Receba as notícias do montesclaros.com pelo WhatsApp
montesclaros.com - Ano 25 - quarta-feira, 24 de abril de 2024

Homem de 35 anos, acusado de matar caseiro, de 72, em Bocaiúva, tem caso anterior de latrocínio e disse que precisava pagar dívidas de droga

Segunda 04/03/24 - 7h22

A PM prendeu homem de 35 anos acusado de matar caseiro de fazenda em Bocaiuva e roubar pertences da propriedade.

Segundo as primeiras informações, ele tem outro caso de latrocínio.

O corpo do caseiro, de 72 anos, foi encontrado pelo dono da propriedade com sinais evidentes de violência.

Segundo a polícia, o suspeito confessou o crime, justificando que precisava pagar dívidas de drogas.

Da propriedade, foram levados botijões de gás, caixa de som, bomba d´água, roçadeira, perfumes, cavalo e cela.

O homem foi localizado no bairro Maria Rosa e indicou onde estava o material roubado, em parte recuperado.

Foi trazido para ser interrogado pela Polícia Civil em M. Claros.

Com ele, foram localizados 6 mil reais, provavelmente obtidos pela venda do material.

***

Divulgação da PM:

A Polícia Militar de Minas Gerais, por meio de sua 11ª RPM, foi acionada, na manhã desse domingo (3), a comparecer à Fazenda Cachoeirinha, em Bocaiuva, onde o solicitante, de 38 anos, disse que, ao chegar em sua propriedade rural, deparou-se com a cancela fechada e a porta do paiol aberta e, em seguida, deslocou-se até a casa do caseiro, de onde vinha um odor forte e, ao verificar, deparou-se com o corpo da vítima (idoso, de 72 anos), que era surda e muda, já sem vida e em estado de decomposição.

Foi acionado o perito de plantão, que liberou o corpo para a funerária.

Além de ceifar a vida do caseiro, foram roubados os seguintes objetos: dois botijões de gás, uma sela, uma roçadeira, uma caixa de som, duas câmeras, diversos frascos de perfumes, um roteador e um cavalo branco.

O solicitante informou também que o último contato que teve com a vítima foi no dia 28/02/2024.

A vítima apresentava uma lesão contundente, decorrente de algum objeto que não foi encontrado nas proximidades do crime.

Durante os levantamentos, a Polícia Militar obteve informações de que um indivíduo teria saído há alguns dias da fazenda, levando um cavalo e alguns materiais. No início da noite desse domingo, o autor foi localizado e preso no Bairro Maria Rosa. Ao ser abordado, ele confessou o crime e indicou que parte dos materiais roubados estava em uma residência no Bairro Beija-flor II.

Ele informou que agrediu a vítima com um pedaço de madeira, atingindo-a na cabeça e os materiais roubados foram utilizados para pagar uma dívida no valor de R$ 4.000,00 em uma “boca de fumo”, pois é usuário de crack e indicou o local.

Durante a aproximação dos militares, o receptador, de 21 anos, pulou os muros e evadiu o local.

Foram localizados materiais semelhantes aos roubados, identificados pelo proprietário da fazenda e a quantia de R$ 6.170,00.

O autor foi preso e conduzido à Delegacia de Plantão de Montes Claros com os materiais apreendidos.
A perícia da Polícia Civil informou que, devido ao estado do corpo, o latrocínio pode ter sido cometido entre quinta-feira (29) e sexta-feira (1º).

***

Jornal O Tempo, de BH:

Homem invade fazenda, mata caseiro idoso e foge em cavalo furtado em MG

Suspeito afirmou que cometeu o crime para pagar dívida de R$ 4.000 com boca de fumo
Lucas Gomes

O corpo de um caseiro foi encontrado em uma fazenda na cidade de Bocaiúva, no Norte de Minas, nesse domingo (3 de março). A vítima foi encontrada pelo patrão, de 38 anos, que chegou na propriedade pela manhã.

Conforme o dono da fazenda, a cancela da propriedade estava fechada e a porta do paiol aberta. Ele foi até a casa do caseiro, de onde vinha um odor forte e, ao verificar, deparou-se com o corpo da vítima, um idoso de 72 anos, que era surdo, já sem vida e em estado de decomposição.

Além da morte do caseiro, foi constatado o roubo de alguns objetos, como botijões de gás, sela, roçadeira, caixa de som, duas câmeras, diversos frascos de perfumes, um roteador e um cavalo branco.

Ainda segundo a PM, a vítima tinha uma lesão contundente, decorrente de algum objeto que não foi encontrado na cena do crime. Durante as diligências, a Polícia Militar obteve informações de que um indivíduo teria saído há alguns dias da fazenda, levando um cavalo e alguns materiais. No início da noite desse domingo, o autor, que não teve a idade divulgada, foi localizado e preso no bairro Maria Rosa.

Durante a conversa com os policiais, o homem confessou o crime e indicou que parte dos materiais roubados estava em uma residência no bairro Beija-flor II. Ele informou que agrediu a vítima na cabeça com um pedaço de madeira e os materiais roubados foram utilizados para pagar uma dívida de R$ 4.000 em uma “boca de fumo”, pois é usuário de crack.

Na boca de fumo indicada pelo suspeito, a PM encontrou o receptador dos objetos, de 21 anos, que pulou os muros e conseguiu fugir. No local foram localizados materiais semelhantes aos roubados, identificados pelo proprietário da fazenda, e a quantia de R$ 6.170.

O autor do latrocínio foi preso e conduzido à delegacia de Plantão de Montes Claros com os materiais apreendidos. A perícia da Polícia Civil examinou o corpo do caseiro e apontou que o latrocínio pode ter sido cometido entre quinta-feira (29 de fevereiro) e sexta-feira (1º de março).


***


✅ Clique para seguir o canal da 98FM/montesclaros.com no WhatsApp👇🏻
Acesse aqui

Compartilhe
Siga-nos nas redes sociais