Receba as notícias do montesclaros.com pelo WhatsApp
montesclaros.com - Ano 25 - domingo, 26 de maio de 2024

Taiobeiras, sob ameaça difundida pela internet: " A polícia foi acionada para fazer a segurança e o local foi imediatamente esvaziado, situação que gerou pânico na cidade"

Sexta 24/03/23 - 18h21

Divulgado da Polícia Civil de Minas:


PCMG e PCRN prendem suspeito de ameaçar massacre em escola

Na manhã desta sexta-feira (24/3), a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG), com apoio da Polícia Civil do Rio Grande do Norte (PCRN), prendeu um jovem, de 21 anos, suspeito de criar perfil nas redes sociais com o intuito de divulgar um possível atentado, com arma de fogo, na Escola Estadual Oswaldo Lucas Mendes, no município mineiro de Taiobeiras, região Norte do estado.

A página fazia referência ao massacre histórico de Columbine, ocorrido em 20 de abril de 1999.

De acordo com a delegada Beatriz Barreto de Almeida, que coordenou as investigações, as primeiras ameaças ocorreram na quarta-feira (22/3), por meio de página no Instagram, com publicações de fotos recentes do interior da escola.

A polícia foi acionada para fazer a segurança e o local foi imediatamente esvaziado, situação que gerou pânico na cidade.

Com apoio do setor de Inteligência do Departamento de Polícia Civil em Montes Claros, o investigado foi localizado no Rio Grande do Norte e estaria acessando remotamente, de forma clandestina, o celular de uma aluna da instituição.

Acompanhada dos pais, a adolescente foi identificada e prestou informações, ratificando a linha investigativa traçada pela PCMG, que apontava para o suspeito preso.

A PCRN foi informada dos fatos, passando a atuar de maneira conjunta no cumprimento do mandado de prisão, que ocorreu na manhã de hoje, em Currais Novos (RN).

Ainda, quando realizada busca e apreensão na casa do investigado, foi apreendido um notebook e um chip de celular, utilizados para o acesso à internet e, possivelmente, para cometer o crime.

Não foi encontrada arma de fogo na residência dele.

***

Jornal O Tempo, de BH:

Jovem é preso no RN por usar rede social para ameaçar massacre em escola de MG

Página continha referências ao massacre de Columbine, ocorrido em 1999, no estado do Colorado, nos Estados Unidos
Gabriel Rezende

Um jovem de 21 anos foi preso nesta sexta-feira (24) no Rio Grande do Norte suspeito de criar um perfil em uma rede social para ameaçar um massacre na Escola Estadual Oswaldo Lucas Mendes, em Taiobeiras, no Norte de Minas Gerais. A página continha referências ao massacre de Columbine, ocorrido em 1999, no estado do Colorado, nos Estados Unidos, que vitimou 15 pessoas.

Segundo a Polícia Civil, as primeiras ameaças foram feitas na quarta-feira (22). Junto às mensagens foram publicadas fotos recentes do interior da instituição de ensino. As autoridades chegaram a ser acionadas para a escola, que foi esvaziada, causando pânico na comunidade local.

A partir do trabalho de inteligência da Polícia Civil, o jovem foi localizado no Rio Grande do Norte. Segundo a instituição, ele acessava remotamente o celular de uma aluna da escola de Taiobeiras. Acompanhada dos pais, a adolescente foi identificada e prestou informações. A polícia não informou se a adolescente estava envolvida.


Além da prisão do jovem, os policiais apreenderam um notebook e um chip de celular. Não foram encontradas armas de fogo na casa do suspeito.

Ameaças de massacre
Minas Gerais teve pelo menos um caso por dia letivo de ameaças de massacres em instituições de ensino durante esta semana. Nas ocorrências, o que começa com uma troca de mensagens de alerta, termina em pânico geral. De acordo com o delegado Rafael Nalin, o uso de internet para propagar o terror tem sido um desafio constante para as autoridades. Especialistas apontam reflexo de uma cultura de violência dentro de escolas e universidades.

23/3: Suposto aluno da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUCMinas) da unidade Coração Eucarístico, em Belo Horizonte, teria ameaçado a instituição de realizar uma “chacina”. Ele teria assediado colegas e supostamente postado a ameaça em rede social;
23/3: Policiais militares foram acionados para atuar sobre denúncia de ameaça em uma escola em Itajubá, no Sul de Minas. A corporação não deu detalhes sobre o tema, dizendo apenas que "a Polícia está averiguando o caso e a equipe da patrulha escolar está realizando os levantamentos a respeito da informação".
21/3: Uma adolescente de 14 anos foi identificada pela Polícia Civil como a responsável por ameaçar um massacre na Escola Estadual Américo Martins, em Montes Claros, no Norte de Minas. Ela criou um perfil em rede social para divulgar o possível atentado, com a utilização de armas;
21/3: Um áudio de WhatsApp dizendo que um homem preso por apologia ao nazismo iria se vingar atacando escolas levou pânico aos moradores de Piraúba, na região da Zona da Mata de Minas Gerais. Instituições de ensino amanheceram vazias;
20/3: Pai de um aluno foi armado para uma escola em Ouro Branco, na região Central do Estado, supostamente tentando intimidar outros estudantes. A Polícia Militar prendeu o homem e a arma foi apreendida.
16/3: Um adolescente de 13 anos foi identificado pela Polícia Civil como o criador de um perfil em uma rede social que divulgava um possível massacre em um colégio de Montes Claros, na região Norte de Minas Gerais.

Compartilhe
Siga-nos nas redes sociais