Receba as notícias do montesclaros.com pelo WhatsApp
montesclaros.com - Ano 25 - segunda-feira, 17 de junho de 2024

Leia a curta nota do Palácio do Planalto que adiou - pela segunda vez - a viagem de Lula à China por causa de pneumonia

Sábado 25/03/23 - 14h07

Neste sábado, a Secretaria de Comunicação do Palácio do Planalto informou que Lula decidiu adiar sua viagem à China, que foi adiada de sábado para domingo, devido a "pneumonia leve".

As autoridades chinesas foram informadas sobre o adiamento.


Lulafoi diagnosticado com broncopneumonia bacteriana e viral por influenza A e recebeu tratamento no Hospital Sírio-Libanês, unidade Brasília, após apresentar sintomas gripais no dia 23 de março.

O serviço médico da Presidência da República hoje recomendou o adiamento da viagem até que se encerre o ciclo de transmissão viral.

Nota médica foi divulgada pelo Palácio do Planalto.

A NOTA

A nota do Palácio do Planalto é a seguinte, na íntegra:


O Presidente Luiz Inácio Lula da Silva deu entrada no Hospital Sirio-Libanês - unidade Brasília, em 23/3/2023, com sintomas gripais.

Após avaliação clínica, foi feito diagnóstico de broncopneumonia bacteriana e viral por influenza A, sendo iniciado tratamento.

Após reavaliação no dia de hoje e, apesar da melhora clínica, o serviço médico da Presidência da República recomenda o adiamento da viagem para China até que se encerre o ciclo de transmissão viral.

Dra. Ana Helena Germoglio

O Ministério da Fazenda informou neste sábado, 25, que o ministro Fernando Haddad também não mais embarcará para a China, após Lula adiar o compromisso pela segunda vez.

O governo está negociando uma nova data.

Na China, Lula e Haddad teriam reunião com autoridades chinesas para discutir as relações bilaterais com o maior parceiro econômico brasileiro.

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, que integraria a comitiva de Lula, também informou que não viajará mais para a China neste momento.

Já o ministro da Agricultura e Pecuária, Carlos Fávaro, que já estava na China, deve manter os compromissos lá.

Empresários brasileiros que acompanhariam vão manter a programação paralela.

Mais de 90 empresários do agronegócio estavam prontos para a viagem.

Para muitos, a agenda está mantida.

Compartilhe
Siga-nos nas redes sociais