo foi sepultado em M. Claros. São nebulosas as circunstâncias do assassinato. Rômulo Araújo Lopes, de 26 anos, foi morto no cruzamento de duas ruas. Havia um carro prata estacionado e, lá, se ouviu um tiro. O rapaz desceu do carro e, mesmo ferido, correu pela rua, até cair. A polícia constatou ferimento a tiro na perna esquerda. Era conhecido como Dona Roma e provavelmente conhecia bem o autor do disparo no carro de quem estava. O jornal Estado de Minas resumiu o caso: "Travesti assassinada na Região da Pampulha é enterrada no Norte de Minas. Vítima levou um tiro na perna esquerda. Mesmo ferida, saiu correndo, mas caiu na Rua Teles de Menezes. Nenhum suspeito foi localizado"
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82443
De: Carlos C. Data: Dom 4/6/2017 19:01:27
Cidade: Brasília. DF
Brasília - e por consequência o Brasil - terão nova semana difícil. Aliás, entre nós, parece que as semanas difíceis não mais terão fim. O fato é que, na capital federal, aguarda-se para as próximas seguintes horas a divulgação de fatos estrepitosos, de maior ou menor consequência. Entre eles, novas gravações, e até novamente envolvendo o presidente da República.

Jornal de S. Paulo publicou neta tarde:

"Responsável pela defesa de Michel Temer no TSE (Tribunal Superior Eleitoral), o advogado Gustavo Guedes afirmou neste domingo (4) à Folha que o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, "está tentando constranger" o tribunal eleitoral a condenar o presidente".

Prossegue o jornal:

"Temos indicativos de que virão movimentos e iniciativas de Janot às vésperas do julgamento do TSE na tentativa de constranger o tribunal a condenar o presidente", afirmou o advogado. "Nos preocupa muito o procurador-geral da República se valer de toda a estrutura que tem para tentar constranger um tribunal superior", completou.

Ainda o jornal:

Segundo Guedes, há pelo menos dois fatores que indicam o viés da atuação de Janot. O atraso no envio das perguntas pela Polícia Federal para que Temer preste depoimento por escrito no inquérito decorrente da delação da JBS, e as informações que, ainda de acordo com o advogado, chegaram ao Palácio do Planalto de que há no Ministério Público Federal novas gravações contra o presidente a serem divulgadas nos próximos dias".

E completa:
:
"Essas gravações viriam a ser divulgadas entre hoje (domingo) e amanhã (segunda) na tentativa de constranger o TSE", disse Guedes. "Isso é um aparente armazenamento tático de gravações, ou seja, quando não se usa o material ao ter conhecimento dele, mas só quando há interesse em utilizá-lo", completou o advogado".

Retomo: A fadiga no cenário político/econômico do Brasil parece não ter fim. O chamado escalão superior, mas paradoxalmente inferior aos valores medianos da população, está decidido a não dar chance à vida nacional. Todos temos filhos a criar, trabalhos a realizar, escolas a frequentar, vida a viver, mas o estado é aético - já disse certa vez um czar da economia pátria, e nós - infeliz circunstância, não criamos um estado para servir a todos, mas temos um estado que longamente a todos suga e exaure.

É bom afivelar os cintos, uma vez mais. Parece que o piloto desta nave desgovernada ainda demora a ser achado. Aguentaremos?
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82442
De: Estado de Minas Data: Dom 4/6/2017 12:40:24
Cidade: BH
Cidade mineira que enfrenta rodízio de água tenta conter vazamentos - Problemas na rede de distribuição de Montes Claros geram desperdício e impedem que volume da principal barragem volte a a aumentar - Luiz Ribeiro - Apesar dos baixos volumes da principal barragem que abastece a cidade e de enfrentar um rigoroso rodízio desde meados do ano passado, Montes Claros perde 33% da água tratada em vazamentos nas redes de distribuição. São 18 milhões de litros por dia que deixam os mananciais de abastecimento e não chegam aos consumidores do município de 398 mil habitantes, segundo dados da Copasa. Para reduzir esse volume, que equivale a duas vezes o consumo diário do segundo maior município da região – Janaúba, onde vivem 71 mil pessoas –, a companhia acaba de lançar o Programa Caça Gotas. - Segundo o superintendente Operacional Norte da Copasa em Montes Claros, Roberto Botelho, o objetivo é reduzir o índice de perdas na rede de distribuição para 25%, considerado aceitável dentro do Programa Nacional de Modernização do Saneamento (PNMS), do Ministério das Cidades. A média nacional é bem acima desse índice: 40%.
O alvo principal são as perdas determinadas por problemas no próprio sistema, embora as ligações clandestinas, os chamados “gatos”, que segundo Botelho respondem por um percentual muito pequeno do “desperdício”, também estejam na lista. Os consumidores que forem flagrados por fazer ligações clandestinas poderão receber multas, cujos valores variam de acordo com a quantidade de água que consumiram – de R$ 400 a R$ 50 mil, ficando sujeitos ainda a processo criminal. Entre janeiro e abril último, foram descobertas 140 ligações clandestinas no município, com o flagrante de gato até em um condomínio.
Vazamentos
Mas são os vazamentos nas tubulações da própria companhia de abastecimento o principal inimigo a ser enfrentado. E, contraditoriamente, os esforços para economizar água – um sistema de rodízio pelo qual os domicílios de determinadas regiões ficam sem receber o líquido por 22 horas, sendo abastecidos nas 26 seguintes – têm contribuído para aumentar o problema. “Para fazer o rodízio, é preciso fechar a rede de água de determinado bairro e abrir a que atende outro. Quando é feita a abertura, aumenta a velocidade da água na tubulação. Isso eleva a possibilidade de danos nos canos e de vazamentos”, explica o superintendente da Copasa em Montes Claros.
Como não é possível prescindir do rodízio, considerando que, devido à falta de chuvas, a Barragem do Rio Juramento (Sistema Rio Verde Grande), que abastece 70% da população de Montes Claros, está com 29,9% de sua capacidade, contra 47% registrados no mesmo período de 2016, o jeito é combater as perdas. Para isso, a Copasa recorre a equipamentos eletrônicos que funcionam por um sistema sonoro – o técnico aproxima o aparelho do local em que passa uma tubulação e, pelo som emitido, percebe se há algum tipo de vazamento. Quatro equipes treinadas estão vasculhando as diversas partes da cidade com os aparelhos, na tentativa de localizar e eliminar os vazamentos. O programa já foi implantado em Belo Horizonte e em Ubá, na Zona da Mata.
Roberto Botelho frisa que, para cumprir a meta, a Copasa investe ainda na melhoria do sistema de abastecimento, com a substituição de canos antigos por uma nova tubulação, mais resistente. Estão sendo substituídos os canos da rede de água dos bairros Edgar Pereira e Alto São João e São José. Os serviços já foram concluídos no Centro de Montes Claros. As redes serão trocadas também nos bairros Todos os Santos, Vila Guilhermina, São Luís e Morrinhos.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82441
De: Marcelo Eduardo Freitas Data: Sáb 3/6/2017 10:42:02
Cidade: MONTES CLAROS/MG  País: BRASIL
E-mail: marcelo.mef@dpf.gov.br
AS CRACOLÂNDIAS E A INTERNAÇÃO COMPULSÓRIA

* Marcelo Eduardo Freitas

A imprensa nacional tem divulgado insistentemente as tentativas da Prefeitura e do governo de São Paulo no enfrentamento à questão da cracolândia, particularmente após operação policial que culminou com a prisão de 38 suspeitos de fornecer a droga a miseráveis que perambulam pela região da Luz, zona central da capital paulistana.

Etimologicamente, pode-se dizer que a cracolândia, resultante da derivação de crack + lândia, é a terra do crack. Cracolândias, desta maneira, são locais onde há a presença de traficantes e centenas de usuários, muitas vezes comercializando e consumindo drogas em plena luz do dia, sem se incomodarem com a existência de moradores ou mesmo de autoridades.

Desde o seu surgimento em meados dos anos 1990, a Cracolândia só tem se expandido. Atualmente, ela tem “filiais” em diversas outras regiões da cidade de São Paulo. Ao buscar pelo termo no sistema Google Maps, da empresa Google, é mostrado à pessoa a região próxima à Rua Helvétia, no bairro de Santa Cecília, no Centro daquela cidade, situação que nos faz inferir que a expressão parece ter sido oficializada pelo serviço de mapas do Google, o que não representa qualquer exagero.

Estudos efetivados recentemente pela Administração Municipal identificaram outros 22 pontos com dependentes químicos, vivendo como zumbis. Esses pontos, que estão na região central, são considerados “minicracolândias”, especialmente por concentrarem menos viciados (algumas dezenas). As cracolândias costumam ter centenas!

Como confrontar tamanho problema? O que fazer diante da situação? Devemos nos omitir ou adotar medidas duras de enfrentamento à questão?

A Prefeitura e o Governo de São Paulo foram severamente criticados pela abordagem adotada no tratamento dado aos usuários da terrível droga.

O Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC) e as Organizações Pan-Americana da Saúde e Mundial da Saúde (OPAS-OMS) manifestaram preocupação com a possibilidade de se internar compulsoriamente - e em massa - pessoas usuárias de drogas. Segundo a ONU, as políticas públicas de combate às drogas devem se orientar por princípios como a garantia de direitos humanos, o acesso aos mais qualificados métodos de tratamento e serem balizados por evidências científicas.

“Especialistas” que criticaram a ação foram indagados sobre quais medidas adotar. Em resposta, que pode ser facilmente acessada pela rede mundial de computadores, chegou-se a afirmar que “não há solução para o problema da cracolândia sem uma reestruturação da sociedade”. O médico oncologista Drauzio Varella arrematou: "Todo mundo tem que se convencer de que não é possível acabar com a cracolândia. A cracolândia não é causa de nada, é consequência de uma ordem social que deixa à margem da sociedade uma massa de meninos e meninas nas periferias."

A nosso sentir e com o devido respeito, coisas de quem só enfrenta a questão do ponto de vista superficial, à distância, como se a sociedade comportasse - no atual estágio de degeneração - espaço para defesa de teses acadêmicas ou formação de biografias individuais.

Caro leitor, o problema está aí, diante de nossos olhos! O momento de enfrentá-lo é agora! Não dá para aguardar a “reestruturação da sociedade”! Já não há mais espaços para dilatação de tempo! São jovens que matam e se matam, todos os dias! Pela lei, tráfico é crime! Portanto, caso de segurança pública! Tem de ser combatido com prisões e apreensões!

Os dependentes químicos, contudo, devem receber tratamento, já que estamos lidando com um grave problema de saúde pública que implica em evidentes disfunções na segurança pública. E não venham dizer que a questão do dependente é um problema somente dele. Não é! Perguntem a suas família, indaguem aos demais cidadãos que habitam nessas regiões ocupadas pelo tráfico e abuso de drogas sobre o que pensam.

É preciso, em conclusão, apresentar respostas imediatas ao infortúnio. Se necessário, com a internação compulsória dos dependentes de drogas, especificamente naquelas hipóteses em que estes provocam danos a si mesmos ou aos outros. Sem prescindir de serviços e programas de abordagem de rua, consultórios de e na rua, atenção básica em saúde (postos de saúde, unidades básicas de saúde, estratégias de saúde da família), ambulatórios especializados, Centros de Atenção psicossocial álcool e drogas (CAPSad), Centros de Convivência, grupos de auto-ajuda - tão raros em nossa nação - o crack representa a ilusão de quem já não tem nenhuma esperança na realidade. Não há que se falar em capacidade de escolha! Esta já foi deixada para trás! Ou vamos continuar fingindo que o problema não existe?

(*) Delegado de Polícia Federal e Professor da Academia Nacional de Polícia
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82440
De: Manoel Hygino Data: Sáb 3/6/2017 09:31:37
Cidade: Belo Horizonte
As duas faces da moeda

Manoel Hygino

Médica de minha amizade me declarou: Desde que informada pela televisão do desvio de R$ 1 bilhão na reforma do Estádio Mário Filho, a Arena Maracanã, entendo porque, de cada R$ 100 brutos que recebo, entrego R$ 27,50 ao governo. Faz todo sentido. Caso não fosse feita essa extorsão de quem trabalha, como seriam as rapinas maiores? A lógica é cristalina e inequívoca.
A moça observa:
“Lamúria surrada esta de reclamar para pagar o imposto de renda. Caso não ganhasse, não pagaria. A garganta profunda do governo é mais poderosa do que um buraco negro, insaciável, que puxa luz, tempo e vida. O que entra ali não são apenas numerários, são dores, suores, força, lutas pela sobrevivência. Todos pagam para a máquina girar. É lúcido, válido e inserido no contexto” (Paulo Diniz).
Prevê: “Entrego o meu sangue ao governo que aí está, e caio morta. Como médica, estou assim. E as demais profissões? Vitimização, a palavra anda na moda. Que seja! Quem custeará meu funeral? Pelos menos não verei nada”.
Agora, o outro lado da moeda através de um release:
A Operação Bullish pela Polícia Federal, seis dias antes de estourar o escândalo provocado pelas acusações dos empresários Wesley e Joesley Batista envolvendo políticos de praticamente todos os partidos, expôs a relação do Grupo JBS com o BNDES. Entre 2012 e 2003, o banco teria liberado um total de R$ 2, 8 bilhões para as empresas controladas pela J&F Participações.
As empresas favorecidas com os recursos foram a JBS S/A (R$ 6,6 bilhões), Bertin S/A (R$ 27 bilhões), Bracal Holding Ltda (R$ 425,9 milhões), Vigor (R$ 250,2 milhões) e Eldorado (R$ 2,8 bilhões). No período consultado, não foram encontradas operações para outras empresas do grupo.
Com crédito fácil do BNDES, o grupo elevou seu faturamento de R$ 4 bilhões em 2006 para R$ 170 bilhões no ano passado, um crescimento de mais de 4.000%. A multiplicação de riqueza levou Joesley a entrar na lista dos dez brasileiros mais ricos da revista Forbes. Com atuação em mais de 150 países, 300 unidades industriais e mais de 200 mil empregados, o grupo é o maior processador de proteína animal do mundo. Das fábricas, 56 estão nos Estados Unidos, controladas pela JBS USA Holding, que detém cerca de 70% dos negócios dos irmãos Batista, que atuam na área de carnes, alimentos, laticínios, calçados, celulose e higiene pessoal, entre outros. O grupo tem ainda um banco, o Banco Original.
Em sua delação premiada, o empresário Joesley Batista, controlador do grupo, admitiu ter pago R$ 200 milhões em propinas ao ex-ministro Guido Mantega e a outras lideranças do Partido do s Trabalhadores (PT) para facilitar a liberação de recursos do BNDES para suas empresas. “Minha relação sempre foi com o Guido (Mantega). Primeiro, até 2009 ela passava pelo Vic (Victor Sandri) – amigo de Mantega). Até lá, toda vez que eu precisava falar com o Mantega, acionava o Vic. Não sei como funcionava com o Guido e o banco. Acho que ele (Guido) pressionava o Luciano Coutinho, presidente do BNDES, que sempre foi muito formal comigo”.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82439
De: Corpo de Bombeiros Data: Sáb 3/6/2017 08:25:10
Cidade: Montes Claros
Uma equipe de bombeiros foi acionada para atender ocorrência de acidente em rodovia. Envolveram-se no fato dois caminhões: um Ford/Cargo de cor cinza carregado com cimento um Volvo/VM de cor branca. O primeiro encontrava-se com a frente destruída encostada a um barranco em um dos lados da via; o outro estava capotado, atravessado na via. Com a chegada dos bombeiros os condutores já se encontravam em óbito presos as ferragens e o transito já havia sido interrompido nos dois sentidos por integrantes da polícia rodoviária federal. Os bombeiros aguardaram os trabalhos de perícia técnica para iniciar a liberação dos corpos. Com a cena liberada pelo perito e com o apoio de guinchos, protegidos por EPI`S e utilizando as ferramentas e técnicas apropriadas a atividade, as ferragens foram removidas e os corpos das vítimas repassados a funcionários da funerária palntão. A equipe de bombeiros realizou ainda a eliminação do risco de derrapagem devido ao derramamento de óleo na pista, cobrindo a extensão da mancha de óleo com serragem. O controle do tráfego e a destinação dos veículos ficaram a cargo dos integrantes da polícia rodoviária federal.

***

Hoje em Dia - Dois motoristas morrem em colisão frontal entre caminhões em Bocaiúva, no Norte de Minas - Cinthya Oliveira - 02/06/2017 - 17h50 - Dois motoristas de caminhão morreram em um acidente ocorrido na manhã desta sexta-feira (2), no km 405 da BR 135, em Bocaiúva, no Norte de Minas. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, os dois caminhões tiveram uma batida frontal e um dos veículos chegou a capotar. Os dois motoristas viajam sozinhos e morreram no local, presos às ferragens. A pista da rodovia ficou completamente interditada das 10h às 16h, mas a PRF não soube informar o tamanho do congestionamento provocado pela interdição. Os caminhões estavam carregados com cerveja e cimento e as cargas se espalharam sob a via.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82438
De: Alberto Sena Data: Sex 2/6/2017 14:06:48
Cidade: Grão Mogol
E-mail: albertobatista@superig.com.br

Grande Roberto Lima

Alberto Sena

Convivi com o advogado Roberto Lima na década de 60, em Montes Claros, muito antes de ele estudar Direito. Época explosiva aquela, quando quase tudo em termos de cultura, música e artes de modo geral saíam do casulo para virar borboleta.
Roberto veio a falecer nesta quinta-feira, 1° de junho. Tantas festas juninas ele viveu. E juntos vivemos, sob o friozinho medroso antes existente em Montes Claros, naquela década, no mês de junho, quando as fogueiras ardiam e os ares ficavam enfumaçados.
Nessa época, a família morava na Rua Corrêa Machado, 238, em frente ao “campo do União”. Roberto morava na Rua Doutor Veloso, a uns 200 metros lá de casa. Ele e o irmão dele, Ronaldo, que chamamos de Roxxim, fazia parte de um grupo de amigos com os quais jogávamos futebol no campo do União.
Com os dois irmãos tive boa convivência, juntamente a outros amigos de então como Cícero Estru, Cícero Cuecão, Rubinho, Luiz Biondi, além de outros. Morávamos todos na mesma região.
Na época, a Praça de Esportes era o melhor ponto de encontro da juventude. À noite saíamos juntos ou voltávamos juntos para casa. Cícero Cuecão na Rua Camilo Prates; Cícero Estru na Rua Corrêa Machado, acima lá de casa; Roberto e Ronaldo na Rua Doutor Veloso, para onde dava a janela principal da casa de Luiz Biondi.
Como não podia deixar de ser, a própria vida cuidou de nos colocar em um tabuleiro de xadrez. Chega um momento, a ânsia da vida por si mesma separa as pessoas. Cada um vai para um lado. Fui para Belo Horizonte. Roberto para Januária. Ronaldo para Janaúba. Cícero Cuecão foi cedo para outra dimensão. Cícero Estru foi para a capital. Rubinho, para Rondônia, depois Florianópolis e, em seguida, Belo Horizonte. Recentemente foi se encontrar com os amigos. E Biondi mudou-se para a Bahia.
Por um longo espaço de tempo perdi contato com os irmãos Roberto e Ronaldo. Para não dizer com os demais citados também. Com o advento do Facebook, resgatei Roberto e Ronaldo.
Sobre Roberto, motivo de inspiração para redigir este texto, vinha acompanhando-o todos os dias quando dava “bom dia” aos seus amigos com um texto de conteúdo espiritual. Sempre positivo, bem humorado, ele tinha uma legião de acompanhantes. Muitos deles carentes de uma boa palavra para avançar nas durezas da vida.
Recordo-me, por esses dias, Roberto fez um comentário diferente, no “Feed de Notícias”. Ele havia sentido algo no peito e foi ao médico. Eu até brinquei com Roberto sugerindo dar “umas braçadas no Rio São Francisco e tudo ficará bem”. Mas, pude me informar depois, o problema dele eram artérias obstruídas, teria de receber cinco pontes safenas.
Ao redigir este texto confesso não saber ainda a “causa mortis”. Todo humano precisa de um pretexto para partir deste plano de vida. E quando isso acontece, pelo menos no meu entendimento, é porque a pessoa completou o seu estágio de vida nesta nossa dimensão e partiu para outra. Em outras palavras, a morte não existe. O que existe é o pretexto para partir. Seria eu acho como passar por uma porta aberta ou saltar uma janela de casa.
Pelo que pude acompanhar baseado nas inserções de suas mensagens no FB nesta fase de “amigo virtual”, Roberto foi o mesmo Roberto da década de 60, em termos de índole, caráter, essas particularidades que fazem o homem – e a mulher – ficar em pé íntegro, com dignidade.
Roberto, enfim, era (é) uma alma boa que viveu entre nós. Ele dava de si às pessoas. No FB estão os registros de sua ação caritativa. Afinal, “A caridade é a plenitude da Lei”.
P.S.: Era para redigir esse texto, ontem. Fiz o primeiro parágrafo, mas, interrompi-o. A emoção não deixou prosseguir. Terminei-o agora, 13h.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82437
De: Leandro Azevedo Data: Sex 2/6/2017 12:17:29
Cidade: Montes Claros/MG  País: Brasil
E-mail: Leandrocontatom4@outlook.com.br
Acabo de presenciar com um colega de trabalho um grave acidente ocorrido na manhã dessa Sexta-Feira dia 2 de Junho na Br-135 que liga a cidade de Montes Claros a Bocaiúva. Por volta das 11:30 dois caminhões se colidiram de frente, um caminhão da Brahma com uma carreta de cargas precisamente na serra chegando a cidade de Bocaiúva-MG. Infelizmente não há sobreviventes. Os bombeiros juntamente com o Samu e a polícia federal já estão no local. Lamentável o ocorrido.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82436
De: Manoel Hygino Data: Sex 2/6/2017 08:51:10
Cidade: Belo Horizonte
A hora do pronto socorro

Manoel Hygino

No meio do caminho ou ao longo do itinerário, há pedras que o poeta de Itabira, farmacêutico por diploma, amanuense por ofício e poeta por vocação, não percebeu. Ele seria altamente beneficiado pelo poder público, pelos próprios meios e solidariedade dos companheiros de jornada, caso houvesse necessidade de algum tipo de amparo.
Há caminhantes nesta jornada doída todas as horas; eles, os infelizes e todavia, até sem esperanças, aqueles que carecem de assistência médica e hospitalar, de família e social.
Mas antes de Drummond, já existiam as Santas Casas, fundadas a partir da rainha portuguesa, que cuidou de zelar pelos viajores de muitos lugares do mundo, desde o século XV. D. Leonor, após mortos o soberano e o único filho, ainda jovem, avocou a missão de amparar esses deserdados da sorte. O projeto cristão, social e humano desembarcou no Brasil, em 1538, e humildemente ganhou terreno, contando com a nobreza dos que têm bondade no coração.
Transcorridos séculos, viu-se que os governos se mostravam incapazes de, sozinhos, oferecer assistência à saúde, principalmente nos países pobres ou em desenvolvimento. As beneméritas Santas Casas continuaram o labor, extraindo recursos de lugares em que supostamente sequer existissem. O Brasil, do tamanho que é, inclusive de problemas, constitui mostra límpida de como extrair água no deserto para saciar os sequiosos de calor humano, de atendimento à saúde, de alimentação adequada, apoio espiritual e psíquica.
Fazer o bem, trabalhar com integridade, seriedade e responsabilidade são atributos indispensáveis aos que se dedicam às Santas Casas no Brasil. Encarregaram-se voluntariamente, de ponderável parcela da assistência à população. Os números, valores e estatísticas são divulgados amplamente pela mídia.
Não é preciso ir longe. A Santa Casa de Misericórdia de Belo Horizonte, com 118 anos completados no mês passado, passa por perversos momentos.
Há espertos e experts que levantam rapidamente recursos para projetos, frequentemente perversos. Contudo, os de interesse social demandam longo tempo, discussões intermináveis, lentidão na tramitação. Agravam-se os casos das enfermidades, que parecem inúmeros.
As Santas Casas pedem socorro – às vezes pronto-socorro – para sobreviver. Emendas parlamentares ajudam-nas a funcionar, mas exigem celeridade. O projeto de número 7.606 aguarda na Câmara dos Deputados a criação do Programa de Financiamento Preferencial para a área complementar do Sistema Único de Saúde. Aguardar mais quanto tempo? Eis a questão.
Há vidas em jogo, que exigem atenção e carinho. Casos assim precisam de tratamento especial. Não podemos deixar que as Santas Casas, como a de Belo Horizonte, faltem à assistência necessária. Seria crime. Os deputados Laudívio Carvalho e Domingos Sávio requereram urgência na apreciação da matéria. É assunto essencial para muitos seres humanos. Os demais parlamentares têm agora de cumprir seu dever.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82435
De: Luiz Cunha Ortiga Data: Qui 1/6/2017 19:48:45
Cidade: BRASÍLIA/DF
E-mail: ortigaluiz@ig.com.br
Ainda relembrando, um pouco, do futebol de Montes Claros da década de 50, temos que mencionar a grande coincidência de termos famílias com craques. Relembro-me da família Macêdo com os craques Danilo, Alexandre e o meu colega de Diocesano, Tancredo, hoje médico na cidade. Havia outra família com outros craques de verdade como o caçula Miltinho que andou pelo América Mineiro, o Moacir e o mais velho, o Alair.Estes, tinham a irmã craque de vôlei, a Marlene. Era um fato interessante, famílias com tanta gente boa de bola. o importante era o fato de Montes Claros possuir um celeiro que era a Praça de Esportes, hoje abandonada. E a juventude carente de locais para as práticas esportivas. Um contra-censo para uma cidade com um passado de glórias esportivas e que não mais se repetiram com as novas gerações, embora a potencialidade de maior número de clubes. Não se trata de saudosismo, mas de uma realidade de quem tem saudades de uma Montes Claros campeã.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Página Anterior >>>

Abra aqui as mensagens anteriores:


Voltar à Página Inicial

 






Um olhar de Montes Claros sobre o que é notícia em toda parte
Uma janela para Montes Claros


Clique e acesse nosso Twitter
Siga o montesclaros.com


Últimas Notícias

25/06/17 - 8h33
"Infelizmente aconteceu uma briga. Errei ao me exceder. Não fiz uso de nenhuma droga ilícita – o que será comprovado pelo exame toxicológico que eu mesmo pedi para ser feito"- explica em nota o ator Fábio Assunção


24/06/17 - 18h01
Este noticiário será retomado na segunda-feira, às 7 horas, a não ser que aconteça fato extraordinário.

24/06/17 - 18h
Melhores do Brasileirão, Corinthians e Grêmio se enfrentarão neste domingo pela liderança

24/06/17 - 17h
Família autoriza exumações no jazigo da família em Raiz da Serra para encontrar ossada de Garrincha

24/06/17 - 16h
Cruzeiro terá volta de Henrique e força máxima, amanhã, contra o Coritiba

24/06/17 - 15h
Brasileirão tem um jogo hoje e 8 amanhã pela 10ª rodada

24/06/17 - 14h
Em sua 7ª edição, Quina de São João sorteia hoje prêmio de 130 milhões que não acumula

24/06/17 - 13h
Atlético vai poupar titulares, amanhã, contra a Chapecoense. A 98 FM vai transmitir o jogo às 19h

24/06/17 - 12h
Revelado na Alemanha que Adolf Hitler iniciou iniciou as batalhas da Grande Guerra sob uso de drogas, receitadas por seu médico

24/06/17 - 11h
M. Claros teve frio de 15 graus entre 4 e 5h desta manhã de São João. O sol voltou, e a previsão é de máxima de 27 graus hoje

24/06/17 - 10h
Especialistas divulgam quantas horas cada pessoa deve dormir, de acordo com a idade. Consulte o seu caso

24/06/17 - 9h
Manchetes dos jornais: “Polícia Federal conclui que áudio de diálogo de Temer não foi adulterado” - “Parte do FGTS será retida para governo economizar no seguro-desemprego” - “Diabetes – quatro vezes mais letal que Aids”

24/06/17 - 8h
Governo admite estudo para uso do FGTS como seguro-desemprego

24/06/17 - 7h
Polícia Federal vai entregar ao STF, segunda-feira, laudo que concluiu: gravação entre Temer e Joesley Batista não foi adulterada


23/06/17 - 18h
10ª rodada movimenta o Brasileirão neste fim de semana de São João

23/06/17 - 17h
Formada por Dedé e Manoel, zaga titular do Cruzeiro só deve estrear em julho

23/06/17 - 16h41
Filmagem sobre o Báltico mostra estranhamento entre caças da OTAN e da Rússia, com exibição ostensiva de armas

23/06/17 - 16h
Atlético perde dois jogadores por lesão; adversário de domingo é a Chapecoense

23/06/17 - 15h
Atriz Isis Valverde leva “bronca” em página do Detran por postar foto com pernas cruzadas no colo do namorado

23/06/17 - 14h
Cadastramento escolar 2018 termina hoje em Minas e deve ser feito pela internet

23/06/17 - 13h
Manchetes dos jornais:“STF valida delação da JBS, e Fachin fica como relator” - “Fachin dá cinco dias para Janot apresentar denúncia contra Temer” - “Delação da JBS é validada, e Temer deve ser denunciado”

23/06/17 - 12h
M. Claros tem segundo dia nublado, frio de 16 graus (às 5h) e ventos de 17 km. Dia hesita em crescer - e o sol permanece entre 06h24/17h32

23/06/17 - 11h27
Trecho da BR 135 entre M. Claros e Curvelo passa ao controle da PM. Polícia Federal cuidará das BRs 251 e 365, em direção à Rio/Bahia e Pirapora

23/06/17 - 11h02
"Mexer nisso é como mexer em caixa de marimbondos"

23/06/17 - 11h
Avião da FAB sofreu pane depois de decolar de Brasília. Nele, entre outros, ia o ministro Gilmar, após deixar tensa reunião do Supremo

23/06/17 - 10h47
Os assaltos. Na Avenida Afonso Pena, centro, tomaram malote de banco. Em bairro afastado, levaram ouro, celular e ferramentas

23/06/17 - 10h
Fogo começou no freezer. Pior incêndio da Inglaterra (desde a Segunda Guerra Mundial) teve origem em aparelho dos anos 2006/2009

23/06/17 - 9h
Derrota em jogo fraco faz Cruzeiro se afastar do G6 do Brasileirão

23/06/17 - 8h
"Maioria do Supremo barra tentativa de anular delação da JBS"- resume manchete espanhola sobre a votação de ontem no STF

23/06/17 - 7h
EUA suspendem importação de carne bovina fresca do Brasil. Indústria culpa reação à vacina de aftosa pelo problema


22/06/17 - 18h
Cruzeiro enfrenta a Ponte Preta hoje e desafio é jogar bem e vencer. A 98 FM vai transmitir o jogo às 19h30

22/06/17 - 17h
Quina de São João sorteará 130 milhões de reais no sábado. Prêmio não acumula

22/06/17 - 16h23
"O relator Álvares Cabral da Silva entendeu que o valor fixado em primeira instância foi baixo frente aos danos sofridos pela vítima, que acabou se mudando de Montes Claros em decorrência da agressão"

22/06/17 - 16h
Cardeais conservadores voltam a criticar o Papa por abertura da Igreja a divorciados

22/06/17 - 15h
Presidente do Atlético garante continuidade de Roger Machado no comando do time

22/06/17 - 14h
Cruzeiro terá desfalques no jogo de hoje contra a Ponte Preta. A 98 FM transmitirá a partida às 19h30

22/06/17 - 13h
Sobe para 22 o número de mortos no acidente entre ambulâncias, ônibus e carreta, em Guarapari

22/06/17 - 12h
M. Claros tem manhã nublada, temperatura de 21 graus e ventos de 25 km. Nada disto foi antevisto pela meteorologia

22/06/17 - 11h19
"Quinze policiais rodoviários federais e quatro empresários são presos em Minas"- divulga a Agência Brasil

22/06/17 - 11h
Salvamento de elefantinho (que se afogava) por elefantes adultos é imagem que corre pela internet e emociona o mundo

22/06/17 - 10h
Manchetes dos jornais: “STF indica que confirmará delação de Joesley Batista”- “STF sinaliza que, no fim, pode rever acordo de Joesley” - “Advocacia-Geral da União pede bloqueio de bens do Grupo JBS”

22/06/17 - 9h
Entre as 50 cidades mais inteligentes e conectadas do Brasil, Minas tem 4 (BH, Juiz de Fora, Uberlândia e Uberaba). M. Claros não é citada

22/06/17 - 8h
Com o empate de 2 a 2 contra o Sport, Atlético volta a decepcionar no Independência

22/06/17 - 7h
Supremo Tribunal Federal vai retomar hoje votação para que Fachin continue como relator do caso JBS


21/06/17 - 18h
Galo receberá o Sport, hoje, em busca da 2ª vitória seguida no Brasileirão. A 98 FM vai transmitir o jogo às 21h45

21/06/17 - 17h
Cruzeiro volta a jogar amanhã pelo Brasileirão e deve ter novidades

21/06/17 - 16h
Sorteio de hoje da Mega-Sena paga 26 milhões de reais. (Um ganhou, com os números 01 - 9 - 24 - 38 - 48 - 49)

21/06/17 - 15h34
"As festas de junho não combinam com corrupção"

21/06/17 - 15h
9ª rodada do Brasileirão tem 6 jogos hoje e outros 4 amanhã

21/06/17 - 14h
Inverno começa com previsão de El Niño de baixa intensidade

21/06/17 - 13h
Técnico escala Ralph e mantém Atlético com 3 volantes, hoje, contra o Sport. A 98 FM vai transmitir o jogo às 21h45

21/06/17 - 12h
Manchetes dos jornais: “STF adia caso Aécio e manda Andrea para casa” - “STF decide hoje se Fachin permanece com caso JBS” -“Temer orientou divisão de verba desviada, diz Funaro”

21/06/17 - 11h20
Medo na área rural: "... estava outra vítima, uma mulher de 79 anos, acamada, tendo ela implorado que não adentrasse uma vez que sua irmã é doente e podia passar mal; neste momento uma outra vítima,(...), um homem de 70 anos, também pediu para..."

21/06/17 - 11h
Brasil supera Venezuela e México e já é o maior produtor de petróleo da América Latina

21/06/17 - 10h18
Salinas, a 218 km de M. Claros, teve madrugada de medo. Cerca de 10 homens, armados de fuzis, atacaram prédios da Caixa Econômica e do Banco do Nordeste. Fugiram pela Rio-Bahia

21/06/17 - 10h
Anvisa diz que vai recomendar veto ao projeto aprovado pela Câmara Federal que libera emagrecedores

21/06/17 - 9h
Hoje, o menor dos dias: luz solar entre 6h23m e 17h31m. Fez 16 graus às 5h, e a previsão é de 15 amanhã e 14 sexta

21/06/17 - 8h
Vacina contra HPV passa a incluir meninos de 11 a 15 anos incompletos e transplantados

21/06/17 - 7h
Agropecuária ajuda e Brasil abre 34 mil empregos em maio. Já o comércio fechou vagas


20/06/17 - 18h
A um ano da Copa do Mundo, somente Brasil, Rússia e Irã já estão garantidos

20/06/17 - 17h
Bancos têm 1,2 bilhão de reais do PIS à espera do saque de trabalhadores até 30 de junho

20/06/17 - 16h54
1ª Turma do STF, por 3 votos a 2, decidiu pela prisão domiciliar de Andrea Neves, do primo Fred e do assessor de Zezé Perrela. Prisão, ou não, do senador Aécio ficou para ser decidida em nova data

20/06/17 - 16h
Goleiro Fábio pede “menos ódio e mais sabedoria” a torcedores do Cruzeiro

20/06/17 - 15h
Minas tem 119 casos confirmados de chikungunya em 2017. Bocaiúva registra morte por dengue

20/06/17 - 14h05
"Nesse momento, porém, defiram-me um conselho: sejam bons, e que suas atitudes se inspirem na grandeza dos corações e na pureza dos gestos”"

20/06/17 - 14h
Cazares chega a 16 gols no Atlético e fica perto do 2º lugar entre os artilheiros estrangeiros do clube

20/06/17 - 13h
Supremo julgará daqui a pouco o novo pedido de prisão preventiva de Aécio Neves

20/06/17 - 12h
Manchetes dos jornais: “Polícia Federal conclui que houve corrupção no caso Temer” – “Para Polícia Federal, houve corrupção no caso Temer e Loures” - “Caixa cancela crédito para casa própria de novo”

20/06/17 - 11h
16 graus na madrugada de hoje, a um dia do Inverno, no calendário oficial. São as duas noites mais longas entre nós

20/06/17 - 10h
Jardim São Luiz, 10h da noite. Quatro assaltantes chegam de moto e tomam tudo de estudante, que fica descalço. (Na saída da cidade, mulher participa de assalto)

20/06/17 - 9h
Técnico acredita que atuação contra o Grêmio dá a certeza de que o Cruzeiro pode crescer no Brasileirão

20/06/17 - 8h
Caminhão e Fiat Siena batem de frente e pegam fogo, perto de Pirapora, na BR 365. Morreram os 4 ocupantes do veículo menor

20/06/17 - 7h
Caixa invoca falta de recursos e suspende novamente a linha mais barata de financiamento para imóveis de até 950 mil reais


19/06/17 - 18h
Se vencer o Grêmio hoje, Cruzeiro chega ao 4º lugar no Brasileirão. A 98 FM vai transmitir o jogo às 20h

19/06/17 - 17h
Candidatos ao Sisu têm até hoje para participar de lista de espera

19/06/17 - 16h49
Exército da Argentina é invadido por mensagem atribuída ao Estado Islâmico, dizendo: "muito em breve vocês vão saber de nós"

19/06/17 - 16h
Inscrições para o Pronatec terminam hoje; são mais de 16.785 vagas em cursos gratuitos

19/06/17 - 15h
“Estrada da morte” fez 47 das 63 vítimas fatais do incêndio em Portugal, que já dura 48 horas

19/06/17 - 14h17
Ciclista cai e morre em buraco da Copasa em M. Claros e caso repercute na imprensa de BH

19/06/17 - 14h
Correios acabam com o e-Sedex, a partir de hoje, e recomendam o Sedex tradicional ou PAC



OUÇA E VEJA A 98 FM
Todos direitos pertecentes a Rádio Montes Claros 98,9 FM. O material desta página
não pode ser publicado, transmitido por broadcasting, reescrito ou distribuído
sem prévia autorização