Receba as notícias do montesclaros.com pelo WhatsApp
montesclaros.com - Ano 25 - quarta-feira, 17 de abril de 2024

Passo atrás da Polônia, às vésperas de eleições, é interpretado como cansaço do Ocidente com a guerra na Ucrânia. Saiba mais

Sexta 22/09/23 - 6h56

O governo polonês anunciou que interromperá o envio de armas e equipamentos militares para apoiar a defesa da Ucrânia.

O fato é interpretado como crescente cansaço no Ocidente em relação à guerra.

A Polônia, membro da União Europeia e da OTAN, é importante aliado da Ucrânia, tendo fornecido mais de US$ 4,54 bilhões em armas, ajuda humanitária e apoio financeiro desde o início do conflito.

Além disso, enviou 320 tanques da era soviética e 14 caças MiG-29.

A interrupção do apoio polonês ocorre em meio a tensões relacionadas à exportação de grãos ucranianos e ao custo da guerra, à falta de avanço militar significativo dos ucranianos e à proximidade das eleições gerais na Polônia, que intensificaram o debate sobre o assunto.

Compartilhe
Siga-nos nas redes sociais