Receba as notícias do montesclaros.com pelo WhatsApp
montesclaros.com - Ano 25 - quinta-feira, 30 de maio de 2024

"...disse que cultivava algumas plantas em uma horta no fundo do seu quintal, juntamente com (...) sua esposa, de 26 anos. (...) Foram realizadas buscas (...) e contabilizados 57 pés de maconha de..."

Sexta 19/04/24 - 10h01

Divulgado pela PM:

A Polícia Militar de Minas Gerais, por meio de sua 11ª RPM, após denúncia anônima de que um jovem, de 28 anos, estaria cultivando maconha no quintal de sua residência, foi, na manhã dessa quinta-feira (18), ao Povoado Tabuleiro, zona rural de Catuti, e monitorou o local alvo da denúncia.

A irmã do suspeito franqueou a entrada dos militares no terreno, que é dividido por uma cerca entre a área dela e a do irmão.

O suspeito foi abordado e cientificado sobre o teor da denúncia.

Ele disse que cultivava algumas plantas em uma horta no fundo do seu quintal, juntamente com o apoio de sua esposa, de 26 anos.

Foram realizadas buscas no local indicado pelo morador, sendo constatados e contabilizados 57 pés de maconha de diversos tamanhos.

Diante ao exposto, foi acionada a perícia da Polícia Civil, que coletou imagens da área, amostras das plantas para perícia e queima dos exemplares restantes no local, que foram descartados.

O casal foi preso e conduzido à Delegacia, após consulta médica em um hospital para constatação de ausência de lesões corporais. Com eles, também foram apreendidos seis telefones celulares e R$ 52,00 em dinheiro.



***

Jornal Estado de Minas, de BH:

Plantação de maconha é encontrada em região seca no Norte de Minas

Plantação de maconha foi descoberta após uma denúncia. Foram descobertos e incinerados 57 pés da planta. Casal é preso
Luiz Ribeiro

Uma plantação de 57 pés de maconha foi descoberta em um sítio, na localidade de Tabuleiro, no município de Catuti, no Norte de Minas. Os donos do terreno e responsáveis pelo plantio, um homem, de 28 anos e uma mulher, de 26, foram presos.

A localidade de Tabuleiro fica distante 30 quilômetros de Catuti, de 4,79 mil habitantes. A região sofre com a escassez de chuvas, o que dificulta a produção agrícola.

Conforme a Polícia Militar, o casal molhava o plantio de maconha com a água apanhada em um balde em uma lagoa, no mesmo terreno. A plantação de maconha foi descoberta na quinta-feira (18/04), após uma denúncia feita junto à Polícia Militar.

De acordo com o cabo da PM Paulo Gomes, que participou da ocorrência, os pés de maconha eram cultivados em vasos e no solo, perto da lagoa. As mudas da erva também eram produzidas no local, em copos descartáveis, em uma área entre pés de banana.

Conforme a denúncia feita à Polícia Militar, o plantio de maconha existia há pelo menos seis meses. Mas os proprietários do sítio alegaram que iniciaram o “cultivo” há três meses.


Os pés de maconha foram arrancados e incinerados na propriedade rural. Os dois envolvidos também comercializariam a droga produzida por eles nas cidades de Mato Verde e Porteirinha, na mesma região.


O casal dono do sítio em Catuti foi levado para a Delegacia de Polícia Civil de Porteirinha, onde foi autuado em flagrante por tráfico de drogas.

****


✅ Clique para seguir o canal da 98FM/montesclaros.com no WhatsApp👇🏻
Acesse aqui

Compartilhe
Siga-nos nas redes sociais